A contadora de histórias Heloísa Shürmann
Entrevistas News

Heloísa Shürmann: inspiração, coragem e fé

Sending
User Review
0 (0 votes)

A segunda edição do Real Women Real Stories Talk, que acontece no próximo dia 29 de fevereiro, em Miami (295 NE 59th Terrace), contará com uma presença especial: Heloísa Schürmann, matriarca da família brasileira de velejadores conhecida internacionalmente pelas grandes aventuras ao redor do mundo a bordo de um veleiro. Ela será a palestrante principal do evento, que contará também com a presença de mulheres de diversas idades e nacionalidades. A expectativa é que a edição deste ano reúna cerca de 300 participantes.

“A nossa vida é como uma viagem em um barco à vela. Planejamos nossa jornada e rumo com amor e esperança. As velas são nossa inspiração e vontade. Esperamos bons ventos e mares tranquilos para ir mais longe, alcançar novos horizontes e realizar os nossos sonhos. Mas podem surgir tempestades, ventos contrários, ondas altas que quase chegam a virar o nosso barco. Nós não conseguimos manter o controle da vida o tempo todo. Às vezes saímos do nosso rumo e perdemos o nosso horizonte e isso nos assusta. Mas como na navegação, a gente tem que dar uma pausa, voltar a tomar o controle do leme, ajustar as velas do barco da vida e, de acordo com os ventos que sopram, criar meios de nos adaptarmos aos novos ares”. Com essa linda reflexão, começamos a conversa exclusiva da Acontece Magazine com Heloísa Schürmann, quando perguntamos qual mensagem principal ela desejaria passar a tantas mulheres no dia do evento. “Apesar dos nossos sonhos, temos que ter a coragem de escolher uma nova rota. Temos que ter perseverança para nunca desistir e ajustar as velas quantas vezes for preciso”, diz, complementando a metáfora.

Heloísa é uma mulher de fibra. De coragem. E de muitas histórias. Define-se como uma mulher de fé, que anda “ombro a ombro” com Deus. Personagem perfeita para inspirar mulheres. Exemplo disso é a história da sua própria vida. Educou três filhos dentro de um barco, na primeira vez que decidiram dar uma volta ao mundo, em um projeto que durou dez anos. As crianças tinham, na época, 15, 10 e 7 anos de idade. “Imagine, em 1984, tirar os filhos da escola e levar para dentro de um barco. Imagine como fui criticada, porque ninguém nunca tinha feito isso no Brasil, era um projeto fora dos padrões. Fui chamada de louca, de irresponsável, e duvidaram de como eu ia assumir um papel de educadora dando aula para meus filhos. Mas nunca pensei em desistir, mesmo depois de ter perdido os mastros em uma tempestade e ficado 11 dias à deriva no mar. Quando temos o sonho, queremos realizar. Era nosso sonho, nosso meio de vida naquele momento”, explica.

A força como mulher, mais uma vez, é abordada nesta época. “Eu era tudo naquela embarcação: marinheira, navegadora, professora, pesquisadora. Em dez anos que viajei pelo mundo, fui uma mulher de milhares de utilidades e não me arrependo porque foi uma história que me ensinou muito: a me adaptar em situações novas, a conhecer novas culturas onde eu tinha que me adaptar também. O resultado é que esta primeira viagem foi uma escola maravilhosa, não só para os meus filhos, mas para mim também”, conta.

Contadora de histórias, futuro e Miami
Com cinco livros publicados, Heloísa não se define como uma escritora. Prefere ser chamada de contadora de histórias. Sua última obra, “Expedição Oriente”, será reeditada em uma versão infanto-juvenil em 2020. Sobre as histórias a respeito do meio ambiente: “Após tantas jornadas pelo mundo me tornei uma ativista ambiental”. Também faz parte dos planos futuros, assim como o projeto Voz dos Oceanos, uma nova expedição em família, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), que percorrerá vários países e terá duração de 18 meses.

Miami será um dos pontos de ancoragem, em 2021. Pela cidade, inclusive, Heloísa nutre um carinho especial. “Meu pai é americano, minha mãe é brasileira. Eles se mudaram de Nova Iorque para Miami em 1992 e desde então, a cidade se tornou nosso porto seguro. É o lugar onde reunimos a família, onde temos muitos amigos e somos sempre muito bem recepcionados”, conta. E quando o bate-papo toca mais uma vez no tema “família”, Heloísa se mostra de novo a grande mulher que é. “Outra força muito grande que eu tenho, além da fé em Deus, é o grande amor que eu dedico a eles. Amor incondicional, que está sempre junto comigo e que me apoia. São meus parceiros, amigos de todas as horas. Nós somos unidos pelo mesmo amor”, completa. É ou não é uma mulher real que tem muitas histórias inspiradoras e imperdíveis para contar?

Foto: Cortesia

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: dom, 16 jun.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page