btn facebook  btn youtube  btn twitter  btn google plus  acontece instagram

 

Acontece Magazine
btn facebook   btn youtube   btn twitter  btn google plus  acontece instagram
acontece logo darkred

Turnê 30 anos da Banda Blitz em Miami Beach

Banda Blitz faz show em Miami da Turne 30 Anos
Banda Blitz faz show em Miami da Turne 30 Anos

Miami Beach, 20 de novembro de 2015

Por Ana Roque

Aconteceu em Miami Beach no restaurante Senor Frog’s, o show da Banda Blitz produzido por Danielle Souza e Abarbarela Productions. Em turnê de comemoração aos seus 30 anos de história, a banda icônica da década de 1980, liderada pelo também ator Evandro Mesquita levou os fãs ao delírio que cantavam como um coral as músicas de sucesso que marcaram histórias. Segundo o empresário e produtor da banda, Elieser Lemos, a turnê tem sido um sucesso por onde tem passado, celebrando três décadas de trajetória, marcada por um som bem humorado e cheio de irreverência.

Confira entrevista com Evandro Mesquita

Qual é a sensação de sair do Brasil e trazer as músicas que marcaram história para brasileiros que moram no exterior?
É demais, agente estava até falando esses dias que já viajamos praticamente quase todo o Brasil, e agora essas viagens para fora dá uma adrenalina nova, é muito bacana reencontrar uma galera que está a tanto tempo longe do Brasil e já vivenciou aquela fase do rock nacional, então agente tem um carinho especial e a banda está com uma pegada muito legal.

Quantas pessoas da Banda vieram com você?
13 componentes. Estamos juntos com essa formação já há 10 anos.

Quais são as músicas principais que vocês tocam nas turnês da Blitz?
Tem uma coleção como 'A Dois Passos do Paraíso' "Você Não Soube me Amar", "Beth Frígida"...

Quais são os lugares nos EUA que estão incluídos na turnê da Banda Blitz?
Os lugares são Jacksonville, Orlando, Miami, New York e Boston.

E depois da turnê, o que a Banda está planejando fazer nos EUA?
Vamos entrar de férias porque ninguém é de ferro(risos). Vamos bater perna em New York que é a nossa disneylândia musical, ver o que tem de novidades e fazer umas comprinhas.

É a primeira vez que vocês vem a Miami?

Não, já ficamos em Miami por 40 dias gravando em 1997.

Mande seu recado para os fãs sobre a turnê 30 anos!
Agente está na área e queremos matar a saudade! Keep the faith! Obrigado a você e Revista Acontece pela entrevista e apoio.

 

Fotos: Kiko Ferrasso Photographer

View the embedded image gallery online at:
http://acontece.com/a#sigProIdc424d876ea
> >

 

Entrevista com Daniele Vidal durante o evento 21 Motivos

Desfile com as lindas candidatas a seletiva do Sul da Flórida
Desfile com as lindas candidatas a seletiva do Sul da Flórida

Deerfield Beach, FL‏ sábado dia 20 de Setembro de 2015
Por: Ana Roque

Durante o evento de titulo "21 MOTIVOS”, produzido por Tania Azevedo e Elisa De Carlo, entrevistamos Daniele Vidal produtora do New Miss Brasil USA seletiva Sul da Flórida que com a vencedora do Miss Brasil USA 2014, Flavianny Nassimbeni apresentou as lindas candidatas da seletiva do sul da Flórida que está marcado para acontecer no dia 10 de outubro em Sunny Isles, FL. Entre o público presente estavam os patrocinadores e mídia local. Todos puderam conhecê-las e conversar com as candidatas enquanto degustavam do delicioso jantar no salão de festas do Mall Brazilian Depot em Deerfield Beach, ao som do DJ Rodolpho Pessoa Jr.

