Cinema Destaques Eventos

Confira os vencedores do Inffinito Brazilian Film Festival

‘Aos Olhos de Ernesto’, de Ana Luiza Azevedo, é o Melhor Filme de Ficção no 24º INFFINITO BRAZILIAN FILM FESTIVAL

Foram anunciados na noite desta sexta, 23 de outubro, os vencedores do 24º Inffinito Brazilian Film Festival, o maior e mais importante festival de cinema brasileiro realizado no exterior. A noite de premiação aconteceu de forma remota e foi transmitida ao vivo pela plataforma de streaming Inff.online: https://inff.online/

No evento, o júri oficial selecionou os vencedores nas seguintes categorias: Melhor Filme (Ficção e Documentário), Melhor Direção, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Direção de Fotografia, Melhor Roteiro e Prêmio Especial do Júri. O longa-metragem “Aos Olhos de Ernesto” (foto), de Ana Luiza Azevedo, foi eleito o Melhor Filme de Ficção pelo Júri. Ana Luiza também levou os prêmios de Melhor Direção e Melhor Roteiro (este último ao lado de Jorge Furtado).

Os atores Dira Paes (por “Pureza”, de Renato Barbieri) e Roney Villela (por “A Morte que Habita À Noite”) ganharam como Melhor Atriz e Melhor ator, respectivamente. O público também fez as suas escolhas e elegeu “Três Verões”, de Sandra Kogut, como Melhor Filme de Ficção e “Fico te Devendo uma Carta sobre o Brasil”, de Carol Benjamim, como Melhor Documentário.  

O júri do Inffinito Film Festival 2020 foi composto por: Carol Marra, Joelzito Araújo, Maria Sanchez e Tizuka Yamasaki (longa-metragem de ficção) e Fabrício Boliveira, Graci Guarani e Malu de Martino (longa-metragem documentário).

Apresentada por Flávia Guimarães e Eloisa Lopez, a cerimônia contou também com uma homenagem ao ator e diretor Daniel Filho e terminou com uma festa virtual que teve a participação dos atores Lucio Mauro Filho e Natália Lage como DJs. Tudo na plataforma www.inff.online

OS VENCEDORES DO INFFINITO BRAZILIAN FILM FESTIVAL 2020

Melhor Filme Ficção: “Aos Olhos de Ernesto”, de Ana Luiza Azevedo

Melhor Filme Documentário: “De Olhos Abertos”, de Charlotte Dafol

Melhor Direção: Ana Luiza Azevedo, por “Aos Olhos de Ernesto”

Melhor Ator: Roney Villela, por “A Morte que Habita à Noite”, de Eduardo Morotó

Melhor Atriz: Dira Paes, por “Pureza”, de Renato Barbieri

Melhor Direção de Fotografia: Felipe Reinheimer, por “Pureza”

Melhor Roteiro: “Aos Olhos de Ernesto”, de Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado

Prêmio Especial do Júri: Fernanda Montenegro, por sua interpretação em “Piedade”, de Cláudio Assis

Prêmio Especial do Júri (Mostra Competitiva Documentário): “Diz a Ela Que me Viu Chorar”, de Maíra Bühler

Melhor Filme de Ficção eleito pelo público: “Três Verões”, de Sandra Kogut

Melhor Documentário eleito pelo público: “Fico te Devendo uma Carta sobre o Brasil”, de Carol Benjamim