btn facebook  btn youtube  btn twitter  btn google plus  acontece instagram  acontece issuu

 

Acontece Magazine
btn facebook   btn youtube   btn twitter  btn google plus  acontece instagram  acontece issuu
acontece logo darkred

Sinopses de JULHO de 2019 - Jesus

Acontece Mag 20181110 Jesus 10 Images Thumb Medium740 0
'JESUS'

Resumo de 1 a 5 de julho
Cap. 165 a 169

2ª feira - capítulo 165

Helena agradece a todos que lutaram por sua cura, mas reconhece que só está viva por causa de Jesus. A serva foi tentada pelo Satanás para se render à investida do sacerdote. Madalena não gostou de ouvir o apóstolo falando sobre sua relação com Petronius. Tiago Justo revela que encontraram a família que adotou o filho perdido de Deborah. Jesus prega sobre a figueira e sobre o fim que está próximo e deixa os apóstolos preocupados.

3ª feira - capítulo 166

Petronius questiona Madalena sobre sua decisão de seguir Jesus. Ela afirma que pretende caminhar com o Messias até o fim de seus dias e é alertada pelo centurião sobre os perigos que estão prestes a surgir em Seus caminho. Ao ser questionado por Caifás sobre o pagamento de ofertas ao templo, Jesus confronta o caráter questionável dos sacerdotes: “Raça de víboras!” Joana conta a história do Rico e Lázaro na tentativa de levar Barrabás e os outros presos ao arrependimento. Ioná se emociona ao relembrar um presente deixado por José para ser entregue para Jesus no futuro. No palácio, Iscariotes é tentado por Satanás a levar uma vida de luxo e riquezas. Jesus avisa Seus apóstolos que pretendem voltar para Jerusalém mesmo diante das perseguições que tem sofrido. Sob a influência do mal, os discípulos passam a questionar as ordens dadas pelo Messias. Maria, mãe de Jesus, e Madalena temem pelas ameaças que Jesus tem sofrido e se apavoram com a possível chegada de Sua morte.

4ª feira - capítulo 167

Satanás tenta Judas Iscariotes com riquezas e cargos importantes. Se sentindo diminuído, Judas fica tentado a trair Jesus. Anás e Caifás ameaçam Malco e o convencem a se aproximar de Jesus para encontrar entre Seus seguidores algum insatisfeito que aceite trair o Messias. A família de Jesus se desespera diante das palavras do Messias de que Seu fim está próximo. Maria relembra as palavras ditas pelo sacerdote após o nascimento de Jesus e fica inconsolável. Caifás oferece 30 moedas de prata para que Judas Iscariotes traia o Messias e O entregue nas mãos dos sacerdotes. Jesus reúne Seus seguidores e os encoraja a não terem medo do futuro: “Não temas porque sou contigo, não te assombres porque eu sou o Teu Deus!”. Jesus repassa instruções para que Seus discípulos encontrem um local para celebrarem a Páscoa. Joana, Arimatéia, Nicodemos e Maria se reúnem com seus familiares para a celebração da páscoa. Unidos, eles se recordam do significado da festa após a libertação do povo hebreu no Egito

5ª feira - capítulo 168 (Santa Ceia)

Jesus reúne Seus apóstolos e, em um ato de humildade, lava seus pés. O Messias os instruem a fazerem o mesmo uns com os outros, pois ninguém é maior que ninguém. Jesus celebra a Santa Ceia ao partir o pão e distribuir o vinho entre Seus apóstolos. Ao final, o Messias afirma que será traído por um deles e aponta Judas Iscariotes. Livona visita Dimas e Gestas na prisão e leva comida para que eles celebrem a Páscoa. Ao ser provocada por seu sobrinho, Livona revela os detalhes da morte de Adela e enfurece Dimas. Caifás comemora com Anás o interesse de Judas Iscariotes em trair Jesus por 30 moedas de prata. Entristecido, Jesus canta o Salmo 121 com Seus apóstolos e chora, copiosamente: "O meu socorro vem do Senhor que fez os céus e a Terra!". Após participarem da Santa Ceia, os apóstolos pedem para conhecer Deus. Jesus os repreende e afirma que quem O vê vê ao Pai, pois Eles são apenas um. O Messias também consola Seus seguidores e os instrui a não terem medo após Sua morte. 

