btn facebook  btn youtube  btn twitter  btn google plus  acontece instagram

 

Acontece Magazine
btn facebook   btn youtube   btn twitter  btn google plus  acontece instagram
acontece logo darkred

Prevenção do Mal de Alzheimer

Mabel de Souza sempre tocou piano e sempre viajou muito estudando línguas estrangeiras
Mabel de Souza sempre tocou piano e sempre viajou muito estudando línguas estrangeiras

Sabemos que a música, a dança e a interação social fazem bem a alma, mas pesquisas indicam que também melhoram as funções cerebrais e possivelmente previnem o Mal de Alzheimer. Enquanto pesquisadores continuam a estudar melhor a doença e procurar sua cura, eles observaram que, em muitos casos, o Alzheimer pode ser prevenido com uma vida saudável. Portanto, não espere pelos sintomas porque aí o dano já é irreversível.
O Mal de Alzheimer é a causa mais comum de demência e a sexta causa de morte nos Estados Unidos. Em 2015, 5,3 milhões de pessoas foram estimadas em ter a doença, sendo 200 mil delas com menos de 65 anos, de acordo com a Associação de Alzheimer.
As evidências sugerem que alterações no cérebro começam até 30 anos antes da perda de memória e que a saúde do cérebro está intimamente ligada à saúde cardiovascular. Pessoas com doenças cardíacas são mais propensas a sofrer Alzheimer.
A idade e hereditariedade são fatores além do nosso controle. Podemos, no entanto, controlar nosso estilo de vida com uma abordagem abrangente, cuidando da saúde cardiovascular e estimulando a neuroplasticidade, que é a capacidade do cérebro em desenvolver novos circuitos, adquirida durante o aprendizado, por exemplo.

Atividades e hábitos aliados do cérebro saudável
• Dieta saudável – baseada nas dietas Mediterrânea e DASH (Dietary Aproach to Stop Hypertension)
• Música – Tocar instrumentos e novas canções
• Estimulação mental - aprender uma nova língua, jogos e atividades cognitivas.
• Exercício físicos regulares – Melhor aqueles em que aprendemos constantemente, como Zumba
• Redução do estresse - meditação, passar tempo ao ar livre.
• Visitas regulares ao médico – controle de diabetes, obesidade, hipertensão.
• Vida social ativa
• Qualidade do sono
• Educação – Sites como alzu.org podem dar ferramentas importantes para a prevenção da doença.

Por Dra. Cindy Shaffer

 

Faça do cuidado preventivo de saúde seu padrão de moda

A Dra. Cindy cuidando de sua paciente, Jo Paes
A Dra. Cindy cuidando de sua paciente, Jo Paes

Nada nos faz sentir ou parecer melhor do que ter boa saúde. Entretanto, para manter boa saúde é preciso que você consulte o seu clínico geral anualmente. A minha área junto ao Baptist Health Primary Care é a medicina preventiva, onde podemos ajudar o paciente a evitar problemas graves por meio de exames regulares para detectar alterações em sua saúde.
Os check-ups anuais têm a finalidade de detectar quaisquer sinais de diabetes, problemas do coração ou outras doenças, antes que estes necessitem de tratamentos caros ou até mesmo de uma internação hospitalar.
Entretanto, como paulistana, compreendo também que a maioria de nós brasileiros jamais fomos pacientes de um clínico geral específico no Brasil. Isso simplesmente não faz parte de nossa cultura – em parte, porque, no Brasil, as companhias de seguro não nos obrigam a ter um clínico geral específico (nos EUA, chamado Primary Care Physician, ou PCP). Ao invés disso, acabamos nos consultando com especialistas. Se estamos com pressão alta, procuramos um cardiologista. Se temos uma infecção no ouvido, procuramos um otorrinolaringologista. Quando chegamos a perceber o problema, já estamos nos sentindo mal e o problema piorou.
Outra parte importante do meu trabalho é fazer a coordenação do atendimento. Pense em seus médicos como se fossem uma única equipe. O que aconteceria se os membros dessa equipe nunca falassem um com o outro? Poderia surgir algum problema.
O clínico geral coordena o atendimento e, se necessário, indica o especialista adequado que você deve consultar. Também examino os resultados de exames e tratamentos propostos e converso com os seus especialistas e com você sobre o tratamento a seguir.
Optar por ter um clínico geral e vê-lo pelo menos uma vez ao ano significa assumir controle sobre a importante tarefa de manter sua saúde. Para parecer bem, o mais importante é sentir-se bem. E isso nunca sai de moda!

