btn facebook  btn youtube  btn twitter  btn google plus  acontece instagram

 

Acontece Magazine
btn facebook   btn youtube   btn twitter  btn google plus  acontece instagram
acontece logo darkred

Feriados no Brasil em 2017 X Turismo

Brasília
Brasília

Sob a ótica da entidade, em atenção à oportuna manifestação pública de Ricardo Roman sobre o tema em pauta, a Abav-SP enviou outros dados e considerações à produção do Jornal Nacional, reproduzidos a seguir. São argumentos, segundo Balsamão, voltados à necessária conscientização de todos sobre a importância econômica e social do Turismo, "um setor estratégico para o desenvolvimento sustentável do Brasil", conclui.
A matriz econômica do Turismo impacta direta e indiretamente outros 52 setores. Entre eles, a construção civil, que é diretamente impactada com a construção e a reforma de hotéis, resorts, pousadas, hostels e até mesmo de imóveis particulares, preferencialmente locados de maneira regulamentada para atender parcela da demanda turística. Do mesmo modo, a construção e a reforma de estradas, aeroportos e outras obras de apoio, a serviço da mobilidade, são impulsionadas com o Turismo. Alimentos e bebidas; meios de transporte (contemplando todos os modais, incluindo a locação de automóveis, táxi e Uber, além do transporte em ônibus, vans, aviões, navios etc); tecnologia da informação e comunicação (cada vez mais presente no desenvolvimento do setor e embarcada em todos os elos da cadeia de valor); telecomunicação, entre vários outros, além do próprio varejo, podem ser melhor favorecidos com o aumento da demanda por vestuário, artesanato, ingressos para shows, espetáculos, parques temáticos, parques naturais etc.
De acordo com a Organização Mundial do Turismo, para 2020, a entidade acredita que 1,5 bilhão de pessoas gastarão cerca de US$ 2 trilhões por ano, ou cerca de US$ 5 bilhões por dia, não incluídos nesse total os investimentos em Equipamentos Turísticos (Hotéis, Resorts etc).
Em âmbito mundial, o Turismo chega a responder por 1 posto de trabalho para cada 9 integrantes da População Economicamente Ativa (PEA). No Brasil, esta proporção é de 1 para 11. Portanto, sabendo que o Turismo lidera o ranking mundial na geração de empregos, estimular a atividade (especialmente com o legado da Copa e da Olimpíada, eventos que deram ampla visibilidade midiática ao Brasil) tende a contribuir com a redução do índice de desemprego que assola o país.
A economia do turismo chega a representar 54,7% do PIB das Bahamas e 95,3% das Ilhas Virgens Britânicas. Nos EUA, a maior economia do planeta, com o PIB mais de 18 vezes maior que o do Brasil, o turismo represente respeitáveis 10,8%, o equivalente a US$ 1,339 trilhões, exatamente o dobro de todo a economia brasileira.
O setor de turismo é altamente intensivo em trabalho em comparação com o restante da economia, que se caracteriza por ser intensiva em capital. Enquanto a economia brasileira aloca cerca de 58% das suas remunerações para o capital, tal valor é de apenas 13% no setor de turismo.
Por fim, o Turismo contribuiu com a formação da cidadania; uma vez que valorizar atrativos naturais e culturais nativos, que atraem os turistas, geram receitas e empregos. "Além de contribuir com o resgate da autoestima; fator motivacional indispensável ao aumento da produtividade e competitividade", finaliza Balsamão.

Abav-SP se posiciona sobre feriados no Brasil
Na opinião de Marcos Balsamão, presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens de São Paulo, o aumento previsto de 5% a 6% na movimentação do turismo doméstico em 2017 tem como fator de estímulo, além dos nove feriados prolongados, a qualidade da oferta de pacotes turísticos "com preços e condições comerciais compatíveis ao perfil da demanda, devido às negociações realizadas pelas operadoras turísticas com os fornecedores", avalia.
"Tomando por base o dado disponível sobre a participação direta do turismo no PIB brasileiro em 2015, que foi de 3,5% (R$ 182 bilhões), o impacto econômico do crescimento previsto pela Abav deve representar aumento de, no mínimo, R$ 9,1 bilhões a R$ 10,9 bilhões para economia nacional em 2017". Em consulta à área técnica do Ministério do Turismo, a Abav-SP obteve uma estimativa ainda mais favorável. Ou seja, "o número que a área técnica trabalha é de movimentação da ordem de R$ 20 bilhões nos feriados, com exceção do Carnaval, Natal e Réveillon", informou a Assessoria de Imprensa da pasta comandada por Marx Beltrão.
Em referência direta à recente manifestação da Federação do Comércio (Fecomercio), que estimou a perda de R$ 10,5 bilhões para o comércio varejista por conta do calendário deste ano, Balsamão pondera: "vale lembrar que a economia do turismo é responsável por um a cada 11 empregos em âmbito global. Não faz sentido contrapor os setores [turismo e varejo], mas sim unir forças em favor da modernização das relações trabalhistas".
Fonte: Amigo - Comunicação Integrada
Foto: Brasília / Divulgação Embratur

