btn facebook  btn youtube  btn twitter  btn google plus  acontece instagram  acontece issuu

 

Acontece Magazine
btn facebook   btn youtube   btn twitter  btn google plus  acontece instagram  acontece issuu
acontece logo darkred

O sabor da Bahia em Miami

O acarajé do Carlinhos já foi tema de estudo em universidades americanas
O acarajé do Carlinhos já foi tema de estudo em universidades americanas

O nome dele é Antônio Encarnação, mas todos o conhecem como o Carlinhos do Acarajé, "aquele que faz o melhor acarajé de Miami". O elogio, vindo logo após o apelido, faz jus ao trabalho desse baiano, que ganha a vida nos Estados Unidos há quatorze anos vendendo acarajé e hoje, além de ter seu próprio negócio, é convidado para grandes eventos culturais, onde o seu "bolinho de feijão frito" (como ele mesmo define) é adorado.
"Essa é a única maneira de definir o que é o acarajé, para os americanos", diz Carlinhos com um tom de quem sabe o que faz. Nascido na ilha de Encarnação, na Bahia, em um povoado fundado por seu avô, João Manoel Gonçalves (um ex-escravo beneficiado pelo lei do Ventre Livre), Carlinhos aprendeu a fazer o acarajé tradicional com as avós, sob os preceitos da religião do Candomblé.
Enquanto saboreava um acarajé tradicional, descobri um pouco dos segredos dessa iguaria e histórias de vida de Carlinhos. Confira o papo "saboroso" do baiano com a Acontece Magazine.

Por que você deixou a Bahia para vir morar nos Estados Unidos?
Carlinhos do Acarajé - Foi uma missão religiosa. Vim para Boston para cuidar espiritualmente de um dos filhos do professor baiano Augusto Soledade. Mas para que tudo desse certo, segundo a minha religião, todos os meus recursos tinham que ser tirados da rua, do ato de doar e sob os costumes baianos. Então como eu já sabia fazer o acarajé e senti uma grande carência da comida baiana na comunidade brasileira, juntei o útil ao agradável. E foi aí que eu comecei a fazer o acarajé em Bostom. Em Nova York, participei de eventos culturais, dei palestras e me tornei conhecido. Daí decidi viver na Flórida, onde estou há dez anos.

E o que te fez escolher a Flórida?
O clima parecido com o da Bahia. Também senti que o povo baiano que morava aqui era "órfão" da sua comida. Tinha comida mineira, tinha a feijoada carioca, mas não tinha comida baiana. E isso, sem dúvida, foi um gancho para eu viver e trabalhar por aqui, fazendo o que amo e o que sei fazer de melhor.

De onde vem essa paixão pelo acarajé?
A tradição do acarajé vem de família. Vim do interior da Bahia, de uma família que tinha o candomblé como religião. Aprendi com meus avós todos os segredos para fazer o acarajé tradicional, desde o seu início. Eu plantava o feijão, depois colhia, quebrava o feijão na pedra, lavava, e até hoje eu faço o acarajé da forma mais tradicional possível. Não uso máquinas, é tudo na mão!

O acarajé tem fama de ser trabalhoso para preparar. Isso é verdade?
Sim, e muito! Não dá pra passar a receita inteira, mas basicamente você primeiro tem de catar o feijão fradinho todo (que aqui é vendido sob o nome de pinto beans), para checar se não tem pedras. Depois você tem que quebrar o feijão e lavar. É todo um processo, que dura de 2 a 3 horas, no mínimo. Depois você deixa ele por mais duas horas hidratando. Então escorre o excesso da água (mais uma hora e meia). Enquanto o feijão escorre, você já prepara o vatapá (um dos acompanhamentos do acarajé) que é feito com castanha, amendoim, pão dormido ou farinha de guerra, nunca farinha de trigo. Depois prepara a pimenta que pode ser a seca desidratada ou a pimenta fresca. Só então você vai preparar a massa, passar no processador (ou no moinho), bater a cebola, misturar a massa e fritar no azeite de dendê. É mole? E uma curiosidade: o vatapá não é uma iguaria afro-baiana. Ele vem de Portugal.

