Imigração

5 dicas de como imigrantes podem lidar com a falta do país natal

Sending
User Review
0 (0 votes)

Considerada uma das palavras mais difíceis de se traduzir, a saudade é um conceito complexo e sentido de forma muito particular pelos brasileiros. Por causa disso, é essencial que quem vai morar fora do país saiba como lidar com diferenças culturais somadas à distância de pessoas queridas

Já há algum tempo, circula pelo Brasil um mito de que a palavra “saudade” só existe na língua portuguesa. O boato não é verdadeiro porque várias línguas possuem terminologias com conotação parecida, principalmente aquelas com origem no latim.

Apesar da não ser exclusividade da nossa língua, saudade em português possui um significado bastante particular, o que até mesmo dificulta a tradução para outros idiomas.

No levantamento da empresa Today Translations, ao entrevistar mil tradutores profissionais, concluíram que “saudade” é a 7ª palavra mais difícil de se traduzir no mundo. Dentre as dificuldades de se traduzir, está o fato de a palavra não ter tradução literal para o inglês e exprime referências e valores culturais muito fortes dos falantes de português.

Para homenagear esse sentimento tão brasileiro, neste 30 de janeiro é lembrado o Dia da Saudade. A data é comemorada de várias formas, sendo um dos mais comuns a realização de eventos em lembrança de pessoas queridas que partiram ou que estão longe geograficamente. A distância física, inclusive, é um dos principais motivos que fazem com que os brasileiros “morram de saudade”.

“Um dos principais desafios dos brasileiros imigrantes é lidar com a saudade da família, amigos, comida, clima e cultura do país. Suportar esse sentimento pode ser muito desafiador. A própria cultura brasileira de valorização da família e da nossa identidade nos torna muito mais apegados também”, explica Maurício Gonçalves, advogado especialista em imigração e nacionalidade portuguesa.

A saudade na imigração para Portugal

De acordo com um levantamento divulgado em junho de 2021 pelo Ministério das Relações Exteriores, Portugal possui a segunda maior comunidade brasileira no mundo. O país europeu abriga mais de 250 mil pessoas nascidas por aqui.

Os números são bem maiores, na verdade, já que as estatísticas oficiais só contam quem está legalmente no país, excluindo residentes ilegais, por exemplo. A mudança de brasileiros para a nação lusófona explodiu nos últimos anos, já que em 2016 eram 81 mil brasileiros por lá.

O especialista explica que flexibilizações recentes como novas leis para atrair estrangeiros, acabaram atraindo mais brasileiros. Contudo, ele alerta que muita gente se esquece de que apesar de a língua ser a mesma e até mesmo o fato de termos sido colonizados pelos portugueses, há diferenças e semelhanças entre as nações.

“O frio no inverno, apesar de não ser tão rigoroso quanto em países mais próximos dos polos, é mais severo do que em grande parte do Brasil, que é um país tropical. No entanto, o mediterrâneo de Portugal oferece estações quentes e até climas mais amenos. No quesito hábito, são várias as diferenças, a pontualidade é uma delas”, lembra Maurício.

Ele ressalta que destinos mais populares como Portugal são mais fáceis de se conseguir comida brasileira. São muitas as cidades em que brasileiros acabam abrindo comércios e restaurantes que oferecem pratos típicos nossos, o que ajuda a diminuir a nostalgia.

As diferenças culturais somadas à distância de pessoas queridas acabam aflorando as saudades e podem tornar a experiência de viver em outra nação um pouco mais complicada

Maurício Gonçalves, que está em Portugal há mais de duas décadas atuando nos setores de imigração e nacionalidade portuguesa, lembra que a saudade é um sentimento bastante presente na vida da maioria das pessoas que vive fora. Ele argumenta que quem decide embarcar no projeto de vida morando fora precisa encarar a oportunidade de maneira otimista.

Como lidar com a saudade morando longe do Brasil?

A saudade de pessoas é possivelmente o sentimento mais complexo de se lidar. Contudo, o especialista lista 5 dicas que o ajudaram a amenizar a saudade que bate forte no peito de quem está longe de um familiar, amigos ou parceiro/parceira:

1 – Entenda que a saudade irá existir: a saudade é um sentimento inerente que sempre irá existir nas nossas vidas, principalmente para nós, brasileiros, que damos um significado bastante particular ao conceito. Para começar a lidar com ela, primeiro é preciso aceitar que ela estará sempre presente;

2 – Crie um círculo de amigos no novo país: novos relacionamentos não substituem antigas amizades, mas são essenciais para partilhar dores, alegrias, momentos de recreação e outras tantas experiências boas e ruins que serão vividas no novo lugar;

2 – Converse sobre sentimentos: falar sobre o que estamos sentindo é uma das melhores formas de recebermos apoio e entendermos o que está se passando dentro da nossa cabeça. Em casos mais severos, procurar ajuda profissional pode fazer diferença;

3 – Esteja aberto às novas experiências: morar em um país como Portugal oferece uma infinidade de possibilidades. E sem a barreira da língua, o acesso aos eventos, festas, vida profissional, turismo local e mais acabam sendo bastante facilitados. Neste quesito, também é importante estar aberto para viver coisas novas;

4 – Foque nos seus sonhos: afinal, por que você decidiu ir morar em outro país? Muitas pessoas acabam enxergando na imigração um objetivo de vida e precisam sempre se lembrar que esse sonho está sendo concretizado. Também é essencial ter gratidão para perceber que as coisas estão acontecendo e que o futuro é promissor;

5 – Mantenha o contato com quem se sente saudade: a tecnologia nos possibilita realizar coisas fantásticas como conversar por vídeo com alguém que está a milhares de quilômetros de distância. Já que isso é possível, por que não organizar um tempo para conversar por vídeo com quem ficou no Brasil uma vez por semana, por exemplo? Esse contato é muito importante para nos lembrar de que a pessoa está ali e que independente do que aconteça ela fará parte das nossas vidas.

Sobre Maurício Gonçalves:

Maurício Gonçalves é advogado especialista em imigração e nacionalidade portuguesa. Reside e atua em Portugal há 22 anos. Tem vasta experiência em processos de nacionalidade portuguesa, homologações de divórcio, questões sucessórias, validação de diplomas e vistos diversos. Possui uma equipe preparada para lidar com qualquer demanda jurídica e notarial em Portugal. 

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: ter, 7 fev.

Advertisement