6ª feira - capítulo 169

Após participarem da Santa Ceia, os apóstolos pedem para conhecer Deus. Jesus os repreende e afirma que quem O vê vê ao Pai, pois Eles são apenas um. O Messias também consola Seus seguidores e os instrui a não terem medo após Sua morte. Durante a comemoração da Páscoa, Antipas teme ficar sozinho e pede para que Temima o faça companhia durante a noite.

Cláudia não esconde sua alegria ao ouvir a história da Páscoa ser contada por Joana. Ao ser questionada por Pilatos, ela afirma que o imperador não compreenderia tamanho significado. Maria e as outras seguidoras de Jesus percebem as semelhanças e significados entre a comemoração da Páscoa e a morte de Jesus. Abraçadas, elas se preparam para a chegada da morte do Messias. Após celebrar a Santa Ceia, Jesus ensina Seus apóstolos sobre a importância de amar uns aos outros e obedecer a Deus acima de todas as coisas. Jesus leva Seus apóstolos ao Monte das Oliveiras e os prepara para os males que estão por vir após Sua morte. O Messias avisa que, em Seu nome, Seus seguidores serão machucados e humilhados, mas podem contar com a presença e o consolo do Espírito Santo. 

 

Resumo de 8 a 12 de julho
Cap. 170 a 174

2ª feira - capítulo 170 (Traição de Judas)

Jesus revela que Seus apóstolos O abandonarão no momento em que for traído por Judas. Pedro afirma que jamais trairia o Messias, mas se surpreende com a resposta dada por Ele: “Nesta mesma noite, três vezes você me negará!”. Judas Iscariotes aceita a proposta feita por Caifás e revela a localização de Jesus em troca de 30 moedas de prata. Durante uma oração, Jesus pede que, independente de todo o sofrimento que Lhe aguarda, a vontade de Seu Pai seja feita. Num momento de dor, o anjo Gabriel surge para consolá-Lo. Maria enfrenta dificuldade para dormir diante da aproximação da morte de Jesus e é consolada por Madalena. Em agonia, Jesus clama por Seu Pai e Seu suor se transforma em gotas de sangue. Judas leva os soldados romanos até o Monte das Oliveiras, onde está Jesus. Para sinalizar quem é o Messias, o apóstolo O beija no rosto. Pedro tenta livrar Jesus da prisão e ataca Malco, arrancando a orelha do soldado. Imediatamente, Jesus cura Malco e ordena que as armas sejam guardadas. Em seguida, Ele se entrega. 

3ª feira - capítulo 171

Após ser beijado na face por Judas, Jesus se entrega e é levado pelos sacerdotes e seus soldados. Anás provoca Jesus e faz de tudo para humilhá-Lo, mas é surpreendido pelas sábias respostas do Messias. No meio da noite, Maria sai à procura de Jesus e se desespera ao presenciar Seu filho sendo açoitado e humilhado pelos soldados. Caifás questiona Jesus se Ele é realmente o Messias, na tentativa de acusá-Lo de blasfêmia. Jesus garante que o próprio sacerdote confirmará Sua santidade quando presenciar Seu retorno. Revoltado, Caifás incita todos a agredirem o Messias. Desesperada ao descobrir a traição de Judas, Madalena pede a ajuda de Cláudia para proteger o Messias das acusações dos sacerdotes. Caifás decide julgar Jesus no meio da noite e sem testemunhas. Aos gritos, Arimatéia convence o sacerdote e levar Jesus para julgamento público, na tentativa de livrar o Messias das condenações. Ao ser questionado por perseguidores de Jesus, Pedro nega andar com o Messias e cumpre as palavras ditas anteriormente por Ele. Após negar Jesus por três vezes, Pedro relembra os momentos ao lado do Messias e chora amargamente de arrependimento. 

