Caetano Veloso. Crédito: Globo/ Divulgação
Cinema Música

Caetano Veloso relata sua prisão pela ditadura

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Globoplay estreia faixa de documentários na homepage, que inclui filme de Caetano Veloso, ‘Narciso em Férias’, entre os destaques

Com um relato íntimo sobre a prisão de Caetano Veloso durante a ditadura militar em dezembro de 1968, o longa ‘Narciso em Férias’ chega ao Globoplay nos EUA na segunda-feira, 16 de novembro. No filme, o músico relembra os dias na solitária, as canções que marcaram o período de confinamento e os episódios vividos com seu amigo Gilberto Gil.

Sem receber explicações do regime, eles foram levados ao Rio de Janeiro, deixados em duas solitárias por uma semana e depois transferidos para celas. Caetano ficou 54 dias encarcerado.

Dos dias na solitária, o Caetano lembra: “Eu tinha que comer ali no chão mesmo. Isso durou uma semana, mas pareceu uma eternidade. Eu comecei a achar que a vida era aquilo ali. Só aquilo. E que a lembrança do apartamento, dos shows, da vida lá fora era uma espécie de sonho que eu tinha tido. Me lembro muito de uma frase que o Rogério Duarte me disse logo que eu fui solto: ‘Quando a gente é preso, é preso para sempre’. Acho que é assim mesmo”, conta Caetano no documentário.

‘Narciso em Férias’ é dirigido por Renato Terra e Ricardo Calil, produzido por Paula Lavigne, sendo uma realização Uns Produções e coproduzido pela VideoFilmes, de Walter Salles e João Moreira Salles. O documentário foi aclamado pelas críticas e foi exibido no 77º Festival de Cinema de Veneza, em setembro de 2020.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: seg, 30 jan.

Advertisement

You cannot copy content of this page