btn facebook  btn youtube  btn twitter  btn google plus  acontece instagram

 

banner_acontece_top
Acontece Magazine
btn facebook   btn youtube   btn twitter  btn google plus  acontece instagram
acontece logo darkred
banner_acontece_top

Little Brazil abre nova filial em Hollywood

Little Brazil abre nova filial em Hollywood
Little Brazil abre nova filial em Hollywood

No restaurante Little Brazil, como o próprio nome já diz, você encontra um pedacinho do Brasil para matar a saudade da comida de casa. Aberto pela primeira vez em 2009, na Collins Avenue, em Miami Beach, o restaurante brasileiro já é tradicional na Flórida e, além da matriz, conta com mais dois restaurantes da rede: um em Boca Raton, aberto em 2016, e outro recém-inaugurado na cidade de Hollywood.
Nos restaurantes Little Brazil, a picanha é o prato mais vendido, mas o cliente também encontra um cardápio bastante variado, com excelentes opções de pratos com frango, frutos do mar, saladas, massas e outras delícias. Isso, sem esquecer de mencionar uma preciosa coxinha de frango, quitute que é o queridinho dos brasileiros.

Para a surpresa de muitos clientes, que associam restaurantes brasileiros ao churrasco, o Little Brazil já foi eleito o melhor restaurante de frutos do mar da região de Miami. Mas não é só com clientes brasileiros que o Little Brazil enche suas mesas. Americanos, hispânicos e turistas de várias nacionalidades apreciam os pratos do restaurante, principalmente pelo tempero saboroso sem ser picante e pelo toque brasileiro em cada prato. O Little Brazil é um restaurante brasileiro à la carte e cada prato é preparado com muito cuidado em cada detalhe.

A nova filial em Hollywood tem um espaço amplo e aconchegante que pode ser usado para a realização de pequenos eventos. “Hollywood é uma região residencial, mas com comércio intenso, com investimentos crescentes em hotelaria, cassinos e um turismo em plena expansão”, afirma Marcelo Guimarães, um dos executivos da rede. A intenção do grupo é crescer de forma sustentável, com planos de abrir mais 10 unidades até 2020.
A decoração do novo Little Brazil em Hollywood promove também o talento brasileiro, como explica o executivo. “Estamos mudando nossa decoração para tornar a experiência visual mais agradável aos nossos clientes e mais alinhada com o que é hoje o Little Brazil. Com esse projeto de expansão, começamos a perceber que estamos nos tornando influenciadores sobre a imagem do Brasil. Decidimos sair do cliché ‘Pão de Açúcar e Carnaval’ para mostrar um Brasil através dos nossos talentos em diversas áreas. Nossa decoração só exalta esses talentos”, afirma Guimarães.

O segredo do sucesso está no sabor, no aroma, na qualidade, no visual e até no som ambiente dos restaurantes, que compõem a experiência de estar em um pedacinho do Brasil em plena Flórida.

Salão principal da filial do Little Brazil, em Hollywood.
Salão principal da filial do Little Brazil, em Hollywood.

 

Aproveite o último mês das promoções gastronômicas da Flórida

O restaurante Los Fuegos no Hotel Faena em  Miami Beach também participa do Miami Spice
O restaurante Los Fuegos no Hotel Faena em Miami Beach também participa do Miami Spice

Ainda dá tempo de aproveitar do último mês das promoções gastronômicas na Flórida com os eventos Miami Spice, Dine Out Lauderdale e Flavor Palm Beach. Uma chance de visitar aquele restaurante sofisticado que você ainda não conhece e pagar um preço fixo e mais acessível. Conheça um pouco de cada um deles:

Miami Spice
O Miami Spice 2017 já faz parte do calendário oficial do condado de Miami-Dade e as promoções acontecem até o dia 30 de setembro. Mais de 250 restaurantes participam do evento este ano com ofertas do famoso three-course (entrada + prato principal + sobremesa) no jantar por menos de US$ 40 por pessoa. A promoção também é válida para o brunch (US$ 23). O preço não inclui imposto e gorjeta. Esse é o melhor momento para conhecer os restaurantes que ainda estão no seu wish list e pagar um preço bem mais acessível por isso.
Para a lista de restaurantes que participam do Miami Spice visite miamiandbeaches.com

