btn facebook  btn youtube  btn twitter  btn google plus  acontece instagram

 

Acontece Magazine
btn facebook   btn youtube   btn twitter  btn google plus  acontece instagram
acontece logo darkred

Zika em Miami: Departamento de Saúde da Flórida oferece testes e repelentes sem custos

Uma das maneiras de se prevenir é aplicando o repelente
Uma das maneiras de se prevenir é aplicando o repelente

Em resposta ao alerta emitido pelas autoridades de saúde norte-americanas para que mulheres grávidas evitem visitar as regiões de Wynwood, em Miami, e South Beach, em Miami Beach, por conta da transmissão local do vírus da Zika, o Departamento de Saúde da Flórida está oferecendo testes para grávidas e repelentes sem custos para a população. Também foram registrados casos de transmissão do vírus da Zika em outros locais da Flórida.
O teste é indicado para grávidas que visitaram a região de Wynwood a partir de 15 de junho ou que estiveram na área de South Beach a partir de 14 de julho. Para informações a respeito dos kits de prevenção e dos testes para grávidas, o telefone de contato é (305) 324-2400. Para solicitar o repelente, contate o Miami-Dade County Mosquito Control pelo 311. O Florida Health ainda criou uma linha para sanar dúvidas e passar informações a respeito do vírus da Zika pelo 1-855-622-6735.
Recomenda-se o uso de repelentes e de roupas que protejam o corpo para grávidas e para quem deseja visitar as regiões afetadas. Essas medidas de precaução devem ser observadas mesmo em outras áreas de Miami ou do sul da Flórida, pois os meses de verão são propícios para a alta incidência de mosquitos, que podem transmitir a doença.
No caso de brasileiros que morem no sul da Flórida, deve-se eliminar possíveis focos de mosquito nas casas e certificar-se de que não existem brechas em janelas para a entrada do inseto.
O Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (U.S. Centers for Disease Control and Prevention - CDC) publicou em seu portal eletrônico informações em português sobre locais no país com risco de infecção pela doença, formas de prevenção e demais recomendações:
http://portugues.cdc.gov/zika/intheus/florida-update.html

http://portugues.cdc.gov/zika/intheus/what-to-do.html

http://portugues.cdc.gov/img/cdc/PT_49298.pdf

Fonte: Setor de Cooperação Comunitária, Cultural e Educacional - Seção de Imprensa - Consulado-Geral do Brasil em Miami

 

Globo Repórter revela novas descobertas sobre o café

O delicioso cafezinho
O delicioso cafezinho

O ‘Globo Repórter’ revela as mais recentes descobertas sobre a bebida mais amada do Brasil. Estudos mostram, por exemplo, que o café de qualidade tem mais de mil compostos que fazem bem à saúde. Se tomada na medida certa, a cafeína melhora o funcionamento do cérebro e evita inflamações. Reduz o risco de doenças crônicas, como diabetes e doenças hepáticas, diminui o colesterol ruim e previne até enfermidades como Mal de Alzheimer e Parkinson. Há estudos que comprovam que nem é preciso beber: apenas sentir o cheiro já seria suficiente. E uma pesquisa do Instituto do Coração revela que a bebida também faz bem aos cardíacos. “Quem bebe café pode viver mais. O nosso pretinho básico pode ser um elixir da longevidade”, conclui o repórter Paulo Gonçalves.
Além de visitar fazendas do Espírito Santo e de Minas Gerais para revelar onde são produzidos os melhores frutos, o programa mostra porque eles valem tanto – o nosso café é vendido para muitos países e um quilo chega a custar três mil reais. Conta histórias de famílias que plantam o fruto no quintal de casa, torram os grãos na panela e os trituram no liquidificador, de maneira bem caseira, e de outras que sobrevivem do café há muitas gerações. O programa ainda revela o segredo do jacu: como um pássaro ajuda os fazendeiros a cultivar um dos mais caros cafés do país?
O programa mostra ainda benefícios do café que pouca gente conhece e histórias criativas de pessoas que descobriram novas maneiras de ganhar dinheiro. Você sabia que o café combate a celulite? Cremes de beleza a base do fruto são feitos com ácido linoleico (Ômega 6), que reduz a gordura local. E não são baratos porque para cada litro de óleo concentrado são necessários cerca de 12 a 15 quilos de café. Há ainda o macarrão de café, que demora quatro dias para ser feito. E, na onda dos ‘food truks’, em São Paulo há agora cafeterias ambulantes, bicicletas itinerantes e charmosas, que circulam pela capital paulista carregando máquina de café expresso, vaporizador e 100 quilos de café na garupa.
O ‘Globo Repórter’ vai ao ar no canal internacional da Globo sexta-feira, 16 de outubro, nas Américas, dia 17, no Japão e Austrália, e sexta-feira, dia 23, na África e Europa.

