btn facebook  btn youtube  btn twitter  btn google plus  acontece instagram  acontece issuu

 

Acontece Magazine
btn facebook   btn youtube   btn twitter  btn google plus  acontece instagram  acontece issuu
acontece logo darkred

Efeito Silvio Santos é estratégia para atrair seguidores nas redes sociais

Efeito Silvio Santos é estratégia para atrair seguidores nas redes sociais
Efeito Silvio Santos é estratégia para atrair seguidores nas redes sociais

Por: Gabrielle Monice

Vencer a timidez e elaborar um roteiro garantem crescimento e engajamento

É cada vez mais comum a prática de transmissões ao vivo nas redes sociais com diferentes propósitos. Porém, realizar uma live requer conhecimento e planejamento para manter a qualidade do vídeo, atrair visualizações e encorajar o engajamento de seguidores. “Para ter um resultado favorável e audiência em uma live, eu sigo os 4 passos para uma transmissão de sucesso e os 7 passos para a elaboração do roteiro, pois é muito importante saber o que você quer e para quem você quer comunicar”, afirma Tathiane Deândhela, palestrante internacional e especialista em produtividade, marketing, negociação e liderança com formação em universidades como FGV, Harvard, Atlanta e Ohio.

De acordo com a especialista, existem 4 passos iniciais para que uma live tenha sucesso:

1 - O contato visual direto é uma forma de reforçar seu argumento. Portanto se estiver fazendo a live pelo computador, olhe para a câmera. Se tiver fazendo pelo celular, olhe nos seus próprios olhos. “Essa estratégia passa a impressão de que você está olhando para os olhos das pessoas e, portanto, passa credibilidade”, afirma Deândhela.
2 - Use linguagem coloquial, como se fosse um bate-papo com um amigo. Quanto mais natural, mais agradável fica a live.
3 - Desenvolva conteúdos interessantes e que chame a atenção do maior número de pessoas.
4 - Faça um roteiro, com anotações em tópicos prontos para te guiar durante a live. “Eu desenvolvi os 7 passos para a elaboração do roteiro que faz total diferença na condução da live”, explica Deândhela.
O primeiro passo é chamado Efeito Silvio Santos, ou seja, é importante interagir com as pessoas logo na abertura da live, incluir um fundo musical animado (somente um trecho da música) e dar boas-vindas com o objetivo de valorizar e reconhecer o tempo que as pessoas estão investindo na sua live.

O segundo passo é falar o Tema da Live e ir revelando aos poucos o passo a passo do conteúdo. “É importante fixar o tema da live e repetir ao longo da transmissão o tema para aumentar a retenção”, ensina a especialista.

O terceiro passo é chamado de Momento da Inspiração. “A proposta é a de falar uma frase, uma história, um poema ou uma metáfora que tenha relação com o conteúdo, com o objetivo de atingir o lado emocional e gerar uma reflexão”, explica Deândhela.

O quarto passo é o Conteúdo Prático. “Geralmente eu uso a estratégia dos passos, para deixar uma comunicação mais assertiva, envolvente, inspiradora e didática, que ajuda a organizar as ideias e o conteúdo, além de gerar expectativa e segurar a audiência”, afirma Tathiane.

O quinto passo é a Chamada para a Ação. “Neste momento eu gosto de chamar as pessoas para o desafio de compartilhar, escrever o que entenderam, enviar dúvidas, mandar sugestões, por exemplo. A interação do público é muito importante e transformar a live em um bate-papo dinâmico pode enriquecer a conversa e atrair mais pessoas”, ensina Deandhela.

O sexto passo é o Recado Final. “É o momento de agradecer, falar sobre novidades, chamar para outras lives, pedir sugestões de temas, enviar brindes entre outros. É a hora de fidelizar o seu público”, afirma a especialista

O sétimo e último passo é a Despedida. “Agradecer a atenção, elogie as perguntas enviadas, a interação do público, leia os comentários em voz alta, faça com que as pessoas se sintam valorizadas”, diz Deândhela.

“É importante ter uma agenda, sempre no mesmo horário, para anunciar os próximos assuntos. Isso mantém os seguidores informados e empolgados com as próximas novidades. E praticar, em frente ao espelho, pode ser uma ótima dica para ir perdendo a timidez e desenvolver a habilidade de falar em público. Afinal, quem sabe faz ao vivo, já diria o apresentador Faustão”, finaliza a especialista.

Tathiane Deândhela é palestrante internacional e especialista em produtividade, marketing, negociação e liderança com formação em universidades como FGV, Harvard, Atlanta e Ohio. Como especialista em Produtividade escreveu o best-seller: “Faça o tempo trabalhar para você”, que já está na 5ª edição e em junho lança “Faça o tempo enriquecer você”.