Dine Out Lauderdale
Durante seis semanas a cidade de Fort Lauderdale oferece o Dine Out Lauderdale para residentes e visitantes com a participação de mais de 35 restaurantes top e chefs renomados. No menu, o three-course (entrada, prato principal e sobremesa) por um valor fixo de US$ 36. As promoções acontecem até o dia 30 de setembro
Para a lista de restaurantes que participam do Dine Out Lauderdale visite sunny.org/dineout


Flavor Palm Beach
A região do condado de Palm Beach também tem o seu evento gastronômico do ano. Até o dia 30 de setembro, você pode aproveitar de promoções nos menus de mais de 50 restaurantes e bistrôs de cidades do condado. Restaurantes de Jupiter a Boca Raton oferecem almoço e jantar a preços fixos. O almoço ou three-course lunch custa US$ 20 e o jantar entre US$30 e US$ 45 por pessoa. Um grande oportunidade de conhecer o restaurante que você sempre sonhou, sem ter que esvaziar o bolso por isso.
Para a lista de restaurantes que participam do Flavor Palm Beach visite thepalmbeaches.com/top-event
Foto: Cortesia/Miamiandbeaches

 

Caroline Azar: a ‘dama de ferro do Paris 6’

Caroline Azar
Caroline Azar

Dizem que por trás de um grande homem sempre existe uma grande mulher. Pode parecer um ditado antigo, mas em muitos casos é a realidade. E esse ditado popular cabe perfeitamente para a entrevistada e capa desta edição da Acontece Magazine dedicada às mulheres. Ela é Caroline Azar: mulher, esposa, mãe e administradora de empresas. Administradora de uma das redes de restaurantes mais respeitadas e famosas do Brasil, o Paris 6, que agora tem a sua primeira filial internacional em Miami. Conheça a história dessa paulistana, que simboliza a mulher moderna e independente de hoje, mas sem deixar nunca de ser, acima de tudo, feminina.

Carol, como você iniciou a sua vida no mundo dos negócios e tornou-se, ao lado de seu marido, Isaac Azar, dona de um dos restaurantes mais famosos do Brasil?
Sou formada em administração de empresas e tenho pós-graduação em administração de recursos humanos pela FAAP. Comecei a trabalhar no Paris 6 no segundo semestre de 2008 para ajudar o Isaac a enfrentar os efeitos da forte crise mundial de 2008. Na ocasião, o Isaac tomou uma difícil decisão estratégica de reduzirmos nosso tamanho para nos organizarmos e voltarmos a crescer. Tínhamos então duas outras marcas de restaurantes e um outro diretor financeiro no grupo. Nos concentramos apenas com o Paris 6, com todo o departamento financeiro sob minha gestão.

Com uma vida profissional intensa no Brasil, por que vocês decidiram vir morar nos EUA? O que motivou essa decisão?
Decidimos em julho de 2015, quando viemos ver como estava a obra do restaurante. Como seria a nossa primeira filial internacional, decidimos acompanhar de perto este novo projeto, mas não posso deixar de dizer que a falta de segurança no Brasil foi um fator importante para a nossa decisão.

Por que vocês escolheram Miami para abrir a primeira filial internacional do Paris 6?
Miami é considerada por nós um ponto estratégico para a internacionalização da marca. A marca Paris 6 já tem um apelo muito grande entre os turistas brasileiros no Brasil. O fato de Miami ser um dos destinos internacionais mais buscados por brasileiros, com certeza pesou muito em nossa decisão. Outro fato também relevante é a proximidade de Miami como hub para outros destinos nos EUA e na Europa.

Você imaginou que um dia se tornaria dona de um dos restaurantes mais famosos do Brasil e que agora já está com uma filial no exterior?
Não me vejo como dona, mas sim como parte de uma grande família, com mais de 1,5 milhão de seguidores nas redes sociais e mais de 1 milhão de clientes servidos por ano. O Paris 6 tornou-se um fenômeno nacional e agora começamos a alçar voos internacionais. Mas acima de tudo prevalece a gratidão a todos aqueles que sempre acreditaram no nosso trabalho. É com esse pensamento e com muito planejamento que tomamos a decisão de abertura de cada novo Paris 6.

Como é o seu dia a dia na administração familiar e empresarial?
Eu começo o meu dia levando as meninas até o ponto de onde sai o ônibus para a escola delas e depois volto para casa para trocar o meu pequeno e levá-lo para a escola. Três vezes por semana trabalho em esquema home office, de casa, e nos outros dois dias me organizo para trabalhar in loco, no Paris 6. Aos sábados pratico yoga. Aos finais de semana é quando aproveito para passear com as crianças, ir ao cinema com o Isaac, ir ao cabeleireiro, supermercado, enfim, coisas simples, mas que me fazem muito feliz.

