Dra. Cindy acredita na importância da vacina
Vida e Saúde

Por que tomar vacina contra gripe?

Mesmo que não pareça, a temporada de gripe comecou oficialmente, e se você ainda não tomou a sua “flu vaccine”, é bem capaz que seja por ter desconfianças ou dúvidas com relação à dose.
Estes são alguns exemplos de dúvidas com que me deparo diariamente como médica.
A vacina vai me dar gripe? Quais são os efeitos colaterais?
Não. A vacina não causa gripe. Alguns pacientes podem sentir sintomas leves, incluindo dores no corpo, febre baixa ou dor no local da injeção. Os sintomas simplesmente significam que a vacina está funcionando. Demora duas semanas para a vacina conferir imunidade. Se você realmente desenvolver a gripe ou um resfriado, das duas uma: ou você já tinha contraído o vírus antes de receber a dose ou foi exposto a um tipo não é coberto pela vacina deste ano. Alergia a ovo ou uma reação grave à vacina anterior é uma contra-indicação relativa. Por favor, converse com um médico antes de receber a dose. Existem outras opções.
Eu nunca fico doente. Preciso me vacinar mesmo assim?
Ninguém está imune. No ano passado, cerca de 60% das internações para gripe foram de pacientes entre 18 e 64 anos. Além disso, se você tem contato com crianças ou idosos, pode estar os colocando em risco. Ambos são mais suscetíveis a complicações graves, e bebês menores de 6 meses não tomam a vacina da gripe. O seu sistema imunológico pode ser capaz de combater o vírus, mas você ainda pode transmiti-lo.
Não tenho tempo de tomar a vacina.
Alguns minutos podem te salvar dias ou mesmo semanas de incapacidade. Se a gripe te pegar, quem vai cuidar de suas responsabilidades? Com medicamentos, vacinas, ou até mesmo alimentos (em caso de alergia, por exemplo) complicações graves podem ocorrer, mas são raras. Eu sempre digo aos meus pacientes para colocar as coisas em perspectiva e numa balança: Você prefere ter uma “reação” com a qual pode se sentir mal por alguns dias ou morrer ou perder um filho? Desculpe por ser tão direta, mas a gripe pode matar e rápido!
E é por isso que sou tão insistente.
Por Dra. Cindy Shaffer