Entrevista com Daniele Vidal
O que te fez tomar a frente ao Miss Brasil Sul da Flórida 2015?
Foi o amor que tenho pelo concurso onde já vinha trabalhando com o Miss Brasil USA desde meados de 2005, tanto com a Tânia Azevedo como com o Cacá Santos e agora terei o prazer de trabalhar lado a lado com o queridíssimo Caio Castro que desde 2014 assumiu o evento e tem feito um excelente trabalho.
Quais são perspectivas para o concurso que acontecerá no dia 10 de Outubro?
As perspectivas são muitas! Mas, o foco maior é trazer alegria e com certeza contribuir para a autoestima, desenvoltura e também fazer com que elas se divirtam muito, façam novas amizades e claro, é uma competição! Espero que desta seletiva saia a campeã nacional.
Então, deixa aqui um recado para a comunidade brasileira a respeito do evento New Miss Brasil USA e para as candidatas!
O recado que eu deixo é: vamos nos unir em nome dessas meninas, vamos torcer por elas, apoiar a nossa comunidade acima de tudo!
E para as meninas: Que elas tenham uma experiência única e positiva.
Também quero agradecer as pessoas envolvidas , Tânia Azevedo e Rose Oliveira, Eliza, aos meus patrocinadores e a nossa Atual Miss Brasil USA que está sendo um exemplo para essas meninas e lógico a você Ana Roque, a imprensa, a revista Acontece por abrir esse espaço e a todos que estão nos apoiando...o meu muito obrigada!
Por Ana Roque - Fotos: Mario Roque

View the embedded image gallery online at:
http://acontece.com/a#sigProId9a42e646d3
> >

 

Valeria Musumeci: “O Espaço Acontece vai mostrar o melhor da arte brasileira”

Valérian Musumeci e Carlos Alves são os galeristas do Pavilhão Brasil
Valérian Musumeci e Carlos Alves são os galeristas do Pavilhão Brasil

A curadora paulistana Valeria Musumeci vive em Miami há três anos e é proprietária da San Paul Gallery, em Wynwood. Desde pequena, descobriu o amor pela arte, influenciada pela família de descendência italiana, e também pelos anos em que estudou arte em Paris. Juntamente à fotógrafa Jade Matarazzo e ao sócio Carlos César Alves, Valéria é curadora do Espaço Acontece, no Pavilhão do Brasil do Miami River Fair, evento que acontece em dezembro, junto ao Art Basel. Conheça um pouco mais sobre trabalho de Valéria nessa entrevista para a Acontece Magazine.
Valéria, quando a arte entrou na sua vida?
O meu envolvimento com a arte começou na minha infância, influenciada por meus familiares, que me ensinaram a apreciar o mundo das artes e influenciaram na minha decisão de estudar na Ecole du Louvre, em Paris. Após inúmeras visitas a feiras de arte nos Estados Unidos, percebi o quão aquecido estava o mercado de arte em Miami e decidi enfrentar esse desafio abrindo a San Paul Gallery, em Wynwood, em 2014. O bairro chamou muito minha atenção por sua dualidade entre o “underground” e o “high end” e me pareceu a atmosfera perfeita para divulgar artistas brasileiros consagrados e emergentes para o mercado americano e para os estrangeiros visitando os Estados Unidos.
Qual o perfil da San Paul Gallery e o papel da galeria no Pavilhão do Brasil no Miami River Art Fair?
A filosofia do projeto San Paul Gallery consiste na integração e cooperação de artistas, curadores e empresários da área, que possuem a vontade de inovar na maneira de expressão da arte brasileira. A seleção dos nossos artistas se baseia em um elevado nível de interesse e importância que o público tem em conexão com o Brasil e sua arte contemporânea. Eu e o meu novo sócio, o artista Carlos Cesar Alves, nos sentimos muito honrados por sermos a galeria de arte convidada para gerenciar os artistas que serão apresentados no Espaço Acontece. Acreditamos que esta é uma oportunidade para mostrar o que de melhor existe na arte brasileira.
Quais os artistas e categorias que serão representadas pela San Paul Gallery na feira?
Trabalhamos com fine art, grafite, mixed media, videoartists, esculturas e desenhos. Especialmente para este evento, apresentaremos ao público os artistas brasileiros.
Conte um pouco sobre experiência como curadora?
O curriculum da Ecole do Louvre é extremamente abrangente, o que me garantiu acesso a várias disciplinas dessa conceituada instituição. Quando abri a galeria eu estava fazendo a curadoria, porém, logo após conhecer o Carlos Cesar Alves — que trouxe sua vasta experiência do mercado de arte Americano — criamos uma parceria perfeita e, desde então, juntos, organizamos mais de 20 exposições durante estes dois últimos anos, sempre com muito sucesso.
Além da participação no Miami River Art Fair, quais outros projetos estão previstos para a San Paul Gallery?
No momento, estamos concentrados na organização do Espaço Acontece, com o objetivo de dar suporte aos artistas que representamos e também de reestruturação e planejamento da nova fase da San Paul Gallery. Durante este período, estamos considerando participações na Art Wynwood 2017 e outros shows do cenário artístico de Miami, Nova York e Europa. Também reabriremos a San Paul Gallery no outono de 2017, em um novo espaço, também em Wynwood (160 NW 26th Street).