 

Os rooftops mais badalados de Miami

Piscina principal do Rooftop no 1 Hotel South Beach
Piscina principal do Rooftop no 1 Hotel South Beach

Miami é uma cidade para curtir praia, shoppings, museus, restaurantes e também paisagens. Do alto dos rooftops ou coberturas de edifícios e hotéis luxuosos, a vista é privilegiada, exibindo uma das cidades mais bonitas do país. As baladas nos rooftops de Miami são garantia de encontrar boa música, gente bonita, menus variados e, para quem tem sorte, o sol se pondo de forma espetacular. Confira a seguir uma lista dos rooftops mais badalados da cidade.
Above Mayfair Pool Lounge
Assista a um espetáculo da natureza: o pôr do sol, direto do rooftop do Mayfair Pool Lounge, em Coconut Grove. O local também oferece free ioga aos sábados, às 8 PM.
Fifty Ultra Lounge W Miami
Outra opção para curtir uma noite com amigos é o rooftop do luxuoso W Hotel de Miami. Tanto faz curtir um dia ensolarado na piscina ou no nightclub até a madrugada. A vista é espetacular.
Area 31 at Epic Hotel
Para quem procura uma vibe diferente, o point é o Area 31 no Epic Hotel, em Downtown Miami, com uma vista surpreendente dos edifícios e da baía. Não deixe de observar os luxuosos iates estacionados pela área.
Pawn Broker no Langford Hotel
O mais novo rooftop de Miami fica no Langford Hotel, em Downtown Miami.
Rooftop at E11EVEN
Além de um ambiente moderno e sofisticado, o Rooftop at E11EVEN, que fica no coração de Downtown Miami, fica aberto até altas horas da madrugada e em alguns dias oferece música ao vivo, como o som bem brasileiro do Batuke Samba Funk.
Wet Willie’s
O rooftop Wet Willie’s tem apenas dois andares, mas com um ambiente muito agradável. Para quem gosta de frozen drinks de variados sabores, essa é uma ótima opção na Ocean Drive, em South Beach.
C-Level Rooftop Terrace
O rooftop do Cleveland é um cenário à parte em South Beach, com uma vista magnífica da praia e muita animação.
Highball at Dream Hotel
Se você busca um rooftop mais tranquilo e para relaxar ou namorar, não deixe de visitar o Highball, que fica a mais ou menos uma quadra do Cleveland, no Dream Hotel.
Juvia
Sofisticado e muito frequentado por brasileiros, o famoso restaurante Juvia, na Lincoln Road, é outro point de Miami. Apesar de o menu ter um preço um pouco mais alto que os demais, é um lugar que vale a pena conhecer.
Rooftop no 1 Hotel South Beach
A piscina e lounge do rooftop do 1 Hotel estão definitivamente entre mais luxuosos de SoBe. Com uma bela vista para o mar e atmosfera tranquila, a sensação é a de estar em outro país, mesmo para os residentes de Miami.

 

Os novos e coloridos salva-vidas de Miami Beach

A charmosa torre amarelinha de Miami Beach fica na rua 4
A charmosa torre amarelinha de Miami Beach fica na rua 4

Uma ideia criativa chegou a Miami Beach com o novo design das guaritas de salva-vidas espalhadas pela praia. Por enquanto foram apresentadas 4 guaritas novas com um visual moderno e colorido, desenhadas pelo arquiteto William Lane, em um projeto que comporta 35 estações de salva-vidas, no percurso que vai da 87th Street até South Pointe. De acordo com matéria no jornal “Miami New Times”, o projeto foi iniciado há cerca de 20 anos, na época da passagem do furação Andrew, em 1992. “O Andrew destruiu a maior parte das nossas torres e desde lá comecei a criar algo diferente e mais divertido”, afirmou Lane.
Logo após a passagem do Andrew, o arquiteto desenhou cinco modelos, e as próximas guaritas serão construídas baseadas nesses designs. Uma delas, por exemplo, tem a forma de um “mojito”, segundo o arquiteto.
As novas guaritas serão construídas com vidro de alto impacto, contra furações, e alumínio. O representante da prefeitura da cidade de Miami Beach Jimmy Morales elogiou a implantação das novas torres. “Somos reconhecidos no mundo inteiro pela característica icônica da nossa arquitetura. Nossas guaritas de salva-vidas hoje contarão uma bela história, além de prover a segurança do nossos banhistas”, afirmou.

