btn facebook  btn youtube  btn twitter  btn google plus  acontece instagram  acontece issuu

 

Acontece Magazine
btn facebook   btn youtube   btn twitter  btn google plus  acontece instagram  acontece issuu
acontece logo darkred

Executivos do MyPartner Brazil falam sobre a nova plataforma de contratação de serviços

Silvio Perissinotti, empresário da área de tecnologia e CEO do MyPartner Brazil / Maria Claudia Laborne, diretora de marketing e recursos humanos do MyPartner Brazil
Silvio Perissinotti, empresário da área de tecnologia e CEO do MyPartner Brazil / Maria Claudia Laborne, diretora de marketing e recursos humanos do MyPartner Brazil

O MyPartner Brazil é o primeiro portal e aplicativo voltado a auxiliar a comunidade brasileira nos EUA na contratação de serviços. Ele nasceu da vontade de juntar os brasileiros que moram aqui com os melhores prestadores de serviços que falam português e entendem as necessidades da comunidade. Profissionais poderão se cadastrar gratuitamente na plataforma e usar o MyPartner Brazil para captar clientes e ampliar seus negócios. Clientes também terão acesso gratuito ao portal e aplicativo para buscar todo tipo de profissional, incluindo consultores, decoradores, babás, eletricistas entre outros. Tudo em português e concebido especificamente para os brasileiros que vivem nos EUA. O site www.mypartnerbrazil.com já está aceitando cadastro de profissionais e clientes, e a previsão da data de lançamento é Junho de 2019.
Silvio Perissinotti, CEO da empresa, e Maria Claudia Laborne, diretora de marketing e recursos humanos, contam nesta entrevista alguns detalhes sobre o ``marketplace’’ que promete facilitar a vida dos brasileiros e fortalecer a comunidade nos EUA.

ANTES DE FALARMOS DO MY PARTNER BRAZIL, CONTE-NOS COMO FOI A TRAJETÓRIA PROFISSIONAL E EMPREENDEDORA DE VOCÊS NO BRASIL?
Perissinotti: Eu trabalhei durante 20 anos empreendendo na área de tecnologia no Brasil. Tive uma empresa especializada em identificação digital e prevenção de fraudes em concursos públicos, a IMPRESS. Em 1995 vim buscar aqui nos EUA a tecnologia capaz de reconhecer pelas impressões digitais os candidatos em concursos públicos e vestibulares. Tive contratos com fundações de renome como a Fundação Cesgranrio e a Fundação Carlos Chagas, responsáveis pelos grandes concursos, bem como com universidades públicas e particulares.
Laborne: Sou formada em psicologia e tenho um MBA em gestão de pessoas. Trabalhei por mais de 10 anos na área de recursos humanos em grandes empresas no Brasil. Tive também a oportunidade de atuar em marketing e relacionamento com o cliente em uma multinacional da área de seguros. E depois que cheguei aqui, em 2016, fiz uma formação em life coaching. Conseguimos unir os dois lados, o Silvio com a tecnologia e eu com o RH e marketing.

POR QUE DECIDIRAM MUDAR E EMPREENDER NOS EUA?
Perissinotti: Com o início da crise em 2014, as empresas organizadoras de concurso foram sofrendo pressão para cortar custos. O mercado foi diminuindo e minha empresa perdeu muitos contratos. Além disso, a justiça volta e meia proibia a identificação digital em concursos, argumentando que era um tipo de identificação criminal e que causaria constrangimento aos candidatos. O ambiente de negócios no Brasil se deteriorou muito e tomei a decisão de sair do Brasil e buscar novos projetos aqui nos EUA.

QUE DESAFIOS ENCONTRARAM QUANDO SE ESTABELECERAM NA FLÓRIDA, NA HORA DE CONTRATAR UM PROFISSIONAL PRESTADOR DE SERVIÇO?
Laborne: Nós tivemos dificuldade de encontrar profissionais que nos compreendessem. O trato com corretores, contadores e outros profissionais não foi fácil no início. Nós estávamos construindo toda uma nova vida aqui. Como somos estrangeiros, a relação é muito diferente do que se estivéssemos negociando um serviço com um brasileiro. Eu percebi isso muito claramente na área médica: depois que me mudei para Miami, passei por vários médicos tentando chegar a um diagnóstico de um problema de saúde, e no final foi um médico brasileiro que descobriu o que eu tinha.
Perissinotti: Eu tive uma experiência de um negócio que saiu mal feito por conta de um problema de comunicação. Eu precisei de um consultor financeiro para me orientar em um negócio e não recebi uma boa orientação. Isso ocorreu, em parte, por causa da dificuldade na comunicação. Tem muito termo técnico nesse tipo de conversa, e às vezes o americano está falando uma coisa e não é bem aquilo que você acredita estar entendendo.

COMO SURGIU A IDEIA DO NEGÓCIO?
Laborne: Estávamos em um voo vindo de Nova York e o Silvio deu uma cochilada. Quando acordou, ele me disse: ``Tive uma ideia. Nós já estávamos aqui há uns dois anos, pensando em criar um negócio. Como a grande maioria na comunidade brasileira aqui, nós viemos com a certeza de ficar, mas também querendo pensar em um projeto que melhorasse não só a nossa vida, mas também a vida de outros brasileiros à nossa volta. A nossa ideia desde o início foi conectar e unir a comunidade. E, frente à nossa própria dificuldade em encontrar profissionais com quem tivéssemos uma afinidade cultural, começamos a pensar em algo que pudesse conectar melhor os brasileiros aqui.
Perissinotti: Quando nos mudamos, tivemos que resetar a nossa vida, começar tudo do zero: casa, atividades, círculo de relacionamentos pessoal e profissional. E essa adaptação foi ainda mais difícil por causa das dificuldades em encontrar profissionais para nos ajudar em várias áreas da nossa vida. Fiquei sonhando com uma maneira de unir a comunidade brasileira aqui para que todos pudessem se ajudar: as pessoas que, como eu, desejam contratar consultores, contadores, cozinheiras, eletricistas brasileiros, e os prestadores de serviço que fazem parte da comunidade.

