Deus é um conceito de Ser Supremo presente em diversas religiões. Imagem: AdobeStock.
Destaques

A importância da religião na comunidade brasileira na Flórida

Seja para quem já nasceu em um lar religioso ou para quem adquiriu a sua espiritualidade ao longo da vida, o contato com Deus (ou uma força superior, dependendo da religião) é muito importante para a maioria das pessoas. Em momentos difíceis, sabemos o quanto a fé nos ajuda a encontrar forças. E para quem veio do Brasil para os Estados Unidos, poder contar com o apoio religioso é de grande valia.
Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Quem chegou aqui sozinho, ou mesmo com a família, sabe o quanto é difícil o começo. Criar laços sociais, as saudades de quem não veio, passar o dia com um aperto no peito, nos questionando se vai dar certo e muitos outros fatores, são angustiantes. É neste momento que religiões de diferentes vertentes exercem um papel fundamental para incontáveis imigrantes brasileiros, pois além do apoio espiritual, também se tornam pontes para que, quem chegou recentemente, possa se integrar à comunidade brasileira e resolver uma série de problemas.

Outro detalhe importante a ser destacado, é que mesmo quando nós, brasileiros já estamos estabilizados, seguimos tendo nossos problemas, angústias e incertezas que podem ser atenuadas com a fé.

Para falar sobre esse e muitos outros assuntos, entrevistamos alguns líderes de diferentes religiões: o líder dos católicos brasileiros na Flórida, padre Matteo Didone; o Presidente da Associação de Pastores Evangélicos do Sul da Flórida, pastor Moisés Vieira Monteiro; o presidente da Federação Espírita do Estado da Flórida, Marcelo J. Costa Netto; o responsável pelo Centro Judaico de Miami, rabino Dovi Begun; o líder do maior centro de umbanda brasileiro do Sul da Flórida, Pai Paulo; além do dirigente do grupo Homens Com Propósito (HCP), Gabriel Souza.

Catolicismo

Morando há 57 anos nos Estados Unidos e há 55 anos exercendo o sacerdócio, o padre Matteo Didone acumula muita experiência e histórias sobre a comunidade brasileira residente no Sul da Flórida. Além disso, ele também atuou em outros países como Porto Rico, Colômbia e o próprio Brasil. O padre nos conta quais são as dificuldades que nota nos imigrantes de nosso país pouco tempo depois de chegarem. “Encontrar trabalho e um local para morar são os pontos que mais os afligem, porque não é algo imediato como imaginam. Outro problema é a cultura, que é bem diferente. Para ajudá-los, além dos serviços religiosos, temos muitos trabalhos na área social. Além disso, quando começam a conviver com outros brasileiros que estão aqui há mais tempo e frequentam a igreja, desenvolvem uma amizade, acabam recebendo ajuda e informações de emprego, de lugar para alugar, partilham experiências, dão dicas sobre como resolver situações que também já tiveram, um ajuda o outro”.

Segundo o padre, existe uma forte presença católica na comunidade brasileira no Sul da Flórida e as três igrejas da região costumam receber milhares de pessoas.

As saudades de casa atingem não só quem está aqui há pouco tempo, por isso, a igreja do padre Matteo Didone e outras costumam realizar eventos que ajudam a aproximar a comunidade. “Além das missas e novenas, festas como as Juninas e a de Natal atraem muita gente, algumas chegam a ter 12 até 15 mil participantes e isso é bom, porque nunca devemos abandonar nossas culturas, ao contrário, devemos ter a nossa e adquirirmos outras para sermos mais ricos espiritualmente”.

O mês de dezembro é muito especial para os católicos, por isso a igreja do padre Matteo Didone realiza diversas ações. “É o mês do nascimento de Jesus, temos atividades sociais, alguns integrantes da igreja formam pequenos grupos de encontro para conversarem sobre as escrituras bíblicas, temos as datas festivas, que são comemoradas com missas e eventos”.

Contato:
Queen of Peace Church. 9600 W. Atlantic Ave. – Delray Beach – FL 33446 USA.
St. Vincent Church NW 18 St. Margate, FL – www.stvincentcatholicchurchmargate.org

Protestantismo

O Pastor Sênior da New Life Brazilian Christian Church e Presidente da Associação de Pastores Evangélicos do Sul da Flórida, Moisés Vieira Monteiro, reside nos Estados Unidos há 30 anos e há 29 anos lidera a igreja. Ele conta que quando chegou, havia apenas duas igrejas na região e que hoje são aproximadamente 100 unidades que falam português. Uma prova de que os brasileiros que estão há mais tempo fazem questão de exercer a sua fé.

