Vida e Saúde

05 sinais de que você precisa trocar o seu equipamento de jardinagem

Contabilidade
Sending
User Review
0 (0 votes)

Trocar seu equipamento de jardinagem é essencial para manter um jardim saudável e o trabalho eficiente

Foto: Cookie Studio/Freepik. 

Os jardins, com suas cores vibrantes, fragrâncias envolventes e a sensação de paz que transmitem, têm o poder de tocar nossa alma de maneira única. Mais do que simplesmente adornar nossas residências, eles também oferecem uma terapia natural e um refúgio relaxante para a mente e o corpo. 

A ciência tem demonstrado consistentemente os benefícios do contato com a natureza na melhoria da saúde, e é por isso que ter um jardim em casa pode ser uma alternativa incrivelmente valiosa. 

Pensando nisso, neste blog, vamos explorar as razões para cultivar seu próprio jardim e fornecer dicas sobre como fazê-lo, além de discutir os sinais indicativos de quando é hora de atualizar seu equipamento de jardinagem. 

Está pronto para descobrir como um pedacinho da natureza em sua casa pode enriquecer sua vida? Continue a leitura!

Por que ter um jardim em casa? Os benefícios do contato com a natureza

Cada vez mais, nos distanciamos da natureza, à medida que a vida nas cidades nos oferece oportunidades e recursos, mas nos priva do verde. No entanto, quem consegue manter uma conexão maior com o mundo natural colhe benefícios para a saúde. 

Além disso, esse contato com a natureza parece ter um reflexo positivo em setores como o mercado de flores no Brasil, que experimentou um aumento de 15% em 2021, de acordo com o Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor). Isso se traduziu em um faturamento total de R$10,9 bilhões no ano passado, em comparação aos R$9,6 bilhões registrados no ano anterior.

É por isso que estamos aqui para listar as principais vantagens de se manter em sintonia com a natureza:

  1. Ajuda na saúde física 

Morar perto da natureza também pode ser considerado um cuidado para a saúde do corpo. Um estudo feito pela Universidade de Harvard e o Brigham and Women’s Hospital, que entrevistou mais de 108 mil mulheres, chegou a uma descoberta incrível: a taxa de mortalidade das que viviam em áreas mais verdinhas era 12% menor em comparação com as que habitavam regiões urbanas menos arborizadas. 

Além disso, quando olhamos para doenças específicas, os números ficam ainda mais impressionantes: o risco de morte por doenças renais caiu 41%, para doenças respiratórias a queda foi de 34%, e o risco de câncer diminuiu em 13%. 

É a natureza fazendo um bem danado para o nosso corpo!

  1. Melhora a saúde mental

Na mesma pesquisa mencionada anteriormente, os especialistas indicam que uma parte significativa da redução da taxa de mortalidade está relacionada ao benefício que a natureza traz para a saúde mental, representando cerca de 30% da melhoria observada em áreas mais verdes. 

E não é necessário estar próximo a florestas para experimentar esses benefícios. Outro estudo publicado no periódico Health & Place revelou que viver próximo ao mar ou a um rio pode ajudar a reduzir o estresse

Isso pode ser atribuído a diversos fatores, incluindo a natureza menos agitada da vida em regiões mais tranquilas, em contraste com a agitação das grandes cidades, onde a quantidade massiva de informações pode prejudicar nossa conexão com experiências significativas. 

  1. Reduz o estresse

Mesmo que você não tenha a sorte de viver em uma área naturalmente repleta de árvores e verde, simplesmente passar um tempo em locais arborizados pode ser benéfico para a sua saúde. 

O exemplo disso é o conceito japonês chamado “banho de floresta”, conhecido como “shinrin-yoku.” Nessa prática, as pessoas se entregam à natureza, passando tempo na mata para relaxar e rejuvenescer. 

Um estudo realizado na Universidade de Chiba e publicado em 2010 no periódico Environmental Health and Preventive Medicine revelou que essa atividade reduz os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, diminui a frequência cardíaca e a pressão arterial, e até mesmo afeta positivamente o sistema nervoso simpático e parassimpático. 

É uma prova do poder da natureza em nutrir nosso bem-estar.

  1. Facilita o processo de cura

Cirurgias médicas são geralmente momentos estressantes, repletos de dor, desconforto e preocupações sobre a recuperação. Contudo, um hospital na Coreia do Sul buscou melhorar a experiência de seus pacientes. 

Em 2009, eles conduziram um estudo em que 45 pacientes pós-cirúrgicos foram alojados em quartos com plantas ornamentais, enquanto outros 45 pacientes em quartos sem plantas serviram como grupo de controle.

O resultado, publicado no Journal of Alternative and Complementary Medicine, foi surpreendente: os pacientes com plantas apresentaram pressão sanguínea mais baixa, menos dor, ansiedade e fadiga, além de sentimentos mais positivos. 

Além disso, 93% dos pacientes com plantas expressaram o desejo de retornar a um ambiente semelhante em situações futuras, superando até mesmo a sensação de bem-estar proporcionada pelo nascer do sol. 