4ª feira - capítulo 172

Após a prisão de Jesus, alguns parentes do Messias temem ser perseguidos e partem para a casa de Lázaro em Betânia. Caifás e Anás julgam Jesus publicamente e incitam a população a O acusarem de blasfêmia. Malco se arrepende por ter colaborado com a prisão de Jesus e chora, amargamente, com Marta. Ao ver Jesus humilhado e machucado, Judas se arrepende por tê-Lo traído e tenta devolver as 30 moedas de prata aos sacerdotes. Caifás e Anás levam Jesus para a frente do palácio e pedem que Pilatos condene o Messias por blasfêmia. Pilatos ordena que Jesus entre no palácio. Frente a frente, o imperador questiona se o Messias é o rei dos judeus. 

5ª feira - capítulo 173

Ao ser questionado por Pilatos, Jesus afirma que Seu reino não é deste mundo e que todos aqueles que pertencem à verdade, ouvem a Sua voz. Sem encontrar culpa alguma em Jesus, Pilatos O envia para Antipas e ordena que a decisão do que fazer ao Messias seja tomada pelo tetrarca. Sem saber o que fazer com relação ao futuro de Jesus, Pilatos ordena que Barrabás seja solto. Acomodados na casa de Lázaro, os apóstolos lamentam a aproximação da morte de Jesus. Emocionada, Betânia relembra o dia em que ofereceu seu perfume mais precioso para lavar os pés do Messias. Ao receber Jesus, Antipas zomba do Messias e tenta convence-Lo a realizar um milagre para provar que realmente é o Filho de Deus. Sem sucesso, Antipas O devolve para Pilatos e diz que não decidirá nada sobre Seu futuro. Desesperada, Madalena implora para que Cláudia converse com Pilatos e o faça libertar o Jesus. Sem encontrar erro no Messias, Pilatos apresenta Barrabás à multidão e ordena que eles escolham quem deve ser perdoado: Jesus ou Barrabás. Influenciados por Anás e Caifás, o povo pede que o ladrão seja libertado.

6ª feira - capítulo 174

Após a ordem dada por Pilatos, Jesus é violentamente açoitado e humilhado pelos soldados romanos. Após a ordem de açoitamento a Jesus, Pedro chora amargamente e pede perdão pelo momento em que negou o Messias. Desesperada, Maria Madalena decide pedir a ajuda de Petronius para libertar Jesus, ou, ao menos, amenizar seu castigo. Com peso na consciência após ter traído Jesus, Judas Iscariotes cede às tentações de Satanás e se suicida enforcado em uma árvore. Judas Tadeu visita Helena e a consola diante da punição aplicada ao Messias. O apóstolo explica que, mesmo diante de tanta tristeza, tudo está dentro dos planos de Jesus. Jesus é açoitado e tem sua pele arrancada pelas ferramentas dos soldados. Ao flagrar tamanha maldade, Petronius relembra a ordem dada por Pilatos e impede que o Messias seja morto. Tocada pelo pedido de Madalena, Cláudia pede para que Pilatos poupe a vida de Jesus, mas é surpreendida com a resposta do marido: “Não há como evitar Sua morte!”.

 

Cap. 175 a 179

2ª feira - capítulo 175

Após ser liberto por Pilatos, Barrabás é agredido por Zelote ao provocá-lo debochando de Jesus. Acompanhada de Tiago, Deborah reencontra a família para quem doou seu filho biológico. A filha de Arimatéia fica profundamente emocionada ao pegar o menino nos braços. Na prisão, Jesus é humilhado e agredido pelos soldados romanos. Gravemente ferido, Ele recebe uma coroa de espinhos. Na prisão, Jesus é humilhado e agredido pelos soldados romanos. Gravemente ferido, Ele recebe uma coroa de espinhos. Profundamente arrependidos, Pedro, André e outros discípulos choram abraçados e lamentam terem abandonado o Messias. Sem encontrar culpa em Jesus, Pilatos lava as mãos em frente à multidão e afirmar ser inocente diante do derramamento do sangue de Jesus. Ao descobrir sobre a morte de Iscariotes, Judas e Caifás  debocham do apóstolo: “Que apodreça no inferno!”. Natanael, Tiago Maior e outros apóstolos relembram profecias ditas por Jesus em que Ele afirma que retornaria após a Sua morte. Todos se enchem de esperança diante da possibilidade de reencontrar o Messias. Desolada com o sofrimento do Filho, Maria anda pelas ruas da cidade aos prantos e é consolada por João. De fora do palácio, Madalena sofre ao pensar no sofrimento de Jesus. Aos poucos, a cruz do Messias começa a ser confeccionada. 