O pastor Moisés afirma que assim como em várias igrejas, sua unidade está voltada a ajudar os imigrantes na sua chegada à região. “Muito chegam necessitando de informações e os próprios membros da igreja procuram ajudar a sanar as dúvidas”;

Assim como outros líderes religiosos relataram, o pastor Moisés afirma que ouve de vários brasileiros recém-chegados uma grande angústia e o desejo de ir embora. “Muitos pensam em desistir, pois os desafios são enormes, as pessoas chegam com a ilusão de que vão começar a ganhar dinheiro rapidamente e, na verdade, é um processo lento, onde é preciso ter muita força de vontade, mas a igreja cumpre um papel importante de motivar essas pessoas mostrando que apesar de ser um caminho difícil, é sim possível”.

Sobre o mês de dezembro, o pastor comenta. “É uma das datas mais celebradas pelas igrejas evangélicas por se tratar do nascimento de Jesus, aquele que consideramos como o centro da igreja, nossa maior referência. Mas esse também é um período de carências emocionais porque muitos brasileiros estão longe de onde nasceram e sentem falta de estarem com a família, por isso temos a preocupação de promover atividades para suprirem essa falta, aqui nós temos um almoço e uma reunião para unir os brasileiros e diminuir a saudade da terra e dos familiares que ficaram lá”.

Contato:
New Life Brazilian Christian
411 NE 31 Court Pompano Beach FL 33064
Telefone (954) 946-5256
email: igrejanewlife@yahoo.com
www.igrejanewlife.com

Espiritismo

O presidente da Federação Espírita do Estado da Flórida, Marcelo J. Costa Netto, conta que está nos Estados Unidos desde 1997, e é presidente desta federação pela segunda vez. Ele relata sobre os trabalhos de suporte aos imigrantes. “O objetivo primordial da Doutrina Espírita é o de trazer consolo e explicar o porquê de tantas dores e sofrimentos que a humanidade passa, assim como a nossa origem e destinação. Mas a base desta doutrina é a caridade. Caridade esta que vai muito além do simples movimento de acudir e acolher o indivíduo no aspecto material, mas trazer-lhe o esclarecimento de que há um propósito maior para a vida, mesmo que estejamos passando pelos desafios de toda a sorte. Há diversas casas que oferecem não só as palestras de esclarecimento e de consolo, mas também trabalhos de assistência aos mais necessitados, na distribuição de alimentos e apoio às mães grávidas em condições de muitas dificuldades. Promovemos encontros de confraternização com as famílias que chamamos de “Family Retreat”, objetivando o apertar dos laços de família e as campanhas de evangelização infanto-juvenil.”.

Netto explica por que religiosidade é importante para toda a comunidade. “Acreditamos que a crença em Deus é de fundamental importância para a saúde mental do ser humano. A confiança e a certeza de que há uma causa primária para todas as coisas, de que há uma inteligência suprema no universo, coordenando os destinos de tudo que existe, tanto no micro como no macrocosmo, nos traz um sentimento, mesmo que ainda muito limitado, de pertencimento a um plano infinitamente maior que a nossa compreensão. Neste sentido, a religiosidade, o “religare”(em latim), é essencial para a construção de um sentimento de filiação com o divino. O imigrante, seja ele brasileiro ou não, naturalmente sofre as angústias, as dúvidas, os dramas de toda a ordem ao aportar em um país distinto do seu”.

Netto afirma que em todo estado da Flórida, há um total de 25 casas ou centros espíritas, como também são conhecidos, e 15 destas oferecem atividades em português. Quanto ao número de membros, são aproximadamente seis mil pessoas que se declaram espíritas, embora haja um número muito maior de simpatizantes.

Sobre o Natal, Netto comenta: “O Espiritismo é uma doutrina cristã que tem Jesus Cristo como modelo e guia da humanidade. Nesta época, promovemos uma série de palestras e seminários trazendo a presença deste Espírito ímpar, mostrando a sua grandeza e o imenso amor que tem pela humanidade”.