Foto: pxfuel

 

5 elementos de liderança estratégica para impulsionar o novo normal

5 elementos de liderança estratégica para impulsionar o novo normal
5 elementos de liderança estratégica para impulsionar o novo normal

Como conter a crise e preservar toda a cadeia de valor da sua empresa? De que forma preparar a retomada e reconhecer as oportunidades com os diversos envolvidos? Como desenvolver um mindset da liderança estratégica voltada a este novo normal? Em tempos de reuniões via chats e hangouts, os esforços dos líderes e gestores devem estar centrados nestes desafios.

Conforme a psicóloga e consultora organizacional Léia Wessling, conselheiros de Administração, CEOs e executivos vinculados à estratégia precisam alinhar seu mindset de liderança em torno da retomada e das oportunidades. Autora do Livro Mindset - Liderança Estratégica, ela destaca os cinco elementos-chave neste processo. Confira!

1 - Pipeline da liderança

A amplitude de responsabilidades da liderança é mais sentida e vivenciada durante e após a crise. A gestão de stakeholders é somada à de pessoas. Assim, o expectro da gestão tende a sofrer um alargamento significativo, diminuindo o distanciamento com aqueles que formam a rede de relacionamentos da empresa. No novo normal, todos vão para a mesa de reuniões mais frequentemente e os impactos sofridos por um são rapidamente sentidos e apoiados pelos demais.

2 - Confiança

Tão importante quanto o que a empresa faz é quem ela é. Por isso, os pronunciamentos e atitudes das lideranças empresariais passam por uma avaliação rápida de seus colaboradores, parceiros, consumidores e clientes. No novo normal, não há com proteger sua reputação, apenas viver a sua integridade. Propósito, valores e relevância se tornam ainda mais importantes.

3 - Intenção estratégica

Os cenários incertos trazem dúvidas e novos questionamentos para a liderança empresarial. Processos de formulação e planejamento estratégico passam a se pautar na visão de seus stakeholders. Chats, diálogos abertos e interferências externas ao seu usual planejamento devem ser incoporados ao mindset da liderança estratégica.

4 - Tomada de decisão

As decisões centralizadas recebem cada vez menor credibilidade e confiança, uma vez que os espaços de participação e colaboração estão se ampliando com grande velocidade. Decisões que privilegiem o ganha-perde serão, cada vez mais, identificadas e rejeitadas. A tomada de decisão é continuamente revisitada, na medida em que novas pessoas e variáveis vão se integrando aos fatos. Não há constância no novo normal, exceto a da reinvenção constante.

5 - Metas e resultados

Conquistas econômicas representam conquistas sociais e ambientais. Se não for desta maneira, o sistema entra em colapso. O mundo sistêmico, que existe desde a origem do universo, vem pressionando as lideranças a fortalecerem suas conexões e compartilharem mais amplamente seus resultados e conquistas. Não se trata de escolher entre isso ou aquilo, mas de integrar os elementos para um benefício comum. Se um perde, todos perdem. O que estamos dispostos a perder e a ganhar juntos?

Divulgação/Léia Weslling
Divulgação/Léia Weslling

 

Trabalhar de casa é melhor para o meio ambiente?

Trabalhar de casa é melhor para o meio ambiente?
Trabalhar de casa é melhor para o meio ambiente?

Em pesquisa conduzida a pedido do GoTo by LogMeIn, 77,6% dos brasileiros dizem acreditar que o home office ajuda a reduzir a poluição
No último dia 5 de junho, foi comemorado o Dia Internacional do Meio Ambiente e, diante disso, a LogMeIn, Inc. divulga os resultados de sua pesquisa “Trabalhadores Ecologicamente Conscientes” encomendada pelo GoTo by LogMeIn e conduzida pela OnePoll. O levantamento mapeia os hábitos dos trabalhadores de escritório em todo o mundo, incluindo o Brasil, e foi realizado nas últimas três semanas de março. Em destaque estão os impactos positivos da implementação do trabalho remoto no meio ambiente.

Curiosamente, quando perguntados de que maneira o home office poderia beneficiar suas vidas, a maioria dos mais de 2250 respondentes da pesquisa em nível global citaram o fato do trabalho em casa ajudar a reduzir a emissão de gases poluentes, reduzindo, assim, o impacto ambiental que produzem. No Brasil, este é o principal benefício para 77,6% dos trabalhadores consultados.