  1. Ajuda com a memória

Se você costuma ter problemas com a memória, uma solução pode estar mais próxima da natureza do que você imagina. Um estudo realizado pela Universidade de Michigan lançou luz sobre essa questão ao conduzir experimentos de memorização com dois grupos de estudantes. 

Após a primeira rodada de testes, um grupo foi enviado para um passeio em áreas arborizadas, enquanto o outro explorou uma área urbana. Ao retornarem, ambos os grupos foram submetidos ao mesmo teste de memória novamente. 

Surpreendentemente, o grupo que teve contato com a natureza demonstrou um aumento notável de 20% na eficácia de memorização, enquanto o grupo que permaneceu na área urbana não apresentou melhorias significativas. 

Todos esses benefícios são aliados da teoria de que o contato com a natureza pode nos reconectar com uma presença mais profunda e uma entrega mais genuína às experiências cotidianas.

Por que a manutenção das ferramentas de jardinagem é tão importante?

Você já ouviu o ditado “uma ferramenta bem cuidada é metade do trabalho feito”? Bem, no mundo da jardinagem, isso não poderia ser mais verdadeiro. A manutenção regular das suas ferramentas de jardinagem é um passo fundamental para garantir que elas funcionem perfeitamente e tenham uma vida útil prolongada.

A falta de manutenção pode resultar em um desgaste prematuro das ferramentas, o que significa que você terá que substituí-las com mais frequência. Além disso, ferramentas mal conservadas podem ser ineficazes e até mesmo perigosas. 

E já que estamos falando dessa manutenção, você sabe quais são as principais ferramentas de jardinagem que requerem manutenção regular? Tesouras de poda, cortadores de grama, enxadas e pás, regadores, ancinhos, escavadoras de solo, carrinhos de jardim, entre outros!

O cuidado periódico desses instrumentos não apenas prolongará sua vida útil, mas também garantirá um trabalho mais eficiente no jardim, resultando em plantas mais saudáveis e um espaço externo mais bonito.

Agora que você sabe as principais ferramentas para cuidar do seu jardim, é hora de entender como identificar sinais de desgaste e quando é hora de substituí-las, certo? Vamos lá!

5 sinais de que você precisa trocar o seu equipamento de jardinagem

Manter suas ferramentas de jardinagem em bom estado é essencial para um trabalho eficiente e a saúde das suas plantas. Diante disso, tendo em vista que no próximo dia 23 de setembro começa a primavera e nessa época as pessoas cuidam mais dos seus jardins, separamos alguns sinais que mostram quando eles precisam de manutenção. Vamos aos destaques:

  1. Lâminas desgastadas

Se você notar que as lâminas das suas ferramentas, como tesouras de poda ou cortadores de grama, estão significativamente desgastadas e não podem ser mais afiadas com eficácia, é hora de substituí-las. Lâminas cegas podem prejudicar suas plantas e tornar o trabalho mais difícil.

  1. Cabos danificados

Cabos quebrados, rachados ou enfraquecidos podem comprometer a segurança durante o uso. Se você sentir que os cabos estão prestes a quebrar ou se estiverem visivelmente danificados, considere substituir a ferramenta ou o cabo, se possível.

  1. Ferrugem ou corrosão

A ferrugem e a corrosão enfraquecem as ferramentas e podem torná-las ineficazes. Se a limpeza e a manutenção adequada não conseguirem remover a ferrugem, é hora de investir em ferramentas novas.

  1. Peças soltas

Se as partes móveis das suas ferramentas, como dobradiças ou travas, estiverem soltas, emperradas ou danificadas de alguma forma, isso pode afetar a eficácia e a segurança do equipamento. Considere a substituição ou o reparo dessas peças.

  1. Perda de eficácia

Se, apesar de cuidados e manutenção adequada, suas ferramentas não estiverem mais executando suas funções de maneira eficaz e você perceber uma queda significativa no desempenho, é um sinal claro de que é hora de adquirir ferramentas novas.

Benefícios da manutenção adequada das ferramentas para o cuidado do seu jardim

A manutenção adequada das ferramentas de jardinagem traz inúmeros benefícios para o cuidado do seu jardim. Ela garante a eficiência no trabalho, prolonga a vida útil das ferramentas e as mantém seguras para uso. Se bem cuidadas, as bombas do sistema hidráulico e as demais ferramentas podem podem tornar um jardim mais saudável e bonito, com cortes precisos e regras eficientes. 

Além disso, o reparo adequado economiza recursos, como água, e contribui para um ambiente mais sustentável. Ela também reduz o estresse durante a jardinagem e proporciona satisfação pessoal ao ver o jardim prosperar. 

Ou seja: dedicar tempo para a manutenção dos seus instrumentos de trabalho é essencial para colher os melhores resultados no seu espaço externo.

Advertisement

Agenda de Eventos Acontece

Taxa de câmbio

Taxas de câmbio USD: dom, 10 dez.

Advertisement

Advertisement

Categorias

You cannot copy content of this page