Foto: Freepik/senivpetro
Pets

Desvendando os sinais de infestação de pulgas em cães

Sending
User Review
0 (0 votes)

É preciso entender os indicativos dessa infestação e tratar com eficácia o problema

Crédito: iStock

Entre as várias preocupações que um tutor pode ter está a possibilidade de infestação por pulgas no animal de estimação. Esses pequenos parasitas podem causar desconforto significativo ao cão e até mesmo impactar sua saúde. É preciso reconhecer os sinais de uma infestação de pulgas para que se intervenha rapidamente para garantir o bem-estar do animal.

Um sinal comum de uma infestação de pulgas em cães é a coceira intensa e súbita. Se o cão está se virando rapidamente para morder e coçar áreas específicas do corpo, como a região próxima ao rabo, esse é um sinal de alerta. Essa coceira repentina e persistente muitas vezes indica que o cão foi mordido por uma pulga.

Outro sinal revelador é a presença de pequenos pontos pretos entre os pelos do cão. Isso é, na verdade, o cocô das pulgas que também são conhecidos por “grãos de pulga”. Esses pontos consistem em sangue digerido pelas pulgas encontrados nos locais preferidos pelas pulgas, como próximo ao rabo, na barriga ou na cabeça do cão.

A mordida de pulga não é apenas irritante. Para alguns cães, ela pode desencadear reações alérgicas significativas que vão além do simples desconforto. Quando animais que apresentam hipersensibilidade à picada de pulga são mordidos por uma, seu sistema imunológico reage de forma exagerada, resultando em outros sintomas como manchas avermelhadas ou áreas inchadas.

A constante coceira e mordida de pulgas podem ainda levar à irritação da pele e à formação de feridas. É preciso ficar de olho nesses sinais, já que essas áreas afetadas podem ser portas de entrada para infecções bacterianas secundárias. O local pode se tornar um local propício para a invasão de microrganismos indesejados.

Também é necessário observar mudanças de comportamento do cão. Uma infestação de pulgas pode transformar um cão normalmente tranquilo em um animal agitado e irritadiço. Ele pode também se tornar sensível ao toque, reagindo com agressividade quando alguém tenta o acariciar. O desconforto prolongado pode ainda levar o cão à apatia ou até mesmo à depressão.

Tratamentos eficazes para proteger o cão das pulgas

Felizmente, há uma série de cuidados e tratamentos eficazes disponíveis para garantir que o cão possa viver uma vida livre de desconfortos. Um dos principais passos é a administração adequada do medicamento antipulgas, como o Bravecto de 20 a 40 kg. Um dos principais passos é a administração adequada dos medicamentos antipulgas, considerando o peso do animal.

Há medicamentos de diferentes formas, como comprimidos, coleiras e produtos tópicos projetados para eliminar tanto pulgas adultas como também as formas imaturas, como ovos e larvas. O tratamento não só elimina pulgas existentes, mas também previne futuras infestações, proporcionando um alívio duradouro.

Há ainda xampus especialmente desenvolvidos para matar as pulgas dos cães. É importante seguir as orientações de profissionais da área para entender ao certo a frequência dos banhos e as técnicas corretas de aplicação. Os animais de estimação necessitam de uma abordagem integral de cuidados para que possam contribuir para o seu bem-estar.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: seg, 22 jul.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page