Você sempre foi responsável pela administração financeira dos restaurantes Paris 6 no Brasil. E agora, vivendo fora, como fica essa logística?
Já se foi o tempo em que contávamos com um pequeno departamento financeiro que podia ser tocado somente por mim. Desde 2013 o Isaac trouxe para o grupo nosso agora sócio José Bueno. Ele atua como CEO, com uma central de inteligência com sede em São Paulo. Contudo, jamais me afastei da controladoria financeira. Desde a abertura em Miami, além de controlar o grupo, acompanho de perto a gestão do Paris 6 Miami.
Você e o Isaac dividem as responsabilidades do Paris 6? Como é essa relação de casamento e trabalho?
O Isaac inventou essa alcunha de “dama de ferro do Paris 6”. Seu respeito e admiração por mim é o que nos uniu, quando nos conhecemos na faculdade. O caminho natural seria um dia passarmos a trabalhar juntos. Isso ocorreu em um momento de crise financeira. Depois disso, nunca mais nos separamos. Ele foca no público, e eu, nas contas. Mas sempre conversamos sobre tudo em casa. Ele é meu melhor amigo. E sei que sou sua melhor amiga, também.

Com tanta responsabilidade, como fica o tempo para ser mãe de 3 filhos nos Estados Unidos?
Ser mãe no Brasil e ser mãe nos Estados Unidos são duas realidades totalmente opostas. Vejo muitos latinos que chegam em Miami e tentam se adaptar à vida vivida aqui. O custo disso é financeiramente muito elevado e socialmente muito complicado. Enquanto no Brasil é normal para uma mãe de classe média possuir assistência de babás, empregadas domésticas e até motorista particular, nos Estados Unidos o sistema nos leva a outra realidade. A América é um país de oportunidades para aqueles que jogam as regras do jogo. Por mais que me doe como mãe —e a falta de segurança no Brasil potencializa o sentimento de proteção sobre nossos filhos— a vida por aqui nos obriga a darmos mais independência na educação. As meninas usam ônibus para ir e voltar da escola, e quando chegam em casa ainda ajudam com o pequeno. Isso porque elas também já perceberam meu papel fundamental nos negócios da família. Todo mundo faz sua parte, e estamos cada vez mais unidos.

Como você se relaciona com a mídia? Prefere o backstage aos holofotes?
Esta é minha primeira entrevista. Não gosto desse negócio de holofotes. A exposição pode ser muito ingrata. Na divisão das responsabilidades, o Isaac sempre se colocou à frente de tudo o que se relaciona com imprensa e clientes.

Você é um exemplo de mulher, empresária, esposa, mãe. Acredita que a mulher tem essa dádiva de ser multifacetada?
Eu iria além. As mulheres são tão incríveis, que quando se deparam com situações em que aparentam haver sido derrotadas, ressurgem do inusitado, tirando forças de onde se acredita não existir mais nada.

Como você lida com a questão de estar 24 horas no ar, já que o Paris 6 é conhecido por funcionar 24 horas por dia?
Essa é uma pergunta muito interessante. Na realidade, quando abrimos o primeiro Paris 6 em São Paulo, em 2006, implantamos desde o início o funcionamento 24 horas. Com o passar dos anos, a fama pegou, principalmente por ser São Paulo uma cidade com muitas programações culturais, que se estendem até altas horas. Contudo, à medida que fomos expandindo pelo Brasil, percebemos que o público da madrugada nem sempre corresponde ao padrão verificado em São Paulo. É importante lembrar que o Paris 6 não é um bar ou uma balada, mas sim um bistrô, onde as pessoas se encontram e curtem um ambiente com decoração vintage, remetendo à Paris dos anos 20, acompanhado de boa música e gastronomia deliciosa. Atualmente, somente o Paris 6 Classique (nossa primeira casa, em São Paulo) e o Paris 6 Rio ficam abertos 24 horas. Quem sabe, quando abrirmos em Nova York, onde a vida cultural noturna também é intensa, possamos também abrir mais um Paris 6 24 horas. Ainda assim, mesmo nas casas que não são 24 horas —como Miami, BH, Porto Alegre e Campinas—, funcionamos até tarde. Atendemos sempre até o último cliente que esteja sóbrio o suficiente para curtir o charme do Paris 6! (risos)

Ainda que seja até altas horas, seu marido atende a um público essencialmente feminina e deve voltar tarde para casa. Você se considera uma mulher ciumenta? Como lida com isso?
Sim e não. Eu acho que nós mulheres temos um sexto sentido apurado e sabemos quando uma mulher mal-intencionada se aproxima do nosso marido. Eu confio no Isaac, sei que quando está trabalhando é sempre muito atencioso e respeitador com o público em geral.