 

Jade Matarazzo: “O público verá artistas de grande talento no Pavilhão Brasil”

Jade Matarazzo integra o time de curadores do Pavilhão Brasil na MRAF 2016
Jade Matarazzo integra o time de curadores do Pavilhão Brasil na MRAF 2016

A fotógrafa paulistana Jade Matarazzo é também uma das responsáveis pela curadoria do Espaço Acontece, no Pavilhão do Brasil do Miami River Art Fair. Jade é uma das mais respeitadas e reconhecidas fotógrafas brasileiras atuando no cenário artístico do Sul da Flórida. Ela conta um pouco sobre o seu amor à arte e a expectativa de trabalhar mais uma vez com o Grupo Acontece neste grande projeto artístico promovendo o trabalho de criadores brasileiros nos Estados Unidos.
Jade, fale sobre a importância da criação do Espaço Acontece, que vai expor o trabalho de artistas brasileiros no Miami Art River Fair.
Acho que a iniciativa de ter um Pavilhão do Brasil no Miami River Art Fair é super importante. O Brasil tem cada vez mais se destacado pelo talento de nossos artistas, e a nossa arte tem cada vez mais peso no mercado internacional. É um processo lento, mas que tem sido gradual e constante. Fazer a curadoria deste projeto foi um desafio pela quantidade de artistas maravilhosos que temos e ter de escolher apenas alguns pela limitação de espaço. Tenho certeza de que esse ano será um sucesso e de que no próximo ano poderemos incluir um número ainda mais representativo da nossa cultura.
Você já fez diversas curadorias e está sempre envolvida em projetos artísticos no Sul da Flórida, como o Art Brazil. Qual a sua expectativa para o Miami Art River Fair?
Na minha experiência de grandes feiras aprendi a não ter exatamente expectativas, e sim, quando presente no local, trabalhar para trazer o público ao estande, proporcionando maior oportunidade de venda aos artistas. Ao longo dos anos, constatamos que não depende muito da feira de que você está participando, mas sim dos esforços da equipe para vender o artista. Em um determinado ano, uma feira pode vender super bem e um grande número de obras, mas no ano seguinte não vender tão bem. Portanto tenho uma expectativa positiva, mas consciente destas variáveis.
O que o público que aprecia arte brasileira vai encontrar no Pavilhão do Brasil?
O público vai encontrar artistas maduros, contemporâneos e acadêmicos de grande talento, e uma grande diversidade de estilos e técnicas. Teremos artistas locais e do Brasil que estão trazendo obras interessantíssimas.
Como você descobriu o seu amor pela arte e pela fotografia?
Desde pequena, estou envolvida com as artes. Quando meu tio Ciccillo Matarazzo ainda era vivo, passava horas em sua casa acompanhando o movimento dos artistas que participavam das bienais de São Paulo, e admirava obras que me encantavam, de nomes como Mabe, Tarsila do Amaral, Caribé, Magritte, Portinari, Picasso... Acho que foi uma paixão inevitável. E foi ele quem me inspirou a abrir o meu escritório de arte, que funciona como uma plataforma para inserção de artistas brasileiros no mercado internacional, além de prepará-los para um mercado que é totalmente novo e diferente do que o do Brasil. Quanto à fotografia, comecei a fotografar na Suíça, quando aos 15 anos fui morar e estudar lá. Fotografar é para mim um meio de expressão, mas também uma maneira de dar voz àquilo que é importante ao meu ver. Gosto de fotografar pessoas, o controverso, aquilo que precisa de atenção do mundo. Apesar de criar o fine art, as minhas imagens nem sempre são do que é belo.

 

Nina Torres: ´´Essa mistura de gente, de idiomas, de cultura é o que me fascina”

Nina Torres é diretora do Miami River Art Fair onde acontecerá o Pavilhão Brasil
Nina Torres é diretora do Miami River Art Fair onde acontecerá o Pavilhão Brasil