 

Afinal de contas: o que é o Botox capilar?

O Botox capilar recupera a massa perdida com a ação do tempo e das agressões diárias
O Botox capilar recupera a massa perdida com a ação do tempo e das agressões diárias

Muito provavelmente você já ouviu falar em Botox capilar. Mas a dúvida que surge é o que esse procedimento tem a ver com as injeções de Botox aplicadas no rosto, para rejuvenescer? Muito pouco. Essa é a resposta. Isso porque as substâncias não são as mesmas. A técnica capilar somente recebe o mesmo nome porque também combate o envelhecimento. O Botox capilar recupera a massa perdida com a ação do tempo e das agressões diárias. O tratamento é perfeito para diminuir o volume indesejável dos fios, além de dar brilho e tirar totalmente o frizz. O Botox capilar promete exatamente a reconstrução do fio, tornando-o mais saudável e nutrido, permitindo assim mais beleza e maleabilidade. Esse tratamento é feito com produtos especiais que atuam na fibra capilar fazendo a hidratação, selagem e recuperação dos fios.
Com uma série de poderosos nutrientes, preenche as rugas dos cabelos e, ainda, permite ao fio uma recuperação completa dos agentes causadores de ressecamento e quebra e falta de brilho (como raios solares, ventos, umidade extrema ou tempo muito seco), além de agir sobre os fios maltratados por químicas fortes. O mais interessante dessa técnica é que ela pode ser feita em qualquer tipo de cabelo, até mesmo naqueles que já passaram por alguma intervenção química, como coloração e reflexos. A maior vantagem do Botox capilar é que ele não tem formol. Mas antes de passar pela técnica, é imprescindível fazer um teste de alergia, pois o ingrediente pode causar irritação no couro cabeludo.
Apesar de eliminar o frizz e reduzir o volume, a função do Botox capilar é apenas estética. A técnica não trata o fio de dentro para fora. Seu principal componente é o tioglicolato de amônia, responsável por amolecer a fibra capilar, a ponto de ela poder ser moldada. O resultado é um alisamento natural e cheio de movimento, brilho e maciez. Os fios ficam mais cheios de vida, e o efeito dura aproximadamente três meses.
E você, já experimentou?
Por Fernanda Lam

 

Mulheres enfrentam maior risco de morte por doença pulmonar

Saber a estrutura física e a saúde geral do seu pet são fatos importantes antes dos exercícios
Saber a estrutura física e a saúde geral do seu pet são fatos importantes antes dos exercícios

Pergunte à maioria das mulheres quais doenças estão na sua lista de prevenção e provavelmente não irá ouvir falar em doença pulmonar obstrutiva crônica, comumente conhecida como DPOC ou COPD, em inglês. No entanto, a DPOC continua a ser a terceira principal causa de morte nos EUA desde 2008, e mais mulheres estão morrendo da doença comparado aos homens.
No ano passado, pesquisadores americanos divulgaram dados que mostram que, entre 2000 e 2014, a taxa de mortes relacionadas à DPOC caiu 22,5% nos homens, mas apenas 3,8% nas mulheres. Para as mulheres de meia-idade, a taxa de mortalidade subiu 24%. A doença pulmonar crônica afeta mais de 11 milhões de pessoas, muitas vezes causando incapacidade e morte.
Mas por que a DPOC afeta as mulheres desproporcionalmente? Especialistas dizem que as mulheres têm uma menor capacidade pulmonar, tornando-as muito mais propensas a sofrer danos causados ​​pelo fumo e toxinas ambientais. Além disso, muitas mulheres que começaram a fumar nos anos 60, 70 e 80 estão agora sentindo os efeitos negativos do cigarro. Cientistas também acreditam que os hormônios femininos influenciam no surgimento da doença. Eles estão observando como o estrogênio pode afetar a produção de muco e outros mecanismos relacionados à função pulmonar. E, por fim, já que a maioria das mulheres não sabem que possuem um maior risco de morte por DPOC, a sua prevenção não recebe a devida atenção. Se você já fumou, foi exposto a toxinas ambientais ou têm um histórico familiar de DPOC, agora é a hora de agir. A intervenção precoce pode prevenir sintomas mais graves no futuro.
Para mulheres e homens com DPOC, um bom acompanhamento médico com o seu clínico geral e especialista é imprescindível. Pare de fumar para retardar ou até interromper os danos pulmonares contínuos. Tome as vacinas contra gripe e pneumonia, pois estas infecções podem piorar os sintomas ou se transformar em um evento potencialmente fatal. Medicamentos melhoram a função pulmonar juntamente com uso de oxigênio e programas de reabilitação pulmonar.
Considere consultar o seu médico se os seguintes sintomas persistirem:
• Tosse que piora e não desaparece
• Falta de ar ao realizar atividades diárias
• Sibilância ou chiado no peito
• Fadiga
• Grande produção de muco
• Infecções respiratórias frequentes
• Lábios ou leitos ungueais (parte abaixo da unha) azuladas
A intervenção precoce e o tratamento adequado podem salvar e melhorar a sua qualidade de vida.