O Paris 6 também é muito conhecido por seus pratos homenageando os artistas. Como é feita essa escolha?
Nesses mais de 10 anos da marca Paris 6, talvez nossa maior fama seja pelo apoio que damos às artes. Todos os anos investimos centenas de milhares de reais nos apoios culturais. No ano passado, em 2016, demos nosso passo mais arrojado, com a abertura do Paris 6 Burlesque, na rua Augusta, em São Paulo. Nessa casa, além do bistrô, possuímos um teatro com mais de 300 lugares, remetendo a um cabaré de luxo. Tudo isso para dizer que, com tamanho apoio cultural, seria impossível não ter entre nossos clientes centenas de artistas. Muitos deles acabaram tornando-se amigos do Isaac. Acho graça quando toca o telefone do meu marido e aparece no seu visor nomes como o de Glória Menezes, Christiane Torloni e Wolf Maya. Mas o Isaac é meio “doido”, mesmo! (risos). Trata isso com muita naturalidade. E com frequência chega em casa de madrugada contando com quem esteve e que prato criou para aquela pessoa. Somando 10 anos de Paris 6, temos hoje mais de 300 pratos com homenagens. Finalmente, em 2017, pretendemos transformar essas receitas em livro.

É verdade que o Paris 6 tem um prato com seu nome também?
Coisas de Isaac. Ele criou um Creme de Tomate com Concchiglie recheado de queijo de cabra, em comemoração à nossa viagem a St-Tropez, quando fizemos 10 anos de casados, em 2011.

Alguma novidade do Paris 6 que você possa revelar para a Acontece Magazine?
Já que essa é minha primeira entrevista, vou surfar na onda que seria do Isaac e aproveitar para anunciar em primeira mão que, neste ano de 2017, além das aberturas do Paris 6 em Brasília e em Goiânia, estão muito adiantadas as negociações para abrirmos também em Curitiba. No total, até dezembro, serão pelo menos 5 novas casas pelo Brasil, somando-se às 9 já existentes (4 em São Paulo, uma no Rio, uma em Porto Alegre, uma em Brasília, uma em BH e uma em Campinas).

Uma frase que sintetize o seu momento hoje.
Prefiro sintetizar em uma única palavra, “leveza”. Eu entendo “leveza” como o estado de espírito conquistado através de uma escolha que acreditamos ser a certa. Independente das adversidades encontradas pelo caminho, o estado da “leveza” me mantém firme e serena, acreditando que tudo está certo e que o momento de adversidade, esse sim, é passageiro.

 

Isaac e Caroline Azar, o casal Paris 6
Isaac e Caroline Azar, o casal Paris 6

“A alma feminina do Paris 6”
Certa vez, caminhando pelo Shopping Iguatemi com minha filha mais nova, fui abordado de longe por uma famosa atriz. Em voz alta ela me chamava: “Paris 6, Paris 6, espera um pouco, quero fazer uma reserva para hoje à noite.” Minha filha, então com 6 ou 7 anos de idade, me perguntou por que aquela atriz me chamava pelo nome de Paris 6, e não pelo meu nome. Dei risada. Afinal, esse já tinha se tornado um fato comum. Não foi a primeira vez, e tampouco seria a última, que alguém me chamaria pelo nome da marca que criei, há quase onze anos.
De lá para cá, muita coisa aconteceu. Foram dias de luta e dias de glória. Dias para sorrir e dias para chorar. Não costumo olhar para trás, porque sei que a história pela frente será tão ou mais rica em altos e baixos. Tenho que estar leve e focado, para lutar e garantir que os maus momentos sejam sobrepostos pelos bons, garantindo vida longa a um trabalho feito com tanto amor e carinho.
Tudo isso, quem me conhece minimamente já sabe. O que pouca gente sabe, e que pela primeira vez vem a público através desta reportagem, é que por trás de tanta garra e determinação existe uma alma feminina.
Centenas de artigos já foram escritos sobre o Paris 6. Mas jamais nossa alma feminina esteve em foco. Esse é um motivo pessoal de orgulho e admiração pela revista Acontece Magazine dedicando a matéria de capa do mês das mulheres à minha fiel companheira. Afinal, se não fosse por ela, o Paris 6 dificilmente seria o que é. Parabéns a todas as mulheres, e em especial parabéns à minha amada esposa, Caroline Azar, a Dama de Ferro do Paris 6!
Por Isaac Azar - Fotografia: Angelica Konrad - Cabelo e maquiagem: Dafne Evangelista