Os trabalhadores de escritório brasileiros gastam, em média, 50,32 horas por dia no trânsito até o trabalho. A maioria deles, de carro (66,67%) ou transporte público (27,11%), o que faz com que grande parte dos brasileiros (88,4%) digam estar frequentemente preocupados em relação ao impacto ambiental que causam durante o deslocamento para o trabalho – 49,2% dizem até se sentir culpados por conta disso.

Além de ajudar no meio ambiente, a pesquisa revela que o trabalho remoto também é solução para diversos outros desafios do dia a dia dos brasileiros, incluindo: a possibilidade de adotar uma agenda mais flexível (76,80%); economia de dinheiro com transporte e cuidados das crianças (44%); melhor qualidade de vida e felicidade (54%); e, até, aumento na produtividade (56,8%).

"É bastante interessante observar que 77,6% dos trabalhadores de escritório consultados no Brasil acreditam que trabalhar de casa é uma das maneiras mais eficazes de ajudar o meio ambiente", pontua Vanessa D'Angelo, Head de Marketing para a LogMeIn na América Latina. "Na LogMeIn, trabalhamos para tornar a implementação do trabalho remoto cada vez mais fácil e acessível para que empresas de todos os tamanhos possam repensar seu impacto ambiental e melhorar a qualidade de vida de seus colaboradores sem perder a produtividade".

Para mais informações sobre a família de soluções para comunicação unificada e colaboração do GoTo By LogMeIn, acesse: https://www.goto.com/pt

 

Foco no mercado: como o outplacement é benéfico para empresas e profissionais?

Foco no mercado: como o outplacement é benéfico para empresas e profissionais?
Foco no mercado: como o outplacement é benéfico para empresas e profissionais?

Entenda como o serviço cria um ambiente de trabalho saudável

Você já passou por uma demissão traumatizante? Talvez tenha vindo em péssima hora, ou quem fez o desligamento fez a situação parecer horrível. Esse tipo de coisa acontece e pode dificultar muito a busca por um novo emprego. É para isso que serve o Outplacement, serviço de recolocação no mercado.

“Quando um profissional é desligado da empresa, é preciso que o RH tenha um grande cuidado para se preparar e auxiliar o demitido, a fim de não prejudicar sua carreira no futuro”, afirma Madalena Feliciano, gestora de carreira e CEO da Outliers Careers e IPCoaching.

É comum que as próprias empresas contratam o serviço de Outplacement para dar o auxílio necessário ao profissional desligado, independente de qual caminho desejará seguir: tentar outra vaga no ramo, montar seu próprio negócio ou então iniciar uma nova carreira.

Entre as principais atividades do Outplacement, estão: orientação sobre o processo de demissão, otimizar a política de recursos humanos na empresa, aprimorar as relações trabalhistas, analisar o perfil do ex-funcionário e elaborar um plano de carreira para este, acompanhando todo o processo de recolocação no mercado.

“O serviço de Outplacement beneficia tanto a empresa quanto o profissional específico que será desligado, lidando com tudo que envolve o processo, criando um ambiente saudável”, conta Madalena.

Cada vez mais práticas saudáveis que beneficiam o mercado são criadas, direcionando profissionais para o local de trabalho mais adequado e fortalecendo a competitividade qualitativa.

Madalena Feliciano / Gestora de Carreira e Hipnoterapeuta / https://madalenafeliciano.com.br/

Madalena Feliciano
Madalena Feliciano

 

Mercado de ações caminha para a popularização entre os brasileiros

Mercado de ações caminha para a popularização entre os brasileiros
Mercado de ações caminha para a popularização entre os brasileiros

Segundos informações da B3, apenas em março foram 223 mil novos investidores, mesmo com cenário de queda no valor das ações

Uma análise da evolução dos investidores de pessoas físicas da B3, de abril, mostrou que o investimento em rendas variáveis está cada vez mais popular entre os brasileiros. A pesquisa mostra um aumento de 400 mil investidores apenas no primeiro trimestre de 2020, apenas em março, foram 223 mil novos investidores sendo que, 30% deles aplicaram menos de R$ 500. Esse comportamento ascendente vem sendo registrado desde o início de 2019, quando a quantidade de CPFS fechou em 1,4 milhões, o dobro de 2018, quando tinham 700 mil CPFs negociando ações pela B3.

