Coronavirus Vida e Saúde

A cura através da Canja de Galinha

Pesquisa associa o consumo da sopa com aumento da imunidade o que ajudaria ao combate ao COVID 19

Quem nunca sentiu o conforto ao se deliciar com uma canja de galinha? Alguns acreditam que sua origem foi na índia, como uma mistura do cereal com água, outros apontam para a China. Veio parar aqui com os portugueses e virou sucesso. Contam que dom Pedro II era um grande apreciador e que, por sua influência, a receita passou a figurar em menus finos com o nome de “Sopa do Imperador” ou “Canja à la Brésilienne”.

A fama dessa sopa é antiga e transpõe culturas. Curandeiros no século 12 já prescreviam aos doentes caldos de frango — que, muito tempo depois, foram até apelidados de penicilina, em referência aos primeiros antibióticos. Um estudo realizado pela Universidade de Nebraska, nos Estados Unidos, no laboratório especializado em doenças pulmonares do doutor Renard, ele e sua equipe botaram a canja à prova. E viram no microscópio, em experimentos com células, que o preparo e seus nutrientes conseguiram inibir os neutrófilos, um grupo celular do nosso sistema imune que fica nas alturas diante de uma infecção.  Ao abrandá-los, a tendência é controlar a inflamação e atenuar sintomas como a moleza e a dor no corpo. Mas o estudo ainda não foi testado em humanos.

Ainda assim, é como se a sabedoria das avós começasse a ganhar a chancela da ciência. Para a nutricionista Claudia Amar, da Pulse Nutrition, acredita que a canja seja uma excelente solução para aumentar a imunidade.

“Pode ajudar muito. É uma preparação que acalma, aquece ajuda na liberação de muco, pode ter efeito descongestionante, expectorante e contém muitos nutrientes importantes que podem auxiliar no fortalecimento do sistema imunológico. Encontramos na canja de galinha vitaminas A, C, Complexo B, que são excelentes no combate às infecções virais e bacterianas, tem poder anti-inflamatório e antioxidantes. Além disso, a liberação do caldo do osso do frango na canja, possui colágeno, que também é um importante componente para o sistema imunológico”, afirma.

Além de todos esses benefícios a pesquisa aponta ainda um ingrediente extra: o bem-estar emocional desencadeado ao saborear o conteúdo da tigela fumegante, em geral na companhia da família. Em artigo publicado na mesma revista científica, intitulado Sopa de Galinha em Tempos de Covid-19, o pesquisador destaca exatamente esse aspecto.

Para a health coach Tamara Borges, da Pulse Nutrition,  o lado afetivo está sim ligado a melhorias a saúde:

“A princípio pelo lado afetivo como aponta o estudo, receber uma canja de galinha e o conforto que essa preparação desperta em algumas pessoas pode ajudar a melhorar os níveis de estresse e contribuir para a qualidade do sono, dois fatores que estão intimamente ligados com a resposta imune.  Outro fator relacionado é o fato de a Canja de Galinha geralmente vir acompanhada de legumes diversos o que contribui para ingestão de micronutrientes, fitoquímicos e substâncias anti inflamatórias”, explica.

No Google Trends a procura por “Receita de Canja de Galinha” aumentou mais de 180% nos últimos três meses, as buscas no Rio de Janeiro aumentaram 90%. Ficando em segundo lugar em todo o país em termos de busca por esse assunto. O primeiro lugar ficou para Alagoas. Em terceiro Santa Catarina, seguido por Pernambuco e São Paulo.

Pesquisa completa: https://journal.chestnet.org/article/S0012-3692(20)30870-9/fulltext