Spiritist Federation of Florida
Contatos: www.Clsg.us e www.iamspiritist.us

Judaísmo

A comunidade judaica brasileira também está representada no Sul da Flórida. Segundo o rabino Dovi Begun, criar uma comunidade judaica brasileira foi um processo lento, de três ou quatro décadas. “As famílias vinham individualmente, então nosso trabalho foi de montar uma comunidade para juntá-los. Hoje, temos os serviços religiosos, mas principalmente possuímos um aspecto comunitário para as famílias estarem juntas e compartilharem de nossas raízes. Atualmente, são 400 famílias e o número vem crescendo”.

Um detalhe interessante é que a igreja judaica brasileira localizada no Sul da Flórida é a única fora do Brasil ou de Israel.
Sobre os problemas que os imigrantes encontram ao chegarem aos Estados Unidos, o rabino comenta. “Todos nós conhecemos as dificuldades imensas que envolvem uma imigração e nosso trabalho é justamente resgatar nossas origens e dar um espaço para celebrarmos nossos valores”.

O rabino relata que participar dos encontros religiosos ajuda tanto aos que acabaram de chegar, mas também aos que já estão há anos vivendo na América. “O maior problema é querer ter senso de pertencimento e isso acaba sendo o maior benefício de fazer parte de uma comunidade, ainda mais quando ela representa seus valores e tradições”.

Os judeus não comemoram o Natal cristão, porém possuem o Hanukkah ou Chanucá, celebradas em datas diferentes devido ao calendário judaico – neste ano, começará no dia 18 e irá até 26 de dezembro. Nessa cerimônia, é tradição acender um candelabro dentro de casa e colocá-lo próximo à janela com o objetivo de compartilhar a luz. Também ocorre a reunião das famílias e as crianças recebem presentes. Em alguns lares, há o preparo de comidas tradicionais, como as latkes (panquecas de batata) e os sufganyots (sonhos recheados com geleia).

Contato:
Centro Judaico de Miami
centrojudaico.com ou rabino@centrojudaico.com

Umbanda

A Umbanda é outra religião muito presente no Brasil e por isso também existem seguidores de nossa comunidade no Sul da Flórida. Paulo Garcia, que em sua religião recebe o nome de Pai Paulo, veio de Goiás em 1998 (onde já tinha um centro), para Los Angeles, Califórnia, e inaugurou o primeiro Centro de Umbanda nos Estados Unidos. Em 2011, se mudou para a Flórida e fundou o primeiro Centro de Umbanda na Cidade de Deerfield Beach, onde atua há 11 anos. Segundo Pai Paulo, na Flórida, atualmente, além de sua unidade, há um grupo de hispânicos que realizam um trabalho em Doral, Miami e Orlando, mas não se tem um número exato sobre quantos umbandistas residem no estado. “Em nossa região, antes da pandemia, chegamos a atender entre 400 a 500 pessoas por semana”.

Sobre o apoio dado aos imigrantes brasileiros, Pai Paulo comenta “A base da Umbanda é a caridade – atendemos na ordem física, mental e espiritual. Buscamos ajudar o imigrante da melhor maneira possível em suas necessidades e distribuímos também cestas básicas para as pessoas que se encontram sem condições”.

A respeito da importância da religião e da fé para darem suporte emocional aos brasileiros que residem na América, Pai Paulo comenta. “A mudança de país e a adaptação a uma nova realidade, a barreira do idioma, a distância da família sempre geram ansiedade e insegurança para quem chega. Vejo que nossos trabalhos ajudam muito porque visamos a harmonia do ser como um todo. A nossa visão é que a melhor religião é a que faz de você uma pessoa melhor, não importando sua crença. Além dos tratamentos espirituais, sabemos o quanto a fé é importante principalmente nos momentos em que nos encontramos em conflitos ou passando por desafios, seja qual for a sua natureza”.

Pai Paulo afirma que além do suporte religioso, ele e as pessoas que atuam em seu centro ajudam quem os procura através de palestras educativas. “Sabemos do poder da fé, mas se não mudarmos o comportamento mental e físico, nada mudará. Não se colhe milho onde se plantou arroz e não se colhe o que nunca plantou. A espiritualidade ajuda sempre, mas temos a nossa parte a realizar. A educação é muito importante, assim como a saúde, família, relacionamentos e finanças. A meu ver, o impacto social do centro é bem mais forte que o religioso em si. O ser humano tem a necessidade de socializar e encontra ali uma família e também significância em ajudar as pessoas através do que fazemos”.