3ª feira - capítulo 176 (Via Dolorosa)

Dimas e Gestas carregam sua cruz por toda a cidade. Em meio a gritos de humilhação e ataques, os dois são crucificados. Enquanto Dimas demonstra arrependimento por seus erros, Gestas se enche de raiva. A família de Jesus e Seus apóstolos seguem inconsoláveis diante da ordem de crucificação do Messias. Na beira do rio, Zebedeu se emociona ao relembrar a pesca em que Jesus o acompanhou pela primeira vez. Humilhado e rejeitado, Jesus carrega cruz pela via dolorosa e se prepara para Sua crucificação. De perto, Maria acompanha tudo e se desespera diante do sofrimento do Filho. Aos prantos, Maria é consolada por Mirian e Sula, mas se enche de coragem e garante que cumprirá sua promessa de estar sempre ao lado de Jesus.

4ª feira - capítulo 177

A caminho da colina de Gólgota, Jesus é humilhado e agredido pelo povo enquanto é açoitado pelos soldados romanos. Satanás influencia parte da população a atirar pedras em Jesus a caminho de Sua crucificação. Enquanto muitos humilham Jesus, pessoas que foram curadas por Ele choram diante de Seu sofrimento e relembram o momento em que tiveram suas vidas transformadas pelo Messias. Em meio às lágrimas, Judas Tadeu relembra quando foi curado por Jesus e enxergou pela primeira vez. Maria se desespera ao ver o Filho enfrentar tamanho sofrimento e se joga na frente de Caius tentando impedi-lo de machucar Jesus. Maria suplica aos soldados: "É meu filho, tende piedade". Mesmo tão machucado, Ele responde à sua mãe: "Não chorem por Mim. Chorem antes por vocês e pelos seus filhos". Madalena pede, desesperada, para que Petronius tenha misericórdia de Jesus. O centurião ordena que um dos homens na multidão ajude o nazareno a carregar a cruz. Soldados romanos pregam a placa de identificação na cruz de Jesus. Enquanto o Messias sofre deitado no chão, Satanás sugere para tenta-Lo e faze-Lo desistir de Seu plano de salvação.

5ª feira - capítulo 178 (A Crucificação de Jesus)

Em cena emocionante, Jesus chora ao ter as mãos pregadas na cruz. Anás assiste à crucificação, enquanto comenta com Caifás: “Já não parece tão destemido”. Thiago chora ao receber de Arimatéia a notícia sobre a crucificação de Jesus. Enquanto caminha ao encontro do irmão, Thiago chora relembrando a época em que não acreditava no Messias. Ele ainda se emociona pensando no momento em que pediu perdão a Jesus. Enquanto Jesus é erguido na cruz pelos soldados, Satanás provoca o Messias: “Aí está o Seu trono, feito de madeira e pregos. Tanto sofrimento será esquecido em pouco tempo". Tentado por Satanás, Gestas provoca Jesus e não acredita em Suas palavras: “Você não pode fazer nada, nem por mim nem por ninguém". Dito isso, o céu começa a se escurecer e deixa os soldados e sacerdotes assustados. Após a crucificação de Jesus, Caifás se alegra e comenta com Anás: “Agora que nos livramos do Nazareno, temos que caçar Seus seguidores". 