A curadora mexicana Nina Torres é entrevistada nesta edição especial da Acontece Magazine. Neste mês de novembro, período que antecede a Semana de Arte de Miami, a revista vai abordar tudo que acontece no mundo da arte entre 1 e 4 de dezembro, especialmente o Pavilhão Brasil no Miami River Art Fair em Downtown Miami.
Fundadora e diretora geral da Miami River Art Fair — que este ano tem um pavilhão dedicado aos artistas brasileiros —, Nina é especializada em arte contemporânea da América Latina e em arte mexicana, tendo atuado, em 20 anos, como curadora de mais de 300 exposições ao redor do mundo.
Confira a seguir a entrevista da Acontece Magazine com a curadora.
Nina fale um pouco sobre o seu trabalho como curadora nos Estados Unidos e em outros países.
O meu trabalho como curadora nos EUA começou há muitos anos, quando abri minha primeira galeria, que só funcionava durante quatro meses no ano. Era uma galeria que só abria nas épocas dos leilões de arte latino-americanas. A minha curadoria em outros países é bem variada. Já fiz exposições em Dubai, Singapura, Nova York, Miami, México, Mônaco, Paris e o processo é o mesmo, o que muda é basicamente a seleção da obra para determinadas cidades. O que pode ser uma grande exposição em Nova York não funciona da mesma maneira em Dubai ou outros lugares. Por isso tenho muito cuidado com o que seleciono para cada exposição. Tudo é muito detalhado e há diferentes aspectos a serem observados como, o espaço, a cor das paredes, a arquitetura da galeria, o local em geral.
E a sua galeria Nina Torres Fine Art Gallery? Quais os projetos atuais e futuras exposições?
A Nina Torres Gallery está em constante busca pelo melhor e temos grandes projetos futuros. Vamos continuar fazendo nosso world tour em 2017, fazemos duas exposições ao ano em Nova York com uma parceria. Pelo terceiro ano consecutivo estaremos em Dubai, Mônaco, Singapura, além de todas as exposições de diferentes artistas na galeria, que já temos agendadas. Outro evento importante será a apresentação do nosso show anual da galeria, com artistas que trabalhamos há muito tempo e a criação de dois prêmios: um ao melhor artista representado pela galeria e o melhor booth ou a melhor obra de arte apresentada em qualquer gênero. O vencedor do prêmio terá todo o apoio da galeria de Nina Torres na sua carreira.
Como você vê o cenário artístico em Miami atualmente?
Eu como residente de Miami posso falar de dois cenários. As galerias de Miami que funcionam os 365 dias do ano, e o cenário de um artista que aluga o espaço por uma semana, como acontece durante o Art Basel. O cenário do dia a dia está crescendo em Miami e isso só se consegue vivendo no local, convidando artistas de todas as partes do mundo, oferecendo arte que nunca foi apresentada, enfim esse é o grande cenário de uma galeria de arte em Miami. O outro cenário acontece na primeira semana de dezembro, é a semana da loucura, onde os colecionares, visitantes e curiosos vem a Miami pela arte em si, mas também pelas festas, pela vibração que acontece na cidade. Esses são os dois cenários de Miami em relação à arte.
O que você mais admira em Miami? Quais os seus lugares favoritos na cidade?
Me apaixonei pelo clima. Sol, calor, praia, um paraíso depois de ter vivido dez anos em Nova York. Foi amor à primeira vista. Adoro as culturas: podemos estar em um lugar e falando vinte idiomas ao mesmo tempo (risos). Essa mistura de gente, de idiomas, de cultura é o que me fascina. Meus lugares favoritos na cidade são tantos, como sou uma mulher de arte são museus e galerias. Os restaurantes, também adoro. Miami não perde nada em matéria de gastronomia, para nenhum lugar do mundo. Adoro o Zuma, o Cipriani, o La Cantina.
Para você, qual o diferencial da arte contemporânea brasileira?
Os artistas brasileiros sempre se diferenciam dos outros artistas da América Latina. Tenho o prazer de conhecer grandes escultores brasileiros que têm obras monumentais e conheço também artistas conceituais, pintores. Eles estão sempre retratando o melhor da arte contemporânea na América.

 

Próximo

Eventos

Abril   2017
D S T Q Q S S
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            

Videos

CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR O VÍDEO

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico com as modelos Cate Chant e Flavianny Nassimbeni para a editoria Fashion da edição de maio de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Making Of Abril 2016

Ensaio fotográfico com Karmel Bortoleti para a editoria Fashion da edição de abril de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de fevereiro de 2016 da Acontece Magazine

Making Of Janeiro 2016

Making of do ensaio fotográfico para a capa e a editoria fashion da edição de janeiro de 2016 da Acontece Magazine com a participação da modelo Andrea Méndes Arroio

Making Of Dezembro

Acontece Magazine Making of de Dezembro 2015


DMC Firewall is developed by Dean Marshall Consultancy Ltd