O QUE É O MYPARTNER BRAZIL? COMO FUNCIONARÁ A PLATAFORMA?
Perissinotti: O MyPartner é um site e aplicativo que permite que brasileiros encontrem profissionais e prestadores de serviço que falam a sua língua, literalmente. Nele, o profissional pode se cadastrar e receber as ``indicações’’ de clientes que buscam exatamente o serviço oferecido. O profissional irá pagar pelas indicações e investir nos clientes que interessar a ele. A partir daí poderá negociar livremente os detalhes do serviço com os clientes. Os usuários não pagam para acessar a ferramenta. A ideia é que o cliente receba até três indicações de profissionais para conversar.

COMO O MYPARTNER AJUDARÁ PRESTADORES DE SERVIÇO BRASILEIROS A TEREM MAIS NEGÓCIOS JUNTO À COMUNIDADE?
Laborne: Criando um espaço para esses profissionais promoverem os seus serviços para clientes que estão justamente buscando o que eles oferecem. Muitos profissionais brasileiros não anunciam de forma ampla os seus serviços. A comunicação muitas vezes é feita através de redes sociais ou grupos de amigos. Com o MyPartner, os profissionais vão poder se cadastrar e atingir uma base muito mais ampla de clientes em potencial.

VOCÊS CONTARAM COM PARCEIROS PARA AJUDAR A DESENVOLVER E IMPLANTAR O MYPARTNER BRAZIL?
Perissinotti: Aqui nos EUA temos um gerente de TI que cuida da parte de tecnologia e temos uma equipe de pessoas cuidando da área de marketing. Eu e Maria Claudia fazemos a coordenação estratégica e de marketing. E temos equipes terceirizadas no Brasil: a equipe de produção de conteúdo e estratégia que está em São Paulo e faz parte de uma empresa de marketing digital; e a equipe de desenvolvimento da plataforma, também de São Paulo. É um negócio muito complexo, pois a tecnologia necessária é bastante sofisticada e cara.

A PLATAFORMA É SOMENTE PARA BRASILEIROS QUE VIVEM EM MIAMI?
Perissinotti: Não, e essa é a beleza do meio digital. A nossa plataforma não tem limites geográficos. O que impede um cliente em Boston de contratar um profissional que está aqui em Miami para fazer um ``job’’ para a sua startup? Nada! Profissionais brasileiros em qualquer lugar dos EUA vão poder se cadastrar no MyPartner Brazil e oferecer seus serviços.
Laborne: É importante enfatizar isso, a nossa plataforma é ampla, justamente por que nós percebemos que os grupos de networking e grupos espontâneos em redes sociais onde há essa troca de informação são normalmente restritos a comunidades com limites geográficos bem definidos. Não existe nada mais amplo.

É POSSÍVEL PARA UM PRESTADOR DE SERVIÇO TESTAR A PLATAFORMA?
Laborne: Sim, nós estamos oferecendo um período de teste para os Profissionais entenderem como funciona a nossa plataforma.

QUAIS SÃO OS PLANOS PARA O PORTAL?
Perissinotti: A nossa ideia é atuar em locais onde a comunidade brasileira seja expressiva, como no Japão, Reino Unido e Austrália. O nosso negócio é digital, podemos estar em qualquer lugar.

 

Pinit Fg En Rect Red 20
e-max.it: your social media marketing partner

Notícias Relacionadas

B-52s celebra 40 anos com show no Broward Center

Ago/29 - B-52s celebra 40 anos com show no Broward Center

Com mais de 20 milhões de álbuns vendidos, a banda B-52s…
A seleção do Brasil enfrentará a Colômbia em setembro em Miami

Set/06 - A seleção do Brasil enfrentará a Colômbia em setembro em Miami

O primeiro amistoso da Seleção Brasileira após a disputa da…
ArtsLaunch

Set/07 - Espetaculo ArtsLaunch

O ArtsLaunch é o maior evento comunitário gratuito em Miami…
O Poder da Autoestima com Erika Guarnieri

Set/07 - Workshop O Poder da Autoestima

O que: Workshop O Poder da Autoestima com Erika…

Videos

CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR O VÍDEO

 

Karmel Bortoleti

Making of do ensaio fotográfico de Karmel Bortoleti para a editoria fashion da edição de abril de 2017 da Acontece Magazine


Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017

Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017


Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico com as modelos Cate Chant e Flavianny Nassimbeni para a editoria Fashion da edição de maio de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Making Of Abril 2016

Ensaio fotográfico com Karmel Bortoleti para a editoria Fashion da edição de abril de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de fevereiro de 2016 da Acontece Magazine


Making Of Janeiro 2016

Making of do ensaio fotográfico para a capa e a editoria fashion da edição de janeiro de 2016 da Acontece Magazine com a participação da modelo Andrea Méndes Arroio


Making Of Dezembro

Acontece Magazine Making of de Dezembro 2015




DMC Firewall is a Joomla Security extension!