6ª feira - capítulo 179

Temendo o significado do tremor após a crucificação de Jesus, Caifás e Anás querem apressar a morte do Messias. Eles pedem a permissão de Pilatos para que Jesus e os condenados tenham as pernas quebradas e que os corpos sejam retirados o quanto antes. Sem hesitar, o rei nega o desejo: “Se querem punir mais alguém, que façam vocês mesmos”. Tiago perde perdão a Deus por ter duvidado de Seu Filho e promete: “Eu vou Te servir muito mais agora. Em nome do Seu Filho, de Jesus”. Mateus vai ao encontro dos apóstolos e conta que Jesus foi crucificado. Pedro, que negou Jesus três vezes no mesmo dia, ficou devastado com a notícia. Mateus ainda avisou que Caifás irá caçar todos os seguidores do Messias. “Pai, nas tuas mãos entrego o Meu espírito", disse Jesus a Deus. Em seguida, a terra tremeu e deixou todos assustados. Satanás, então, se enfurece por perceber quem nem mesmo a morte pode derrotar o Filho de Deus. Ao ver Edissa chorando pela crucificação do Messias, Arimateia sugere oferecer seu sepulcro para enterra-Lo. Ele pede permissão a Pilatos para que assim seja feito e é atendido. Ao chegar no local da crucificação, é recebido por Maria que o agradece pelo gesto. Após permissão de Pilatos, Jesus é retirado da cruz pelos soldados. Em cena emocionante, Maria segura o corpo de seu Filho enquanto é amparada por Miriam e Sula.

 

Resumo de  29 de julho a 2 agosto
Cap. 185 a 189

2ª feira - capítulo 185

Zelote recebe a notícia de que Barrabás foi encontrado morto na cidade. Ele se desespera e, mesmo correndo risco de ser visto pelos soldados romanos, decide ir ao sepultamento do irmão. Os apóstolos tentam impedi-lo, mas ele foge do esconderijo. Petronius finge surpresa ao saber, por Longinus, sobre a morte de Barrabás. Ele aproveita a ocasião do sepultamento para colocar os soldados de vigia no sepultamento na tentativa de capturar seu irmão, Zelote. Helena, Cassandra e Joana se unem para pensar em um jeito de levar comida ao esconderijo dos apóstolos. Elas decidem pedir ajuda de Almáquio, mas o cozinheiro se recusa a colocar sua vida em risco. Bartimeu, que foi curado por Jesus, foi interrogado sobre o paradeiro dos apóstolos. Mirian teve a casa revirada e foi ameaçada por um dos guardas, mas se negou a dar qualquer informação. A casa de Edissa e a hospedaria de Shabaka também foram alvos dos romanos, mas todos disseram que Jesus ressuscitou. Enquanto procuram Caifás, Tiago Justo, Arimateria e Nicodemos observam Estevão, um seguidor de Jesus, espalhando as palavras do Messias na cidade. Justo se emociona ao conversar com ele e afirma: "Ele será muito útil na missão que Jesus nos deu". Tiago Justo, Arimatéia e Nicodemos flagram Caifás e Anás interrogando dois homens sobre o paradeiro dos apóstolos. Tiago Justo os chama de assassinos: “Conspiraram para matar o Filho de Deus”. Em seguida, os sacerdotes ameaçam prender o irmão do Messias. Apesar da tentativas de impedi-lo, Zelote consegue ir ao sepultamento de Barrabás. Enquanto se despede do irmão, soldados romanos o surpreendem e o levam a Petronius. Betânia encontra o apóstolo no meio do caminho e se desespera ao vê-lo sendo levado pelos romanos. 

3ª feira - capítulo 186

Zelote é preso pelos soldados romanos após sepultamento de Barrabás. Levado até Petronius, o apóstolo acusa o centurião de ser o assassino de seu irmão: "Suas mãos estão tão sujas de sangue, como as de Barrabás”. Ainda assim, Petronius afirma não ter sido ele o autor do crime. 

