Isa Grinspum Ferraz, curadora especial do Museu da Língua Portuguesa (crédito arquivo pessoal)
Acontece em Debate Entrevistas José Roberto Luchetti News

Exposição “Cidade Babel – línguas de imigrantes”

Entrevista com Isa Grinspum - curadora especial do Museu da Língua Portuguesa
Sending
User Review
0 (0 votes)

Acontece Magazine: Qual é a importância do Museu para as nações lusófonas e para o mundo?

Isa Grinspum: O Museu da Língua Portuguesa quer ser um lugar de encontro, diálogo e produção de conhecimento em torno do vasto tema da língua portuguesa no Brasil e no mundo. Olhamos para a língua a partir de um recorte histórico, social e cultural, tratando de nosso passado comum e das especificidades de cada lugar. A língua como o que nos conecta e a língua como nosso espaço de criação poética. A língua como o nosso melhor retrato; a língua como o que nos faz sermos quem somos.

Histórico prédio da Estação da Luz que abriga o Museu da Língua Portuguesa no centro de São Paulo

Acontece Magazine: Qual é o sentimento de ser curadora de um museu tão especial?

Isa Grinspum: Foi e é um desafio enorme e uma alegria também enorme. É um privilégio poder se debruçar, em momento tão difícil de nosso país, sobre um dos temas mais amplos e ricos de nossa experiência humana e, através dele, poder refletir sobre nossa formação e nosso futuro como povo e civilização.

Acontece Magazine: O que as pessoas podem esperar para novembro na exposição temporária?

Isa Grinspum: Em seguida à bela exposição temporária “Língua Solta”, que fica em exibição até início de outubro e que traz uma coleção de objetos populares e eruditos cujo protagonista é a língua, teremos a exposição “Cidade Babel – línguas de imigrantes”, que abre suas portas em início de novembro. Ela fala das contribuições dos imigrantes do século XXI para a nossa língua e a nossa cultura.

You cannot copy content of this page
X
X