Por Dra. Cindy Shaffer*

 

Como cuidar da pele na gestação

Use cremes e óleos, principalmente de amêndoa para boa elasticidade de pele
Use cremes e óleos, principalmente de amêndoa para boa elasticidade de pele

A gestação é sempre um momento especial na vida da mulher, mas durante o pré-natal surgem algumas preocupações que vão além da saúde do bebê. Uma delas é o cuidado com a pele da gestante, pois durante esse período surgem as terríveis estrias e aquelas famosas manchas escuras que podem aparecer nas bochechas e no queixo e que podem atingir até 90% das gestantes.
Essa pigmentação que surge na pele durante a gravidez é consequência da grande ação hormonal que geralmente ocorre na segunda fase da gestação. Os hormônios da placenta do bebê, aliados ao hormônio da própria mãe, atuam diretamente sobre a pele, provocando o aparecimento de manchas hiperpigmentadas quando expostas ao sol. Daí surgem os melasmas, que são manchas na pele.
Uma forma de evitá-los é, sem dúvidas, usar filtro solar todos os dias (mesmo quando estiver em casa). Lembre-se que o protetor solar é o produto mais poderoso na prevenção contra manchas e envelhecimento da pele, e que o ideal é não se expor diretamente ao sol, procurando usar sempre óculos escuros e chapéu.
Também durante a gravidez a pele pode ficar mais oleosa e propensa ao surgimento de acnes. Por isso é importante lavar o rosto duas vezes ao dia, preferencialmente de manhã e à noite, com sabonete de ph neutro, já que os comuns podem irritar a pele, pois quando usados em pele oleosa a tendência é estimular a glândula a produzir mais gordura. Já nas peles secas, esses sabonetes aumentam de forma considerável o ressecamento. A temperatura da água deve ser de morna a fria, para não retirar a oleosidade natural da pele.
Para prevenir estrias, cuide da alimentação. Abuse de alimentos ricos em vitamina A e C, presentes em cenoura, beterraba, tomate, mamão papaya e melancia. Eles são antioxidantes naturais e contribuem para a beleza da pele.
Cuidado também para não engordar excessivamente e use cremes e óleos (de preferência os de amêndoa, que ajudam a manter a elasticidade da pele).
Durma bem também. Tenha pelo menos oito horas de descanso diárias. Esse período é recomendado para renovação e nutrição da pele, além de deixá-la mais disposta e bem humorada para as atividades diárias.
Cuidados simples com alimentação, limpeza da pele, sono e proteção solar podem fazer grande diferença neste período tão especial e importante, permitindo que você esteja linda e volte à boa forma logo depois da chegada do bebê.

 

Pais, filhos e o sentido de férias

Pais, filhos e o sentido de férias
Pais, filhos e o sentido de férias

Por Irma de Mello*

Férias é um termo que deriva do latim que quer dizer “dia de festa” e faz referência ao descanso temporário de uma atividade habitual. Importante para todos nós, o período pode se tornar uma viagem, um passeio ou até mesmo um filme a qualquer hora do dia. O importante é que o indivíduo consiga descansar o corpo e a mente, preparando-se novamente para dias corridos.

Principalmente nessa época, muitos pais aproveitam para deixarem de se sentir culpados por não passarem tempo suficiente com os filhos, devido as obrigações do cotidiano sempre corrido. Quando conseguem tempo livre, o primeiro pensamento é viajar para recuperar os dias perdidos. Parece simples, mas, às vezes, acaba em algum conflito.

Explico: hoje vive-se a era pós-moderna que implica, entre outros conceitos, em os filhos veem nas férias um sentido de paraíso, sem limites e liberdade. Este limite, muitas vezes, é negligenciado pelos próprios pais, que tentam suprir o tempo “perdido” com bens materiais. A partir daí, vem a demanda de o filho “ter” que ganhar uma viagem de férias, como uma obrigação.

Por isso, a criança ou o adolescente fica esperando por entretenimento ou tempo livre que os pais podem não conseguir suprir, devido ao alto custo ou carga horária no trabalho. Isto pode gerar discussões entre pais e filhos de diferentes idades, o que acaba com o verdadeiro sentido de férias e consequentemente de diversão e descanso.

Ainda assim, a divergência de preferências, a falta de diálogo, as discussões são importantes para o crescimento dos dois lados: ao jovem, o amadurecimento; e aos pais, a aceitação de que os filhos estão crescendo e que não precisam mais de proteção e que podem lidar com as frustrações que o futuro trará.

Para não sofrer e desgastar a relação, é importante que as férias (e o sentido) sejam planejadas em família com diálogos e calma. Pergunte ao seu filho o que ele espera do período, se deseja ir a algum lugar e quais são as metas nesses dias de descansos.