Após ver Zelote sendo levado pelos soldados romanos, Tadeu busca a ajuda de Helena para salvar o apóstolo. Enquanto se despedem, Claudia chega e flagra os dois juntos, mas decide ajuda-lo a sair do palácio sem ser visto pelos guardas. Helena fica sabendo sobre a prisão de Zelote e decide conversar com Petronius. Mesmo após relembrá-lo de que foi o apóstolo quem encontrou Cassandra e a curou da lepra, o centurião continua irredutível: “Nada do que me disser vai me fazer mudar”. Zelote é torturado pelo soldados romanos, que tentam descobrir sobre o paradeiro dos apóstolos e do corpo de Jesus. Mesmo gravemente ferido, ele segue afirmando que o Messias ressuscitou e que jamais diria onde os discípulos estão. Petronius chega e, novamente, tenta tirar informações suas, mas ele se recusa: "Prefiro morrer fazendo a coisa certa". Elias fica preocupado com sumiço de Tiago Justo e foge de casa para procurá-lo. No caminho, um homem lhe oferece ajuda, mas descobre que ele conhece os apóstolos e tenta usá-lo para conseguir uma recompensa dos romanos. Tiago Justo e Arimateia chegam a tempo e impede que Elias seja levado. Zelote e Judas Tadeu não voltam do sepultamento e deixam os apóstolos preocupados. João acredita que eles foram presos, mas Mateus afirma que eles jamais os delatariam. Mateus deixa seus escritos com Natanael e vai com Pedro à cidade em busca de notícias sobre os dois apóstolos. Susana e Shabaka recebem Betânia, Marta e Lázaro na hospedaria após informação de que Zelote havia sido preso. Os dois, então, pensam um plano para tirar o apóstolo da prisão. Em seguida, Pedro e Mateus chegam à hospedaria e decidem ajuda-los. Confrontada por Pilatos sobre o paradeiro do corpo de Jesus, Madalena reafirma que Ele ressuscitou: “O Mestre existe antes mesmo de tudo existir. Não conversou com Ele? Tenho certeza que percebeu não se tratar de um homem comum”. O governador, então, se lembrou das palavras ditas pelo Filho de Deus. 

4ª feira - capítulo 187

Zelote é interrogado por Petronius, mas se mantém fiel a Jesus e não revela informações sobre os apóstolos. Assim que o centurião deixa a cela, o apóstolo clama ao Messias: “Que honra estar preso por causa do Seu nome, Senhor Jesus”. Enquanto Ioná preparou as ferramentas inflamáveis para despistar a guarda, Kesiah também colocou ervas soníferas nas bebidas dos soldados romanos. Chuza e Hélio conseguiram uniformes dos soldados para que os apóstolos entrassem sem chamar a atenção. Madalena chega à hospedaria para avisar a todos que o plano foi bem sucedido e que Zelote já está seguro, mas muito ferido. Em conversa com Sula, Gabriela comemora: “Está vendo? Nosso Deus não nos desampara”. Petronius conta a Pilatos sobre plano que tirou Zelote da prisão e o deixa irritado. O governador questiona o envolvimento de empregados do palácio na armadilha. Ele ainda ameaça Petronius de retirá-lo do posto de centurião, caso não capture o apóstolo. Após duvidarem da ressurreição de Jesus, Ele aparece para um grupo de camponeses: “Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também”, como está escrito em 1 Coríntios 15:6. Chuza informa Pilatos sobre um grupo de pessoas que afirma ter visto o Messias. Em seguida, Pilatos recebe uma carta do Rei César citando os mesmos relatos e pede ao governador que resolva a situação, o que deixa irritado.

5ª feira - capítulo 188

Em sonho, Petronius se lembra de Jesus caminhando enquanto carrega a cruz até a Sua crucificação. Ele ainda se recorda das palavras que disse ao ver o Messias crucificado: “Verdadeiramente, esse Homem era o Filho de Deus”. Bartimeu flagra um de seus clientes conversando com um soldado romano. Ele escuta o homem passando informações sobre a localização do esconderijo dos apóstolos. Assustado, ele decide tentar alertá-los sobre o perigo que correm. Deborah lamenta que ainda estejam caçando os seguidores de Jesus e se propõe a espalhar Seus ensinamentos. Acompanhada de Edissa e Cassandra, ela começa sua missão levando as palavras do Messias aos presos. Enquanto caminha até prisão com Edissa e Cassandra, Deborah reencontra Caius e se surpreende ao vê-lo sem as pernas. Ela tenta conversar, mas ele a humilha: “Não toque em mim, judia imunda”. Nicodemos conta a Tiago Justo e Arimateia que os sacerdotes descobriram onde os apóstolos estão escondidos. Imediatamente, os três correm até a hospedaria para avisar os seguidores de Jesus. Marta, então, se oferece para ajudá-los. Caifás e Anás se encontram com Pilatos para revelar paradeiro dos apóstolos, escondidos na casa de Eliaquim. O governador exige que Petronius encontre-os imediatamente. Após duvidar dos relatos dos apóstolos, Tomé vê Jesus e se emociona. Assim como disse Tomé, o Messias lhe pediu que tocasse suas mãos e anunciou novamente: “Bem-aventurado os que não viram e creram”. Em seguida, ele pede que Suas palavras sejam espalhadas a todos.

