Henri Castelli
Entrevistas

Henri Castelli – Entre os palcos do mundo e os desafios da dança

Sending
User Review
0 (0 votes)

Henri Castelli, ator reconhecido por seus papéis marcantes na televisão brasileira, assim como muitos de nós, encontrou em Miami não apenas um destino de lazer, mas um novo capítulo em sua jornada pessoal e profissional. Após períodos significativos em Nova York e Lisboa, o brilho da cidade do sul da Flórida conquistou o coração de Henri, moldando suas escolhas e aspirações.

Nesta entrevista exclusiva para a revista Acontece, mergulhamos fundo na vida de Henri Castelli. Desde os desafios iniciais de sua carreira até os momentos de contemplação e superação, Henri compartilha conosco suas reflexões sobre a paternidade, sua incursão ousada na “Dança dos Famosos” e seus projetos futuros, que prometem desafiar e inspirar. Acompanhe-nos enquanto exploramos as experiências transformadoras de um talento multifacetado, cuja jornada entre os palcos do mundo e os estúdios de dança reflete uma busca constante por crescimento e autenticidade.

Miami é um destino frequente para você. O que essa cidade representa em sua vida e por que você a escolhe para passar momentos de lazer?
Então, eu morei um tempo nos Estados Unidos, mas passei mais tempo em Nova York quando meu filho nasceu. Foi um momento de superação, onde a mãe tinha que trabalhar e eu também, nos esforçando para cuidar dele, foi uma experiência muito marcante. Nova York era o lugar onde eu preferia ficar, apesar de visitar muito Miami. No entanto, com o passar do tempo, Miami foi se transformando cultural e artisticamente, tornando-se em uma cidade mais atrativa. Tanto que meu filho, já está organizando a vida dele por lá e provavelmente não voltará mais para o Brasil.

Expandindo um pouco mais, hoje, você consideraria a possibilidade de morar fora do Brasil?
Portugal é outro lugar que tenho um carinho muito especial, tenho uma casa em Lisboa há dez anos e há outros países que eu adoraria morar em algum momento da minha vida, inclusive os Estados Unidos. Antes de Portugal, consideraria morar em Miami. Além da grande comunidade brasileira, temos muitos amigos americanos, brasileiros, cubanos e latinos.

Quais são suas atividades favoritas quando está em Miami?
Quanto às atividades em Miami, gosto de praticar yoga e, agora, vou começar aulas de dança street e hip hop, que é o que desejo fazer.

Entre o Brasil e os Estados Unidos, há sempre uma troca de saudades. O que você mais sente falta de cada lugar quando está no outro?
Sempre há uma troca de saudades entre o Brasil e os Estados Unidos. Não sou muito apegado aos lugares, mas sim às pessoas, conhecimentos e culturas. Minha irmã mora nos Estados Unidos há muitos anos, meus sobrinhos também, e minha mãe está lá. Não há nada que me prenda no Brasil, exceto meu trabalho na Globo.

Henri Castelli

Participar da “Dança dos Famosos” é um desafio para muitos. Como tem sido essa experiência para você?
Participar da dança está sendo um grande desafio para mim. Não dá para comparar, né? A primeira novela, sair de São Paulo, tomar atitude, ir para o Rio, estudar teatro sozinho, fazer faculdade de cinema. Depois ter dois filhos. O nascimento dos meus filhos também foi um grande desafio. A gente é desafiado o tempo inteiro na vida, vivendo evoluções e superações constantes. A dança, com certeza, hoje é o maior desafio que estou enfrentando na vida, superando todos os medos e mostrando para mim mesmo que sou capaz de realizar artisticamente o que desejo. Para minha carreira como ator, está sendo muito importante. Estou feliz e realizado por estar fazendo parte deste projeto.

Você está envolvido em vários projetos atualmente. Pode nos dar uma visão geral do que está por vir em sua carreira?
Tenho algumas outras oportunidades próximas, como trabalhos com a Netflix e teatro, mas não posso revelar muito ainda. Além disso, a dança vai até julho. Agora, tenho um filme que estreará em breve.

Sua beleza é frequentemente comentada. Você acredita que isso influenciou sua carreira no início? Como você lida com a atenção voltada para a sua aparência?
Sobre a beleza, é algo frequentemente comentado. Acredito que sim. Sempre respondo sobre isso. A beleza, claro, é algo mencionado. Minha mãe me acha bonito, mas o importante é ter autoestima e estar bem consigo mesmo. Então, ao se olhar no espelho, vai haver dias em que se sentirá feio, outros em que se sentirá bonito. E o julgamento externo não é mais importante do que o que sentimos internamente. É uma experiência comum a todos. Não há um padrão. O que importa é sentir-se bem consigo mesmo.

Poucos conhecem o Henri Castelli antes da fama. Como você descreveria sua infância e adolescência?
É engraçado, porque comecei muito cedo. Aos 17 anos, já estava no Rio e começando a fazer novelas. Quando me perguntam como lidava com os fãs e como era minha vida antes, não lembro muito bem. Com 46 anos hoje, vivi minha vida inteira no entretenimento, então é difícil lembrar. Antes da fama, eu era uma criança, um adolescente como meu filho hoje, que só estudava e nem imaginava que tudo isso pudesse acontecer. Virou um sonho. Eu adorava fazer teatro na escola. Sempre fui apaixonado por cinema, tanto que fiz faculdade na área.

Ao longo de sua carreira, você interpretou diversos personagens memoráveis. Existe algum que tenha sido particularmente marcante ou que tenha ensinado algo valioso para você?
Minha carreira inteira é composta por vários personagens. Sempre que me perguntam sobre isso, digo que todos são como filhos para mim. Cada um teve sua época, sua importância e me fez crescer. Tenho um carinho por todos, não consigo destacar um em especial. Todos foram marcantes e me ensinaram muito.

Henri Castelli

Olhando para o futuro, quais são suas aspirações profissionais? Há algum papel dos sonhos que você ainda não realizou e gostaria de interpretar?
A Dança dos Famosos está me ensinando muito e minhas aspirações profissionais incluem papéis que me desafiem e que me coloquem medo. Um personagem que eu gostaria de interpretar seria algo do tipo como fez o John Travolta no filme Grease.

O que a paternidade representa para você?
A minha vida pessoal é muito rica, principalmente por ter Deus no meu coração. Tenho saúde e força para superar os desafios. Mesmo estando longe dos meus filhos, me sinto perto deles em tudo que faço. Dediquei a Dança dos Famosos à minha filha, que adora dançar jazz. A vida é corrida, mas tento ser o mais presente possível, pois sei como a ausência do pai pode fazer falta, assim como fez na minha vida.

Por Patricia Bernardon
Fotos: Marcio Amaral
Cabelo e maquiagem: Lia Weiz
Styling: Liandra Salles

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: seg, 15 abr.

Advertisement

Advertisement

Categorias

plugins premium WordPress

You cannot copy content of this page