Fotos: City of Miami Beach

Esta torre está localizada na rua 24 em Miami Beach
Esta torre está localizada na rua 24 em Miami Beach

 

Dinheiro de brasileiros ainda impulsiona economia da FL

Galleria Shops em Fort Lauderdale apresenta movimento normal
Galleria Shops em Fort Lauderdale apresenta movimento normal

Apesar da crise política e econômica que atinge o Brasil e causa, consequentemente, a alta do dólar, o Brasil ainda movimenta a economia da Flórida. O país continua em terceiro lugar no ranking de nações que mais visitam o estado. Segundo dados do Visit Florida, os turistas brasileiros gastaram 25% menos em 2015 quando comparado a 2014, mas, ainda assim, gastaram o montante de US$ 1,748 bilhão. Com a desvalorização do real, a busca por viagens internacionais caiu no Brasil e isso faz com que os preços das passagens aéreas despenquem, com descontos de até 33% ou mais para trechos nos Estados Unidos (segundo dados do UOL Economia).
Passagens para Miami e Orlando chegam a custar menos de R$ 1,2 mil em trechos de ida e volta em determinadas datas e períodos. “Com a passagem mais barata, ainda compensa ir a Miami, mesmo que não dê para comprar tudo que desejamos. Os valores de produtos estrangeiros estão tão absurdos no Brasil, que ainda compensa viajar para comprar”, afirmou a advogada baiana Sameira Ferreira, que está de malas prontas para a vir à Flórida em julho. Com passagens mais baratas, a solução é buscar hotéis mais econômicos e passeios mais em conta - tudo é válido para não deixar de vir a Miami.
Os setores que trabalham com turismo na cidade temiam uma queda brusca dos visitantes brasileiros com a desvalorização do real, mas o cenário não é tão desanimador. Em entrevista à BBC Brasil, o chefe de marketing e vice-presidente do Bureau de Convenções e Visitantes da Grande Miami, Rolando Aedo, afirmou que “mesmo com todas as dificuldades, vemos que os brasileiros estão se adaptando ao novo cenário e encontrando formas de continuar viajando”. Para Aedo, esse comportamento se deve “ao caso de amor que existe entre o Brasil e Miami”. Para não deixar de comprar, muitos visitantes estão buscando passeios grátis e visitas a parques e praias da cidade, evitando gastos extras. Outra forma de economizar é buscar casas de amigos que vivem em Miami ao invés de hotéis. Essas pequenas diferenças, aliadas a passagens mais baratas, fazem compensar continuar vindo a Miami neste momento atual.
O site especializado “Viagem a Orlando” ressaltou também essa mudança de comportamento do turista brasileiro nos shoppings e outlets famosos de Orlando e Miami. “Os dias de loucura de compras em outlets como o gigantesco Sawgrass Mills, com suas cinco avenidas que somam mais de 350 lojas, ficaram para trás em função da alta do dólar no Brasil. Lojas que ficavam verdadeiramente apinhadas de turistas brasileiros, como a Victoria’s Secret, agora apresentam um movimento normal, sem as filas que se formavam diante da loja até algum tempo atrás. E o português, que era praticamente a língua dominante nas avenidas do Sawgrass, agora deu lugar ao espanhol. Não que os brasileiros tenham deixado de ir à Flórida, mas agora chilenos, paraguaios e colombianos disputam lugar conosco”, disse o site. Mesmo pagando 3,5 vezes mais, a verdade é que o brasileiro é apaixonado por Miami e sempre dá um jeitinho para vir comprar e aproveitar do que a cidade tem de melhor para oferecer. E isso, sem dúvidas, vai muito além de perfumes, eletrônicos e roupas de grifes famosas. Basta olhar em volta.

 

Espaço verde em Wynwood

Maquetes digitais do projeto Wynwood Yard que está sendo projetado para inaugurar durante a semana de arte de Miami
Maquetes digitais do projeto Wynwood Yard que está sendo projetado para inaugurar durante a semana de arte de Miami

Um novo espaço verde super bacana será inaugurado em Wynwood, na 70 NE 29th Street. O Wynwood Yard, criado pela empresa de arquitetura RoyalByckovas, já é considerado uma “incubadora gastronômica” no bairro mais artístico de Miami. O arquiteto Ethan Royal está confiante no novo projeto. “O Wynwood Yard vai aproveitar da fama e burburinho do Art Basel e trazer essa grande novidade para a meca das artes.” No espaço verde estarão quatro opções de restaurantes, um bar e área externa. E nos primeiros seis meses, o espaço terá uma espécie de “casa-contêiner”, criada pela empresa Wyn-Box, que poderá ser alugada para festas particulares e eventos educacionais. “Esse protótipo de casa sustentável servirá para incentivar os visitantes do Wynwood Yard a conhecer e explorar espaços compactos e eficientes”.

Maquetes digitais do projeto Wynwood Yard que está sendo projetado  para inaugurar durante a semana de arte de Miami
Maquetes digitais do projeto Wynwood Yard que está sendo projetado para inaugurar durante a semana de arte de Miami

 

Próximo

Videos

CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR O VÍDEO

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico com as modelos Cate Chant e Flavianny Nassimbeni para a editoria Fashion da edição de maio de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Making Of Abril 2016

Ensaio fotográfico com Karmel Bortoleti para a editoria Fashion da edição de abril de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de fevereiro de 2016 da Acontece Magazine

Making Of Janeiro 2016

Making of do ensaio fotográfico para a capa e a editoria fashion da edição de janeiro de 2016 da Acontece Magazine com a participação da modelo Andrea Méndes Arroio

Making Of Dezembro

Acontece Magazine Making of de Dezembro 2015



Our website is protected by DMC Firewall!