Business

Empreendedorismo: 3 dicas essenciais de educação financeira

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Cresce a cada dia o número de empresas que fecham as portas antes de três anos, e para ter sucesso, o empresário deve se atentar

Foto: iStock

A saúde financeira do empreendedor é vital para o seu negócio. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 48% das empresas brasileiras fecham em até 3 anos. A gestão ineficiente está entre os principais motivos, e para não virar estatística, o empreendedor deve ter uma educação financeira apropriada à sua posição.

A confusão entre as finanças da empresa e as finanças pessoais é um dos principais aspectos a serem vigiados. Da mesma maneira, a falta de um planejamento específico e da administração correta dos ganhos contribuem para uma vida curta. No entanto, o empresário que segue algumas dicas pequenas logo adquire experiência e segurança no seu empreendimento.

1 –  Defina seu salário

Para muitos empresários, ter um salário parece estranho, mas ser dono de uma empresa não significa ser dono de todos os lucros que ela produz. É necessário colocar as contas da empresa em primeiro lugar, garantindo a regularidade das suas operações.

Em outras palavras, o faturamento deve ser direcionado ao pagamento de débitos, dos funcionários, dos custos operacionais e todo tipo de pagamento obrigatório intrínseco ao funcionamento do negócio. Deixar o próprio dinheiro por último é a maneira mais eficaz de separar as finanças pessoais das profissionais, garantindo que não faltará verba para cuidar da empresa. 

2 – Entenda, analise e se atente ao fluxo de caixa

Com as finanças bem separadas, é possível, acima de tudo, ter uma boa visão do fluxo de caixa da empresa. O fluxo representa todas as operações financeiras que compõem o movimento diário.

Receita, faturamento, lucro e taxa de liquidez são todos dados que envolvem o fluxo de caixa, e devem ser analisados com atenção. É por meio dessas informações, quando são encontradas exatas e concretas, que o empresário pode tomar decisões a favor da economia e melhor administração financeira do seu negócio.

Com um bom entendimento do fluxo, o empresário pode estabelecer um capital de giro, que é uma quantia sempre disponível para transações. Ele pode acumular uma reserva de emergência, voltada para a gestão de crises, e também tem a possibilidade de planejar os próximos passos.

3 – Planejamento

Esse aspecto é essencial para o sucesso de um negócio. Não é possível lucrar e crescer se o planejamento não for claro e bem estabelecido. O dono de um negócio deve ter em mente os objetivos da empresa, os caminhos pelos quais esses objetivos serão alcançados e as medidas que precisam ser tomadas para tal.

O investimento no marketing deve ser considerado com atenção. A análise profunda dos fornecedores e sua situação cadastral do CNPJ deve ser feita, a fim de planejar mudanças e melhorias. Os débitos e planos de aquisição de créditos devem ser analisados, sempre a fim de otimizar o uso do faturamento. Tudo isso deve girar em torno de um plano de metas.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: qui, 22 fev.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page