Por Dra. Cindy Shaffer

 

O dinheiro compra a felicidade?

Dinheiro compra felicidade?
Dinheiro compra felicidade?

Segundo o PRÊMIO NOBEL de ECONOMIA de 2015, Angus Deaton, a resposta a essa pergunta seria um sonoro SIM.
Ele afirma que há uma correlação entre riqueza e bem-estar.
Sua pesquisa sobre consumo, pobreza e bem-estar, trabalhou o imaginário popular, quando ele escreveu um artigo sobre a felicidade.
"Esse é o único artigo que escrevi sobre o qual você ouve pessoas conversando em supermercados".
Suas conclusões surpreendem quem pensa que felicidade não se compra.
Mas o que é felicidade?
Pensadores, cientistas, psicólogos e filósofos discordam há milhares de anos sobre o significado de felicidade, o que torna o conceito difícil de medir.
Deaton, diz ter se fixado em duas afirmações para quantificar a felicidade.
Uma delas é a questão de curto prazo da felicidade no dia a dia, e outra é a indagação mais ampla sobre o momento e situação da vida.
"Aqui temos uma escada com o degrau zero sendo a pior vida possível que possa imaginar, e o degrau dez, a melhor”

Onde você se colocaria?"
Ele afirma que se você perguntar a alguém sobre o grau de satisfação dela, a resposta terá relação direta com a renda da pessoa.
Ele diz que um bilionário irá declarar maior satisfação com a vida do que alguém menos rico.
"É uma escala logarítmica, então você precisa de cada vez mais dinheiro para subir outro degrau, mas a escada nunca para de subir.”
Afirma ainda que "Isso é verdade não só para indivíduos, mas entre países."
Então dinheiro pode comprar felicidade, ao menos no sentido de satisfação da vida.

Mas, e quanto à alegria do cotidiano?
O que ocorre se você perguntar às pessoas:

"Você teve um bom dia? Foi um dia estressante?"
O professor afirma que o dinheiro também afete a felicidade nesse quesito, mas apenas para quem tenha renda anual superior a R$ 290 mil ($ 83.000,00).
Ele diz que quem ganha abaixo desse valor, tem a tendência de se preocupar muito com dinheiro, e isso tornaria essas pessoas menos felizes.
"Quando aquele medo permanente vai embora, isso faz uma enorme diferença na vida das pessoas, e a falta de dinheiro pode te deixar bem para baixo no dia a dia", diz Deaton, ressaltando que ganhos adicionais após esse "limite da felicidade" não fazem tanta diferença.
O quanto um sorriso, uma lembrança de um momento, a comemoração de uma vitória de superação na vida ou um abraço de quem se ama, valeria nessa conta da felicidade¿
Como quantificar qual seria o impacto dessas situações, na conta bancária emocional de cada pessoa¿
Esquecendo a lógica fria dos números, a resposta a essa pergunta:
O dinheiro compra felicidade, depende de quanto dinheiro está em jogo e da definição individual do que é felicidade.
Independente da resposta ou da escolha, buscar ser feliz é a melhor solução.

Sobre o escritor:
Mauricio Cardoso Dias Braz: Psicólogo Positivo - Administrador - Master Coach - Especialista em Neurofeedback - Consultor Sebrae - Professor MBA Univ. Católica de Petrópolis (UCP) - Vive na Florida. >

 

Próximo

Eventos

Março   2017
D S T Q Q S S
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31  

Videos

CLIQUE NA IMAGEM PARA ABRIR O VÍDEO

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami

Vera Viel posa com tema náutico para a Acontece Magazine em Miami


Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico com as modelos Cate Chant e Flavianny Nassimbeni para a editoria Fashion da edição de maio de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Making Of Abril 2016

Ensaio fotográfico com Karmel Bortoleti para a editoria Fashion da edição de abril de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez


Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de março de 2016 da Acontece Magazine por Gerardo Gomez

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Acontece Magazine - Making of - Karina Bacchi - March 2016

Ensaio Fotográfico

Ensaio fotográfico para a editoria Fashion da edição de fevereiro de 2016 da Acontece Magazine

Making Of Janeiro 2016

Making of do ensaio fotográfico para a capa e a editoria fashion da edição de janeiro de 2016 da Acontece Magazine com a participação da modelo Andrea Méndes Arroio

Making Of Dezembro

Acontece Magazine Making of de Dezembro 2015


DMC Firewall is developed by Dean Marshall Consultancy Ltd