 

'Mais Você' estreia terceira temporada de Super Chefinhos

Os Super Chefinhos (Mel Maia, Valentina Francisco, Marjorie Bernardes, Isadora Ferreira, Vitor Figueiredo, Lucas Hernandes e Gabriel Palhares)
Os Super Chefinhos (Mel Maia, Valentina Francisco, Marjorie Bernardes, Isadora Ferreira, Vitor Figueiredo, Lucas Hernandes e Gabriel Palhares)

As crianças irão invadir a cozinha do ‘Mais Você’. Ana Maria Braga e o Louro José receberão uma turma animada para a terceira temporada do 'Super Chefinhos', versão infantil do famoso reality culinário do matinal. Desta vez, quem irá comandar o espaço são sete jovens aprendizes: os atores Mel Maia (13 anos), Gabriel Palhares (9 anos), Vitor Figueiredo (11 anos), Marjorie Bernardes (9 anos), Lucas Hernandes (10 anos), Isadora Ferreira (9 anos) e Valentina Francisco (11 anos). Durante uma semana, os artistas mirins com idades que variam entre 9 e 13 anos têm aulas de culinária com chefs renomados e aprendem de tudo um pouco: aulas e workshops sobre massas, carnes, hambúrguer, lanches, doces, cupcakes, além de dicas de como manusear, com segurança, os apetrechos que facilitam a vida na cozinha.

Em sua terceira temporada, o 'Super Chefinhos' tem todas as características de um reality: convivência, provas e eliminações. Além de conhecer melhor como funciona a rotina de uma cozinha, eles aprendem novas receitas e precisam colocar em prática os ensinamentos durante as provas, que decidem quem segue e quem deixa a competição. Durante todo o reality, caberá a um júri variado experimentar os quitutes preparados pela criançada. Depois de cada prova, os pratos e habilidades são avaliados, e dois minichefs se despedem do programa. Angélica Campos diretora do quadro, afirma que as dicas, o aprendizado e a brincadeira dão o tom da temporada. As crianças do 'Super Chefinho' trazem alegria para a cozinha. Elas se divertem muito, são extremamente atentas a todas as aulas e dicas dos chefs e adoram experimentar sabores que não conhecem. Ver o companheirismo delas nas provas e a determinação para apresentarem o melhor prato é muito legal e inspirador”, declara.  

A terceira edição do Super Chefinhos tem direção de Angélica Campos. O ‘Mais Você’ tem direção geral de Vivi De Marco e Frederico de Oliveira. O reality culinário vai ao ar no canal internacional da Globo a partir desta quarta-feira, dia 4, nas Américas, Europa e África, e quinta-feira, dia 5, no Japão e Austrália.

Crédito: Globo /Cesar Alves

 

Onde jantar ao ar livre em Miami? Descubra aqui

O Juvia South Beach continua sendo um dos favoritos
O Juvia South Beach continua sendo um dos favoritos

Miami é o tipo de cidade que nos convida a estar ao ar livre e aproveitar a brisa do mar, o calor e a sombra dos coqueiros espalhados pela cidade. Além do dia, a noite em Miami também é convidativa para um jantar sob as estrelas e há muitas opções de restaurantes que oferecem espaços agradáveis para isso. Veja algumas dicas de onde jantar ao ar livre em Miami.
Juvia South Beach
Localizado no edifício 1111, na Lincoln Road, o Juvia é um dos queridinhos dos brasileiros que visitam ou moram em Miami. O restaurante oferece uma das vistas mais espetaculares da cidade. Com ambientes internos e externos, um jardim vertical e vista panorâmica de Miami (desde a praia até a Biscayne Bay e Downtown), o restaurante faz o cliente se sentir no topo do mundo. No menu, uma mescla de culinária francesa, asiática e latina.

The Café at Books & Books
Uma mistura de restaurante ao ar livre e livraria. O The Café at Books & Books é uma ótima opção para almoço e jantar em diferentes pontos da região de Miami: há filiais em Coral Gables, Lincoln Road ou Adrienne Arsht Center. Em qualquer uma delas, você encontra boa comida, ambiente aconchegante e ainda pode dar uma esticadinha na charmosa livraria. Na matriz, em Coral Gables, mesinhas de ferro do lado de fora lembram um jardim em estilo espanhol e quase sempre às sextas e sábados há música ao vivo para embalar um agradável jantar.

