Esporte

Rivaldo: craque comemora 50 anos

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

O embaixador da Betfair completa 50 anos com uma história incrível de sucesso e muitas conquistas

Neste dia 19 de abril, o craque Rivaldo Vítor Borba Ferreira, completa cinquenta anos de vida. Foi em 1972, na cidade de Paulista, interior de Pernambuco, que nasceu e depois cresceu o atleta que fez história com a camisa de vários times brasileiros, mundiais e com a amarelinha da Seleção Brasileira. O menino nordestino virou ídolo de uma nação conquistando títulos individuais e sendo peça fundamental para a conquista do pentacampeonato mundial pela Seleção Brasileira em 2002.

Na última semana, Rivaldo concedeu entrevista à Betfair e fez uma reflexão sobre sua carreira e sua vida pessoal, apontando quais foram os principais passos que o fizeram se tornar um atleta marcado pelas conquistas de melhor jogador do mundo, em 1999, artilheiro da Liga dos Campeões, em 1999/2000, sendo destaque no hall da fama de craques brasileiros que vestiram o manto da Seleção Brasileira.

“Hoje completando os meus 50 anos de vida, vejo que sou muito grato a Deus por tudo que aconteceu em minha carreira. Mesmo passando por momentos difíceis na minha infância, Deus sempre esteve comigo me abençoando e me ajudando a escrever a minha história”, disse o embaixador da Betfair.

Em seus 25 anos atuando como jogador profissional, Rivaldo aparece em uma prateleira especial de jogadores que vestiram a camisa dez da Seleção Brasileira – é o único jogador, ao lado de Pelé, a ter vencido uma final de Copa do Mundo com essa camisa. O craque destaca que sua melhor lembrança da carreira foi a campanha do Penta, em 2002, Mundial em que participou de todos os jogos. Foi uma campanha em que ele venceu probabilidades: de acordo com dados históricos da Betfair, as chances da Seleção Brasileira conquistar o título eram de 12,8% antes do início do torneio. Já as chances de Rivaldo ser artilheiro eram de apenas 3,3% – e ele terminou na vice-artilharia, atrás apenas de seu companheiro de ataque Ronaldo.

“Nesse ano tão especial de 2022, temos meu aniversário de 50 anos e o aniversário do Penta completando 20 anos. Eu acredito que essa tenha sido a lembrança mais marcante da minha vida. Tiveram vários outros momentos importantes nos clubes por onde passei, porém, esse mundial é a minha maior lembrança, pois é um sonho conquistar uma Copa do Mundo”.

Rivaldo também destaca duas ocasiões especiais dentro daquela campanha que no próximo dia 4 de junho, completará 20 anos: “A primeira foi a Final, aquela emoção bem grande por ter um sonho realizado de conquistar uma Copa do Mundo. A segunda foram as marcas individuais – ser vice-artilheiro da Copa, que acrescentou bastante para a minha carreira, e os gols contra a Inglaterra e na estreia contra a Turquia, em jogos extremamentes difíceis, onde vencemos, e acabei tendo o privilégio de marcar ajudando a nossa seleção”, destacou o pentacampeão.

Ídolo do Barcelona, onde jogou de 1997 a 2002, Rivaldo também comentou sobre o gol mais bonito de sua carreira, que também é considerado assim por muitos apreciadores de futebol. “As pessoas que gostam de futebol falam bastante sobre o gol de bicicleta contra o Valencia, no Campeonato Espanhol. Quando eu saio na rua, muitos torcedores ainda se lembram como se fosse ontem deste jogo. Foi em 2001, há mais de vinte anos. Isso me deixa muito grato pela carreira que tive”.

Rivaldo ainda completa que esse jogo não fica apenas marcado pelo belo gol: “Mas eu não fico só com o gol de bicicleta, pois nesta partida acabei fazendo três gols, ajudando o Barcelona a garantir a quarta colocação do Campeonato Espanhol e classificar para a prévia da Champions League do ano seguinte. Foi muito especial este jogo, não só pelo gol de bicicleta”, relembrou.

Rivaldo também comentou da importância dos clubes do Brasil para a sua projeção até se destacar na Europa. “Nessa viagem de tantas coisas que passaram na minha vida, eu vejo que só tenho que agradecer a Deus por tudo. Desde onde comecei lá no Santa Cruz e depois no Mogi Mirim, aos momentos marcantes em que atuei no Palmeiras e Corinthians. Tudo isso marcou a linda história que foi feita em minha vida. Todos os clubes que eu passei foram importantes para a minha trajetória, eu começo a viajar nestes pensamentos e vejo essa história sendo bem escrita na minha carreira.” 

Colecionador de títulos, Rivaldo levantou quase 30 troféus de campeão ao longo de sua carreira – além da Copa do Mundo, outros títulos de destaque foram a Copa América de 1999, a Champions League de 2002-2003 com o Milan, o Brasileirão de 1994 com o Palmeiras e a Supercopa da UEFA, em 1997 (pelo Barcelona) e 2003 (com o Milan). Em 1999, teve um ano incrível: além da conquista da Copa América, comemorou com o Barcelona o bicampeonato espanhol e foi eleito o melhor jogador do mundo pelas duas maiores premiações internacionais – o Ballon d’Or, promovido desde 1956 pela revista France Football, e o FIFA World Player of the Year. No Brasil, Rivaldo ainda teve passagens pelo Cruzeiro, São Paulo e São Caetano. 

Sobre o maior presente conquistado em toda sua carreira, Rivaldo afirma que sua família é o berço para uma carreira de sucesso. “O lado família me ajudou muito profissionalmente. Se eu não tivesse essa estrutura, com uma responsabilidade familiar, eu não seria quem sou hoje, porque se você não é família, muitas pessoas acabam se perdendo no meio do caminho, e a responsabilidade de ter essas pessoas que amo ao meu lado, acaba me ajudando a manter quem eu sou hoje” finalizou o embaixador da Betfair, Rivaldo.

*Foto: Betfair.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

CurrencyRate

Advertisement

Advertisement

You cannot copy content of this page
X
X