Por que nem todo mundo consegue fazer o acarajé?
Você tem que ter a mão. O acarajé é uma iguaria muito especial e trabalhosa. O feijão fradinho é muito sensível. Tem também a temperatura da panela, que deve ser uma panela mais fria, de barro ou inox (nunca de alumínio), e até a colher de pau que você vai misturar a massa tem que ser do pau do Cajueiro branco. Não pode ser envernizada, nem de Pau- Brasil, ou seja, tem todo um processo, ligado à religiosidade, para o acarajé sair perfeito.

Como você explica ou define o acarajé para os americanos?
Eles gostam do acarajé?
Isso é tão difícil quanto fazê-lo (risos). Em Massachussets eles chamam o acarajé de Brazilian Muffins. Mas acho que a explicação mais próxima seria uma pasta de feijão frita. Eu sou uma pessoa de sorte. Os americanos adoram o acarajé e nos eventos culturais eles comem até mais que os baianos, acreditem! Uma vez, professores de uma universidade em Massachussets chegaram a estudar as propriedades do acarajé e me convidaram para contar todo o histórico dessa iguaria baiana.

A gente te vê sempre vestido de branco. Por quê usar o branco?
Qualquer pessoa que trabalha com comida deve trabalhar de branco. Para observar inclusive se a roupa está suja. Quando se trata da comida afro-baiana ou da cultura africana usamos o branco porque ele está diretamente ligado à religião. O branco no candomblé significa a continuidade da vida, a procriação. Vestimos o branco no sentido de procriar e prosperar. E isso está diretamente ligado ao sucesso nas vendas: vender muito mais acarajé e prosperar na vida.

Onde as pessoas podem comprar o acarajé do Carlinhos?
As pessoas podem me encontrar nas redes sociais (facebook.com/antonio.encarnacao.948) onde tem as datas e informações sobre eventos que participo e o happy hour de acarajé na minha casa todo sábado a partir das 7 PM. Como todo bom baiano, adoro uma festa!

Carlinhos
Carlinhos

 

Pinit Fg En Rect Red 20
e-max.it: your social media marketing partner

Notícias Relacionadas

EUA
Segundo show do Tribalistas em Miami Beach

Sábado dia 9 de fevereiro de 2019 Fotos: Bill Paparazzi Tribalistas se apresentam em duas noites em Miami Após longo período de espera, os brasileiros que vivem ou que estavam passeando pela Flórida...

The Lion King Musical

Mai/08 a Mai/26 - The Lion King Musical

Assistido por mais de 90 milhões de pessoas, o clássico…
Estrela do pop, Ariana Grande faz show em Miami

Mai/31 e Jun/01 - Ariana Grande, a nova Rainha do Pop, se apresenta em Miami

Por Marcelo Rio Por um bom tempo, Madonna ostentou a coroa…
Feira de carreiras para estudantes brasileiros na Flórida

Abr/20 - Feira de carreiras para estudantes brasileiros na Flórida

Evento organizado pela associação de estudantes brasileiros…
Wynwood Carnival

Abr/20 e Abr/21 - Wynwood Carnival

O WYNWOOD CARNIVAL acontece no sábado dia 20 de abril e no…
The Rolling Stones: 2019 No Filter Tour

Abr/20 - The Rolling Stones: 2019 No Filter Tour - ADIADO

A banda britânica The Rolling Stones, formada em Londres em…

Videos

CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR O VÍDEO

 

Karmel Bortoleti

Making of do ensaio fotográfico de Karmel Bortoleti para a editoria fashion da edição de abril de 2017 da Acontece Magazine


Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017

Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017


Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico com as modelos Cate Chant e Flavianny Nassimbeni para a editoria Fashion da edição de maio de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Making Of Abril 2016

Ensaio fotográfico com Karmel Bortoleti para a editoria Fashion da edição de abril de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de fevereiro de 2016 da Acontece Magazine


Making Of Janeiro 2016

Making of do ensaio fotográfico para a capa e a editoria fashion da edição de janeiro de 2016 da Acontece Magazine com a participação da modelo Andrea Méndes Arroio


Making Of Dezembro

Acontece Magazine Making of de Dezembro 2015




DMC Firewall is a Joomla Security extension!