Meat Market
A Lincoln Road é uma das mais famosas opções de jantar ao ar livre em Miami. Toda a rua é lotada de lojas e restaurantes e cafés, dos mais diversos tipos e nacionalidades. Um dos favoritos de quem passeia por lá é o Meat Market, uma steakhouse com menu sofisticado e delicioso e com uma visão perfeita do calçadão lotado de turistas do mundo todo.

Green Street Café
Coconut Grove é uma outra região bem servida de restaurantes ao ar livre, principalmente próximos ao CocoWalk . Um dos clássicos para café da manhã, almoço ou jantar é o Green Street Café. Lugar ideal para curtir o ambiente boêmio que o Grove, a região mais histórica de Miami, oferece. No menu, clássicos americanos, como cheeseburgers, saladas, pastas e mais.

Jaya at The Setai
South Beach é repleta de hotéis luxuosos com vista para o mar e, claro, excelentes opções de restaurantes com vistas deslumbrantes. Um deles, o Jaya at the Setai, é famoso. Inspirado no tema asiático, o local é perfeito para aproveitar o dia e tirar muitas fotos. No menu, especialidades do chef, com pratos à base de carne de pato, entre outras delícias, além de drinks e aperitivos especiais da casa.

Cecconi’s @ Soho Beach House
O italiano Cecconi’s oferece uma aconchegante varanda para café da manhã, almoço e jantar. Destino certo para uma noite romântica, celebração de aniversário ou encontro com amigos, tem menu preparado por chefs italianos com ingredientes como zucchini, truffles, goat cheese, burratas e muito mais delícias.

Mandolin Aegean Bistro
Localizado no Design District e com decoração clean e cheia de umbrellones, o Mandolin Aegean Bistro oferece um pátio perfeito para saborear delicias de seu menu com gastronomia da Turquia. Aperitivos com hummus, tzatziki e pita bread e salada grega trazem à mesa o sabor do Mar Mediterrâneo. Não deixe de experimentar os doces e o café.

A La Folie Café
Escondidinho na charmosa Española Way, esse típico café francês é especializado em crepes, sanduíches e saladas. Um ambiente que te leva a uma aconchegante vila francesa. Não esqueça de provar dos crepes doces e do maravilhoso fondant de chocolate.

Foto: Cortesia/Juvia

 

Próximo
O ator, modelo e DJ Jesus Luz,  fará  turnê pelos Estados Unidos

Nov/24: O ator, modelo e DJ Jesus Luz, fará turnê pelos Estados Unidos

A carreira de DJ de Jesus Luz anda a todo vapor, com uma…
Neno Ramos, Didi Marchi, Carlos Zibel, Cacipore Torres, Antonio Carlos Cavalcanti (curador), Claudio Tozzi

Nov/28: Exposição 50 anos de arte

Exposição homenageia grandes nomes da arte brasileira A…
Brazilian Voices

Dez/01 - Brazilian Voices apresenta o show “Brazilian Voices Concert – Cabaret”

O grupo de cantoras brasileiras Brazilian Voices apresenta…
Show de Humor com Sergio Mallandro

Dez/1: Show de Humor com Sergio Mallandro

Que tal aproveitar o promocode RISADA e garanta seu…
The Book of Mormon

Nov/28 até Dez/03 - Musical “The Book of Mormon”

O musical “The Book of Mormon”, nove vezes vencedor do Tony…

Videos

CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR O VÍDEO

 

Karmel Bortoleti

Making of do ensaio fotográfico de Karmel Bortoleti para a editoria fashion da edição de abril de 2017 da Acontece Magazine


Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017

Ensaio fotográfico do ator Caio Castro em Miami para a Acontece Magazine de agosto de 2017


Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico com as modelos Cate Chant e Flavianny Nassimbeni para a editoria Fashion da edição de maio de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Making Of Abril 2016

Ensaio fotográfico com Karmel Bortoleti para a editoria Fashion da edição de abril de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de fevereiro de 2016 da Acontece Magazine


Making Of Janeiro 2016

Making of do ensaio fotográfico para a capa e a editoria fashion da edição de janeiro de 2016 da Acontece Magazine com a participação da modelo Andrea Méndes Arroio


Making Of Dezembro

Acontece Magazine Making of de Dezembro 2015




Our website is protected by DMC Firewall!