Ítalo Matos venceu, no ano passado, o prêmio de melhor Diretor de Arte no Music Video Festival Awards de São Paulo - Fernanda Tiné
Arte Música

Brasileiro é eleito melhor Diretor de Arte no Berlin Music Video Awards

O arquiteto Ítalo Matos já dirigiu artistas como Pabllo Vitar, Simone e Simaria, Manu Gavassi, Luísa Sonza e Laura Pausini

O poderoso e provocador clipe Diaba, da cantora transexual Urias, rendeu ao arquiteto Ítalo Matos o prêmio de Melhor Direção de Arte no Berlin Music Video Awards (BMVA) neste fim de semana. Único brasileiro indicado na categoria, Ítalo concorria com diretores de vídeos de Dua Lipa e The Chemical Brothers. O clipe Diaba fala sobre a violência às mulheres transexuais que, na visão de Urias, são vistas pela sociedade como “o mal”. No vídeo, ela decide se apropriar dessa característica. “O clipe se divide, dentro de uma estética paulistana, entre o lúdico e a realidade. Em um beco, surgem as mulheres trans e em um bar típico da cidade, Urias comanda os homens com seu poder”, explica o diretor de arte, que também levou o prêmio de melhor direção no Music Video Festival Awards de São Paulo do ano passado, pelo mesmo clipe.

“Qualquer reconhecimento pelo meu trabalho é muito legal e fico muito feliz, mas faz ainda mais sentido quando a temática do projeto envolve uma relevância artística inclusiva e quando podemos destacar questões como a diversidade, por exemplo”, ressalta Ítalo. Nascido em São Paulo, Ítalo Matos é graduado em Arquitetura e teve parte de sua formação em direção de arte feita em Buenos Aires, na Argentina. Se apaixonou por cenografia quando era estagiário e ajudava um dos chefes na produção de desfiles e editoriais de moda. Hoje, uma das principais características do seu trabalho é desenvolver projetos com relevância social, com sensibilidade para utilizar a arte como forma de expressão da mensagem que o artista deseja transmitir. Em seu currículo, o diretor traz a série de TV Sacoleiras S/A e vídeos publicitários. Mas foi nos clipes musicais que Ítalo focou sua carreira. Desde 2017, ele já dirigiu a arte de clipes de artistas como Pabllo Vitar, Ludmilla, Simone e Simaria, Preta Gil, Duda Beat, Johnny Hooker, Lexa, Gloria Groove, Manu Gavassi, Luísa Sonza, Rouge, Lali (Argentina) e Laura Pausini (Itália).

Realizado há oito anos, o BMVA é um festival internacional que coloca em destaque os cineastas e a arte por trás dos videoclipes. Devido ao cenário global de restrição de contatos sociais, a premiação foi transmitida em uma live no último sábado (30).

Urias, Diaba (Umana Films): https://youtu.be/_r83_ualtpM