News

20 de novembro : Celebrando a resistência e confrontando o racismo

Sending
User Review
0 (0 votes)

Em 20 de novembro, o Brasil comemora o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, uma data instituída pela Lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, em homenagem à morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, situado entre os estados de Alagoas e Pernambuco. O Dia da Consciência Negra é um momento de reflexão sobre a resistência negra, a luta contra a opressão e a busca por igualdade e justiça.

Por que 20 de novembro?

A escolha desta data remonta ao Congresso do Movimento Negro Unificado contra a Discriminação Racial, em 1978, durante o declínio da Ditadura Militar. O 20 de novembro foi eleito para honrar Zumbi como símbolo da resistência dos negros escravizados e da luta por direitos. A data destaca-se em detrimento do Treze de Maio, que representa uma “falsa liberdade” após a abolição da escravatura.

Zumbi dos Palmares: Uma Figura Emblemática

Zumbi dos Palmares é reverenciado pelo movimento negro como um ícone das conquistas alcançadas. Sua figura é sugerida nas diretrizes educacionais, enfatizando o estudo da História da África e dos Africanos, a luta dos negros no Brasil e a cultura afro-brasileira. No entanto, a biografia de Zumbi é envolta em mistério, com interpretações variadas e questionamentos sobre a falta de fontes históricas precisas.

O Que o Dia da Consciência Negra Representa?

Além de homenagear Zumbi, o Dia da Consciência Negra destaca questões cruciais como o racismo e a desigualdade no Brasil. A data reforça a necessidade contínua de lutar contra a discriminação e promover uma sociedade mais justa. Estatísticas alarmantes evidenciam a persistência do racismo em várias esferas, desde a representação política até o mercado de trabalho.

A desigualdade é visível na disparidade entre a autodeclaração negra da população (56%) e sua representação nos estratos mais ricos (17,8%). Os negros, além de enfrentarem preconceito no mercado de trabalho, sofrem com injustiças no sistema judicial, representando a maioria dos presos e mortos pela polícia.

Mesmo após avanços legislativos, como a Lei nº 10.639/2003, que institui o ensino de história e cultura afro-brasileira, ainda persistem resistências e discriminações no ambiente educacional. A cultura religiosa africana também enfrenta preconceitos, evidenciados por ações de vandalismo contra terreiros.

O Dia da Consciência Negra é, portanto, uma oportunidade para refletir sobre o passado, confrontar as injustiças presentes e inspirar ações que conduzam a uma sociedade mais inclusiva e igualitária. A luta pela consciência negra não é apenas sobre o resgate histórico, mas também sobre a construção de um futuro onde a diversidade seja celebrada e a justiça prevaleça.

Eventos em comemoração a data acontecem no Brasil inteiro. No Rio de Janeiro, a celebração veio com um concurso de beleza e uma mobilização da comunidad negra no Monumento a Zumbi dos Palmares.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: seg, 15 jul.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page