Esporte

Brasileiro transforma o time Orlando City numa potência esportiva

Em cinco anos, a ascensão do Orlando City – time de futebol dos Estados Unidos comandado pelo brasileiro Flávio Augusto – rendeu uma vaga na final da Major League Soccer, disputada nesta terça-feira (11). Esta foi a primeira vez do clube em uma disputa decisiva na principal liga de futebol dos EUA. Apesar da derrota por 2 a 1 contra o Portland Timbers, o resultado é um feito inédito para um time que surgiu do zero em 2015.

O olhar empresarial para a gestão do Orlando City, adquirido por Flávio Augusto por 120 milhões de dólares, valorizou investimento pesado em infraestrutura: foram construídos dois centros de treinamentos profissionais, oito campos oficiais e um dos estádios de futebol mais modernos do país. Com isso, o time atraiu mais de 52 patrocinadores, entre eles Audi, Disney, entre outras grandes marcas. Além disso, mesmo em um curto período de existência, o time também contou com grandes estrelas do esporte para vestir sua camisa, como o brasileiro Kaká, pentacampeão mundial e o português Nani. A aposta já deu frutos: atualmente, especialistas estimam que o time vale mais de 350 milhões de dólares.

Fundador da rede de escolas de inglês WiseUp, Flávio Augusto viu no soccer uma oportunidade estratégica: a facilidade em gerar caixa e o faturamento em franco crescimento deve posicionar a Major League Soccer entre as grandes competições de futebol no mundo. ” Um projeto vitorioso não se constrói em cinco dias, porém, reconheço que cinco anos é um período muito curto para tudo que foi construído. Parabenizo toda a comissão técnica, os jogadores, executivos, colaboradores, patrocinadores, investidores e, principalmente, os torcedores que fazem este sucesso possível”, avalia o empresário.
Foto: OrlandoCitySC