6ª feira - capítulo 189

Petronius e seus soldados capturam Marcos, filho de Eliaquim, e o levam até o esconderijo dos apóstolos. Eles invadem o local, mas encontram tudo vazio. Joana volta a enfrentar Pilatos e reafirma que o Messias ressuscitou. Helena a defende e tenta convencer o pai a não prender os apóstolos: "Se o senhor encostar em um fio de cabelo de qualquer um deles, considere-se um homem sem filha". Claudia também ameaça abandoná-lo. Após revelarem a Pilatos o paradeiro dos apóstolos, Caifás e Anás comemoram com os outros sacerdotes. Eles acreditam que os discípulos foram descobertos e presos pelos soldados romanos. Após chegarem a Galileia, Mateus se encontra com o Cornelius e conversam sobre como ficaram sabendo que o esconderijo foi descoberto. O apóstolo ainda contou como escaparam da perseguição de Pilatos e dos sacerdotes. Deborah conversa com Tiago Justo sobre os nomes que gostariam de dar aos seus filhos. Em seguida, Elias o surpreende anunciando que Deborah está grávida e ele se emociona. Dias após o desaparecimento dos apóstolos pela Judeia, Cassandra decide partir para Roma. Ela se despede de Claudia, Helena, Kesiah e informa que deixará o palácio em breve. Pilatos culpa Petronius por não ter encontrado o corpo de Jesus. Irritado com o silêncio do centurião, o governador decide tirá-lo de seu cargo e substituí-lo por Longinus. 

*Sujeito à alteração de acordo com a edição dos capítulos

 

Pinit Fg En Rect Red 20
e-max.it: your social media marketing partner

Notícias Relacionadas

Adriana Calcanhoto Sounds of Brazil

Out/22 - Adriana Calcanhoto Sounds of Brazil

Mais uma grande estrela da música popular brasileira chega…
The Wedding Singer

Out/25 a Nov/10 - The Wedding Singer

Um musical divertido, baseado no famoso filme de Adam…
“Shrek, The Musical”

Out/25 a Nov/10 - “Shrek, The Musical”

Inspirado no filme de animação Shrek, da DreamWorks, o…
Maná faz show no AAArena

Out/25 - Maná faz show no AAArena

O cantor pop mexicano Maná faz show da sua turnê “Rayando…
So You Think You Can Dance

Out/30 - “So You Think You Can Dance” 2019!

O espetáculo “So You Think You Can Dance”, vencedor do…

Videos

CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR O VÍDEO

 

Karmel Bortoleti

Making of do ensaio fotográfico de Karmel Bortoleti para a editoria fashion da edição de abril de 2017 da Acontece Magazine


Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017

Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017


Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico com as modelos Cate Chant e Flavianny Nassimbeni para a editoria Fashion da edição de maio de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Making Of Abril 2016

Ensaio fotográfico com Karmel Bortoleti para a editoria Fashion da edição de abril de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de fevereiro de 2016 da Acontece Magazine


Making Of Janeiro 2016

Making of do ensaio fotográfico para a capa e a editoria fashion da edição de janeiro de 2016 da Acontece Magazine com a participação da modelo Andrea Méndes Arroio


Making Of Dezembro

Acontece Magazine Making of de Dezembro 2015




DMC Firewall is developed by Dean Marshall Consultancy Ltd