Contato: Seara De Caridade Do Caboclo Tupinambá
236 SW 12th Ave Deerfield Beach FL 33442
www.umbandalinda.com

A Criação de Adão é um afresco pintado por Michelangelo no teto da Capela Sistina. Imagem: AdobeStock.

Homens com Propósito USA

Além das diferentes religiões inseridas em nossa comunidade, existem ainda entidades sem fins lucrativos cuja intenção é a de aproximar brasileiros para fazerem amizades, negócios e falarem sobre Deus, como é o caso do Homens Com Propósito (HCP), que semanalmente reúne empresários, empreendedores e executivos brasileiros para realizarem estudos sobre a Bíblia e conversarem sobre outros temas. “O HCP busca trazer um propósito aos participantes, ajudando a equilibrar trabalho profissional e vida pessoal. Entendemos que o grande desafio é sim, obter sucesso no mundo dos negócios, mas sem atrapalhar o relacionamento familiar. Importante frisar que em nossa entidade não focamos em uma religião apenas, tanto que temos pessoas de diferentes religiões. Acreditamos que a Bíblia é uma fonte inesgotável de sabedoria para quem faz negócios e temos como um dos pontos principais o fato de integrantes da comunidade brasileira nos ajudarmos, fazermos negócios entre nós, criando uma rede de apoio”, explica Gabriel Souza, um dos fundadores do HCP.

Souza, que dos seus 37 anos de idade, viveu 30 na América, é cristão protestante e destaca que vê com ressalvas o uso que se tem feito da palavra religião. “O significado dessa palavra é de religare, ou seja, religar o homem novamente a Deus, mas infelizmente, nas últimas décadas, a palavra religião tem sido banalizada, o que tem promovido muito mais afastamento do que união”.

O fundador do HCP destaca que conhece muitas igrejas que servem como redes de apoio aos imigrantes brasileiros que precisam de roupas, moradia, cesta básica, etc. “A Igreja Resgate, que é a que frequento, não tem muita gente necessitada, pois a maioria vem preparada, a ajuda é mais espiritual. Já a primeira Igreja Batista é conhecida com um ponto de apoio importante para o imigrante”.

Para Souza, não são só os que acabaram de chegar ou mesmo os com dificuldades que manifestam tristeza em alguns momentos da vida na América. “Independente de escala social, seja da classe trabalhadora, que vem para fazer qualquer serviço, ou aquele que veio transferido de uma multinacional, e tem opção de escolher onde quer morar, tudo aqui é diferenciado, todos sentem a mesma coisa, a falta daquele acolhimento familiar que nós temos no Brasil, por exemplo. Então, em função disso, o principal objetivo da igreja é trazer esse sentimento de família e comunidade, que caminham na mesma direção. Também é importante destacar que os que já estão aqui há mais tempo e venceram seus anseios iniciais, como ter um trabalho, conquistar o Green Card, ainda possuem suas angústias, por isso a reconexão com Deus é fundamental”.

Contato: @hcp.usa
gabriel@hcpusa.org

Boa notícia

Todos os entrevistados nesta matéria afirmaram que nunca foram vítimas de preconceitos por exercerem sua fé religiosa, seja na comunidade brasileira ou entre americanos. O respeito e a liberdade prevalecem entre os que possuem religiões diferentes e até mesmo entre ateus e agnósticos.

Religiões entre os brasileiros

O último Censo Demográfico do IBGE, que trouxe os percentuais sobre as maiores religiões no Brasil, foi divulgado em 2010. Em 2022, o instituto está realizando outro, mas os dados só serão apresentados em 2023.

Com base no que o IBGE levantou em 2010, temos os seguintes percentuais:

Catolicismo: 65,6%
Protestantismo (Evangélicos): 22,5%
Espiritismo: 2%
Sem religião: 8%

Já uma pesquisa realizada pelo Datafolha no ano 2020, demonstrou o crescimento do Protestantismo. Veja os dados:

Catolicismo: 50%
Protestantes: 31%
Espírita: 3%
Umbanda, candomblé ou outras religiões afro-brasileiras: 2%
Judaica: 0,3%
Sem religião: 10%

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: qua, 21 fev.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page