Entre os anos de 2011 a 2017 a média foi de 500 mil, e hoje chegou a marca histórica de 2,3 milhões de CPFs. Para o agente autônomo de investimentos, sócio da Vertente Capital, Marcelo Estrela, os números mostram que os brasileiros estão voltando seus olhos para esse segmento e entendendo melhor como funciona o mercado de rendas variáveis. Prova disso está também na variação do tipo de aplicação, a análise mostrou que em 2016, 78% de pessoas físicas detinham somente ações. Em 2020 esse número caiu para 54%, quando outros produtos passaram a integrar as carteiras, como os investimentos em fundos imobiliários. Além disso, 48% das pessoas físicas tem hoje 5 ou mais ativos em carteira. Em 2016 essa base representava apenas 26%.

Nem mesmo o cenário de pandemia, momento em que os valores das ações oscilaram, afastou os brasileiro. “Podemos concluir que o brasileiro está mais bem informado. Se observarmos em que tipo de ações eles estão investindo, vamos perceber que estão concentrados em empresas sólidas, com boa capacidade de recuperação depois da crise na saúde”, detalha Estrela. A baixa taxa de juros, hoje em 3% ao ano, também favorece as aplicações.

Vale lembrar que em 2008 a taxa Selic ultrapassou 14% ao ano, impactando diretamente nos rendimentos. “Atualmente, mesmo que as margens de lucros das empresas sejam menores, é factível que no médio prazo os rendimentos obtidos através de dividendos sejam superiores àqueles que seriam obtidos através de uma aplicação conservadora como o Tesouro Selic”, esclarece.

Estrela reconhece também o trabalho dos bancos especializados no sentido de facilitar o acesso das pessoas à informação de qualidade. "O BTG Pactual, por exemplo, têm feito um belíssimo trabalho nesse sentido em seus canais do Youtube e Spotify. Como eles possuem uma plataforma aberta de investimentos, eles conseguem reunir gestores de recursos independentes, economistas de respaldo internacional e figuras públicas, e isso contribui com a população que está interessada, mas não tem a expertise”.

Tratando-se de Goiás, o comportamento também segue a tendência ascendente apresentada no quadro nacional. Em abril, a B3 registrou mais de 55 mil investidores individuais goianos, ocupando o 9º lugar do Brasil no ranking do mês. Em 2019, no mesmo período, a quantidade pessoas físicas goianas no mercado era de 36 mil,

Para Estrela o potencial brasileiro de investimento ainda pode ser muito mais explorado, considerando que existe muita dificuldade por parte das pessoas em entender o funcionamento do mercado de ações. “Dada a dificuldade em utilizar home broker (sistema de pregão eletrônico), casas como o BTG Pactual trabalham para apresentar soluções que minimizem esse problema. O objetivo dessas soluções, é facilitar o lançamento de ordens de compra na bolsa de forma automatizada. O usuário poderá apenas determinar valor que se pretende comprar, dentro das opções oferecidas pela corretora”.

Mercado de ações caminha para a popularização entre os brasileiros
Mercado de ações caminha para a popularização entre os brasileiros

 

Próximo
Mostra mulheres do audivisual" exibe online 25 longas e 13 curtas

Jun/12 ate Jul/13 - "Mostra mulheres do audivisual" exibe online 25 longas e 13 curtas"

Inffinito Film Festival apresenta 38 produções nacionais…
Comemoração a Independência dos Estados Unidos

04 de julho: Comemoração a Independência dos Estados Unidos

O feriado americano de 4 de Julho é dia de comemorar a…
BDO Song Festival 2020

Jul/17 - BDO Song Festival 2020

"O primeiro festival de música on-line para brasileiros que…
“Labor Day", o Dia do Trabalho nos Estados Unidos

Set/07 - “Labor Day", o Dia do Trabalho nos Estados Unidos

O “Labor Day”, o Dia do Trabalho nos Estados Unidos,…
Está confirmado o Festival de Pompano deste ano, porém sem a presença de Milton Nascimento

A banda Smash Mouth confirma participação no Festival de Pompano deste ano

Pompano Beach, dia 8 de maio de 2020Em nota o organizador…

Videos

CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR O VÍDEO

 

Karmel Bortoleti

Making of do ensaio fotográfico de Karmel Bortoleti para a editoria fashion da edição de abril de 2017 da Acontece Magazine


Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017

Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017


Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico com as modelos Cate Chant e Flavianny Nassimbeni para a editoria Fashion da edição de maio de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Making Of Abril 2016

Ensaio fotográfico com Karmel Bortoleti para a editoria Fashion da edição de abril de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de fevereiro de 2016 da Acontece Magazine


Making Of Janeiro 2016

Making of do ensaio fotográfico para a capa e a editoria fashion da edição de janeiro de 2016 da Acontece Magazine com a participação da modelo Andrea Méndes Arroio


Making Of Dezembro

Acontece Magazine Making of de Dezembro 2015




Our website is protected by DMC Firewall!