Geral Literatura

Leitura amplia repertório e profissionalismo

Headhunter comenta que leitura amplia relevância profissional e destaque no mundo corporativo 

Comemorado em 29 de outubro, o Dia Nacional do Livro tem o objetivo de destacar a importância da leitura na vida das pessoas, por vários motivos: ampliação e transmissão de conhecimentos, enriquecimento cultural, diversão e relaxamento, entre outros. 

Neste ano, em particular, em que o surgimento do novo coronavírus forçou à mudança nos hábitos de lazer – com a proibição de eventos, passeios e reuniões físicas com os amigos -, ele se tornou uma companhia ainda melhor para o período de isolamento social, com destaque para o crescimento da procura pelas obras digitais. No meio corporativo, isso não é diferente: ler é um ótimo caminho para ganhar relevância profissional e destaque na empresa.

A leitura é uma fonte rica para a inovação, processo que não está ligado apenas ao uso de tecnologias. Quem lê interage com novas e diferentes formas de pensamento, tem novas ideias, estimula a criatividade, além de aplicar boas práticas no seu dia a dia e aprimorar a empatia. Atualmente, há obras disponíveis no mercado em vários idiomas e sobre todo tipo de assunto.

De acordo com David Braga, CEO da empresa de RH, Prime Talent, o indicado é que todos tenham acesso a literaturas distintas, ou seja, não se restrinjam aos assuntos técnicos ou da área de atuação. “É preciso ler de tudo um pouco. Dessa forma, o profissional terá traquejo para conversar sobre vários assuntos e com pessoas de níveis hierárquicos distintos. Os livros também expandem o repertório e as experiências, fazendo líderes diferenciados. Quem não lê, escreve errado, interpreta mal, erra mais e, consequentemente, gera prejuízos às corporações”, argumenta.

Em 2020, opções de e-books e áudio-livros gratuitos, disponibilizados em função da crise, deram ainda mais oportunidades para que as pessoas desenvolvam a leitura. O próprio David Braga lançou, em agosto, o livro digital “Contratado ou Demitido – só depende de você”, a fim de compartilhar com o leitor seus aprendizados e sua experiência com a seleção de mais de 10 mil executivos para empresas de toda a América Latina.