Se o dinheiro está curto, converse com a criança ou jovem e criem um plano B juntos para conseguirem se aproximar e passar mais tempo. Aqui, vale qualquer coisa: um jogo, visita ao parque, ida(s) ao teatro e por aí vai. Os pais, claro, devem estar atentos à oportunidade de se ter o filho mais perto, ouvir as queixas, desejos e medos, para transformá-lo em um cidadão melhor. Lembre-se: qualidade é melhor do que quantidade.

Irma de Mello *Psicóloga clínica graduada pelo Miami Dade College e Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), Irma de Mello acumula mais de 18 anos de experiência em atendimento clínico. Natural de São Gonçalo de Sapucaí, sul de Minas Gerais, divide sua rotina entre Belo Horizonte, onde vive há 20 anos e mantém sua clínica de atendimento, e os Estados Unidos (Miami), onde planeja estabelecer-se no futuro. Ao longo de sua carreira, Irma se aprimorou em diversas técnicas, como thetahealing, reiki, terapia floral e hipnoterapia, técnica baseada na hipnose clínica, utilizada por diversos psicoterapeutas.

 

Por que é importante limitar o consumo de açúcar

Vários nomes do açucar
Vários nomes do açucar

Um novo guia de nutrição foi recentemente publicado pelo governo americano e os especialistas que fazem parte do comitê do Dietary Guidelines Advisory 2015, determinaram que o limite de açúcar que pode ser adicionado a alimentos não deve ultrapassar 10% do total calórico diário - o que corresponde a uma média de 12 colheres de chá para adultos (48 gramas). Para se ter uma ideia, só uma lata de refrigerante já contém 33 gramas.
O motivo para esse limite é que o açúcar está relacionado a obesidade, diabetes tipo 2, colesterol alto e gordura no fígado, entre outras enfermidades. Para agravar a questão, a indústria alimentícia usa mais de 50 nomes diferentes para este vilão da saúde, com o objetivo de mascarar a adição de açúcar em seus produtos.
Assim, mesmo conscientes, não conseguimos fazer boas escolhas e reconhecer se o açúcar é natural ou adicionado ao produto, afinal ele pode aparecer em rótulos disfarçado de corn syrup, molasses, dextrose, agave etc.
Frutas, vegetais, leite e grãos são exemplos de carboidratos, ou seja açúcares. Porém, eles contêm nutrientes e fibras que ajudam a controlar a insulina e a taxa de glicose no sangue. Um copo de iogurte natural sem sabor contém 7 gramas de açúcar. Já o mesmo produto processado com fruta contém por volta de 25 gramas. Sucos, cereais e aveias instantâneas com sabor são outros exemplos de alimentos cheios de açúcar que são dados regularmente às crianças.
Por outro lado, os adoçantes artificias ainda estão em debate, já que há vários estudos ligando esses produtos a obesidade e diabetes, uma vez que os adoçantes alteram a flora intestinal e, com isso, a habilidade do corpo em processar a glicose.
No entanto, a melhor maneira de reduzir o consumo de açúcar é optar por alimentos naturais, como frutas e verduras, e prestar atenção sempre à quantidade de açúcar e aos ingredientes listados em rótulos de alimentos.

 

Próximo
Health Coach em Miami

24 de agosto: Health Coach em Miami

Dois Cearenses se juntaram para revolucionar o mercado de…
Premios Tu Mundo

24 de agosto: Premiação anual “Premios Tu Mundo”

A premiação anual “Premios Tu Mundo” organizada pelo canal…
Maiara & Maraisa

25 de agosto: Show de Maiara & Maraisa

A dupla sertaneja Maiara & Maraisa, uma das mais badaladas…
Consulado Itinerante em Orlando

26 e 27 de Agosto: Consulado itinerante em Orlando

O Consulado-Geral realizará Missão Itinerante nos dias 26 e…

Videos

CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR O VÍDEO

 

Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017

Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017


Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico com as modelos Cate Chant e Flavianny Nassimbeni para a editoria Fashion da edição de maio de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Making Of Abril 2016

Ensaio fotográfico com Karmel Bortoleti para a editoria Fashion da edição de abril de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de fevereiro de 2016 da Acontece Magazine


Making Of Janeiro 2016

Making of do ensaio fotográfico para a capa e a editoria fashion da edição de janeiro de 2016 da Acontece Magazine com a participação da modelo Andrea Méndes Arroio


Making Of Dezembro

Acontece Magazine Making of de Dezembro 2015




Our website is protected by DMC Firewall!